Publicidade

Posts com a Tag Los Angeles 1984

sábado, 21 de maio de 2011 Almanaque | 13:46

O velho "Ibira", de cara nova

Compartilhe: Twitter

Muito legal saber que o complexo esportivo do Ibirapuera voltará a receber competições de alto nível como neste domingo, quando será realizado o GP São Paulo de atletismo, que contará inclusive com a participação da colunista do iG, Maurren Maggi, na prova do salto em distância.

É inegável a importância do Ibirapuera para o esporte brasileiro. Alguns dos eventos esportivos mais importantes que este país já assistiu ocorrem nestas quadras e pistas. Mundiais de basquete, vôlei, futsal e grandes competições de atletismo. Pense em grandes atletas, como Oscar Scmidt, Marcel, Magic Paula, Hortência, Maurício, Tande, Ana Moser, Fernanda Venturini, Joaquim Cruz, João do Pulo, enfim, só para ficar em algumas das grandes estrelas do Brasil. Todos eles competiram no Ibirapuera! Ou o “”Ibira”, como muitos se referem a ele, de forma carinhosa.

Pessoalmente, a volta do Ibirapuera me dá um prazer ainda maior. Foi naquele complexo que pude acompanhar importantes competições , como o Pré-Olímpico masculino de basquete de 1984, quando a seleção brasileira cumpriu uma campanha irretocável – embora tenha sido um fiasco nas Olimpíadas de Lon Angeles, naquele mesmo ano.

Foi na pista de atletismo do Ibirapuera que vi de perto algumas das maiores estrelas da modalidade em ação, em edições históricas do extinto Grand Prix. Correram e saltaram aqui nomes como Carl Lewis, Steve Ovett, Evelyn Ashford, Sergei Bubka e até mesmo Ben Johnson, que esteve aqui logo após cumprir suspensão por doping.

O complexo esportivo do Ibirapuera tem muita história. Que o futuro reserve tantas coisas legais para os próximos anos.

Veja também:

Nada justifica o “bulying” do judô

Pista do Ibirapuera reestreia com recorde e índice

Troféu Maria Lenk: E o bloco do Cielo estava fora do lugar…

Autor: Tags: , , , , , , , , , , ,

terça-feira, 12 de abril de 2011 Olimpíadas | 12:45

Pista do Estádio Olímpico de Londres vai sobreviver

Compartilhe: Twitter

Para o bem do atletismo, a pista do Estádio Olímpico não será demolida

Beirava o absurdo que justamente nas Olimpíadas cujo presidente do Comitê Organizador (Sebastian Coe) é uma das lendas do atletismo, saber que a pista do Estádio Olímpico de Londres seria demolida, antes da arena ser entregue ao West Ham, da Premier League, após os Jogos. Mas esta ameaça surreal não existe mais. O conselho da Iaaf (Associação Internacional das Federações de Atletismo) anunciou nesta última segunda-feira, em Daegu, na Coreia do Sul, anunciou que a pista será mantida após os Jogos Olímpicos de 2012.

O Comitê Organizador divulgou que o West Ham se comprometeu a manter a pista e que isso será considerado um importante legado dos Jogos de Londres-12. E fica evidente que acabou prevalecendo a influência de Sebastian Coe na decisão. Para quem não sabe, Coe, que também é vice-presidente da Iaaf, conquistiu duas medalhas de ouro nos 1.500m (Moscou-80 e Los Angeles-84) e duas de prata nos 800m (Moscou-80 e Los Angeles-84).

Autor: Tags: , , , , , , ,

terça-feira, 1 de março de 2011 Ídolos, Imprensa, Olimpíadas, Pan-Americano, Sem categoria | 10:00

Paixão e necessidade

Compartilhe: Twitter
Getty Images

Joaquim Cruz comemora a conquista da medalha de ouro dos 800m nas Olimpíadas de Los Angeles, em 1984

Vamos ser sinceros: quem entra numa faculdade de jornalismo com a intenção de fazer carreira na área de esportes, quer saber mesmo é de trabalhar com futebol! Bom, admito que isso pode ter mudado um pouquinho nos últimos anos, graças às conquistas da seleção masculina de vôlei, de Guga e de Cesar Cielo. Mas no já distante fevereiro de 1983, quando comecei meu curso de jornalismo na Faculdade Cásper Líbero, todos os meus colegas só queriam saber mesmo era de cobrir um bom jogo de futebol.

Mas o destino, sempre ele, se encarrega de mostrar novos caminhos quando você menos espera. Logo no segundo ano, eis que surgiu uma oportunidade para fazer um estágio, junto com mais três amigos, na Rádio Gazeta, na equipe chefiada pelo grande loucutor Pedro Luís (já falecido), e que tinha como narrador principal Paulo Soares, hoje na ESPN Brasil. Eles iriam colocar no ar um programa chamado “Operação Esporte”,  sobre esportes olímpicos (ou esportes amadores, como se falava na época).

Como em 84 seriam realizadas as Olimpíadas de Los Angeles, a rádio queria tentar atrair um novo público. E no mesmo ano em que o meio-fundista Joaquim Cruz emocionou o Brasil inteiro ao ganhar a medalha de ouro nos 800m rasos, a necessidade de entrar na área fez com que um foca descobrisse que há vida além do futebol.

Desde então, os esportes olímpicos tiveram uma importância fundamental em minha carreira. E o mais bacana foi perceber que estas modalidades estão ganhando um espaço cada vez maior na mídia brasileira, desmistificando um pouco o antigo conceito de “monocultura esportiva” na imprensa deste país. Ainda há muito para fazer, é verdade, mas este espaço que começa a ser ocupado neste terça-feira, aqui no iG Esporte, é mais um passo para divulgar, comentar, criticar e falar sobre as mais variadas modalidades esportivas.

Assunto é o que não irá faltar, ainda mais com os Jogos Pan-Americanos de Guadalajara marcados para este ano, diversos pré-olímpicos e eventos qualificatórios para as Olimpíadas de Londres 2012 e a preparação do Rio de Janeiro para 2016, quando precisaremos ficar de olhos abertos, fiscalizando direitinho a aplicação do dinheiro público na organização da competição. Portanto, a casa é de vocês, entrem e fiquem à vontade.

Autor: Tags: , , , , , , , , , ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. 3
  5. Última