Publicidade

Posts com a Tag Instalações

sexta-feira, 10 de junho de 2011 Com a palavra, Isso é Brasil, Pan-Americano | 17:01

Brasil aprova obras do Pan de Guadalajara. Mas e os atrasos?

Compartilhe: Twitter

“Está tudo correndo bem, dentro dos prazos previstos pelo COPAG, o que reforça a nossa confiança de que teremos uma boa edição dos Jogos Pan-Americanos”


Bernard Rajzman, chefe de missão do Brasil para os Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, que começam no dia 14 de outubro, após o encerramento da visita de inspeção que o COB (Comitê Olímpico Brasileiro) fez à cidade mexicana, encerrada nesta quinta-feira, ao lado de outras nove delegações.

O engraçado é o Brasil ter referendado as condições em que se encontram as obras do Pan, que tem um atraso inacreditável na construção da Vila Pan-Americana ou então no estádio de atletismo, entre outras obras que também se encontram foram do prazo.

Talvez a avaliação compreensiva de Bernard seja pelo fato de o Brasil ter passado pelo mesmo sufoco, às vésperas do Pan de 2007, no Rio, quando os cofres públicos do governo brasileiro salvaram o país de um belo vexame.

Verdadeiro conhecimento de causa.

Autor: Tags: , , , ,

sexta-feira, 27 de maio de 2011 Pan-Americano | 13:22

Vila do Pan aguarda mais recursos públicos para ficar pronta

Compartilhe: Twitter

Maquete da futura Vila Pan-Americana. Organizadores pedem mais dinheiro do governo para concluir as obras

A novela envolvendo a construção da Vila Pan-Americana, para os Jogos de Guadalajara, continua a todo vapor. Depois das obras terem sido paralisadas no começo do mês, em razão de uma ação pública movida por um promotor, e em seguida terem entrado em acordo com o a Justiça mexicana, os dirigentes do Copag (Comitê Organizador do Pan) mostram otimismo para a conclusão da obra em tempo hábil. Mas aguardam ansiosamente uma “ajudinha” extra do governo.

Segundo reportagem publicada no jornal “El Occidental”, de Guadalajara, o vice-presidente do Copag, e também prefeito da cidade, Jorge Sandoval, espera “receber de qualquer lugar” (leia-se governos federal ou municipal) a módica quantia de 1,2 bilhão de pesos mexicanos (R$ 165,5 milhões) para completar as obras da Vila Pan-Americana.  Já o diretor geral do órgão, Carlos Andrade Garín, é um pouco mais modesto em seus cálculos: para ele, 750 milhões de pesos (R$ 103,4 milhões) já resolvem.

Chega a ser impressionante a cara de pau dos cartolas mexicanos. A 140 dias para o início dos Jogos Pan-Americanos, o quadro é altamente preocupante e tudo indica que as torneiras dos cofres públicos do país serão abertas sem pestanejar, para se evitar um vexame sem precedentes na história da competição.  Ainda assim, Garín está otimista. “Já temos quatro partes dos edifícios prontas e acredito que em dois meses a Vila estará completa”, afirmou.

Para ficar igual à imagem que abre este post, acho que os mexicanos terão que correr e gastar muito dinheiro, não acham?

Veja também:

Abre o olho, Guadalajara!

Organizadores fazem acordo para salvar o Pan

Odepa faz reunião de olho em atraso nas obras do Pan-11

Autor: Tags: ,

sábado, 21 de maio de 2011 Almanaque | 13:46

O velho "Ibira", de cara nova

Compartilhe: Twitter

Muito legal saber que o complexo esportivo do Ibirapuera voltará a receber competições de alto nível como neste domingo, quando será realizado o GP São Paulo de atletismo, que contará inclusive com a participação da colunista do iG, Maurren Maggi, na prova do salto em distância.

É inegável a importância do Ibirapuera para o esporte brasileiro. Alguns dos eventos esportivos mais importantes que este país já assistiu ocorrem nestas quadras e pistas. Mundiais de basquete, vôlei, futsal e grandes competições de atletismo. Pense em grandes atletas, como Oscar Scmidt, Marcel, Magic Paula, Hortência, Maurício, Tande, Ana Moser, Fernanda Venturini, Joaquim Cruz, João do Pulo, enfim, só para ficar em algumas das grandes estrelas do Brasil. Todos eles competiram no Ibirapuera! Ou o “”Ibira”, como muitos se referem a ele, de forma carinhosa.

Pessoalmente, a volta do Ibirapuera me dá um prazer ainda maior. Foi naquele complexo que pude acompanhar importantes competições , como o Pré-Olímpico masculino de basquete de 1984, quando a seleção brasileira cumpriu uma campanha irretocável – embora tenha sido um fiasco nas Olimpíadas de Lon Angeles, naquele mesmo ano.

Foi na pista de atletismo do Ibirapuera que vi de perto algumas das maiores estrelas da modalidade em ação, em edições históricas do extinto Grand Prix. Correram e saltaram aqui nomes como Carl Lewis, Steve Ovett, Evelyn Ashford, Sergei Bubka e até mesmo Ben Johnson, que esteve aqui logo após cumprir suspensão por doping.

O complexo esportivo do Ibirapuera tem muita história. Que o futuro reserve tantas coisas legais para os próximos anos.

Veja também:

Nada justifica o “bulying” do judô

Pista do Ibirapuera reestreia com recorde e índice

Troféu Maria Lenk: E o bloco do Cielo estava fora do lugar…

Autor: Tags: , , , , , , , , , , ,

quinta-feira, 12 de maio de 2011 Olimpíadas | 22:14

Conheça o ginásio de handebol dos Jogos de Londres-12

Compartilhe: Twitter

O ginásio de handebol para Londres-12 terá capacidade para receber 6.500 pessoas

Com direito à presença do primeiro-ministro britânico David Cameron, foi inaugurada nesta quinta-feira a terceira sede olímpica para os Jogos de Londres-12, o ginásio de handebol, localizado no Parque Olímpico. Projetado e construído tendo a sustentabilidade como principal meta, o ginásio possuí uma capacidade para 6.500 espectadores e durante as Olimpíadas receberá ainda as provas de esgrima do pentatlo moderno, além da modalidade goalball dos Jogos Paraolímpicos.

O ginásio, que começou a ser erguido em julho de 2009, foi construído de uma forma que economize cerca de 40% de energia elétrica graças à sua arquitetura, que permite uma maior entrada de luz natural. São marcantes também as cadeiras espalhadas ao redor do ginásio, todas multicoloridas.

Após os Jogos, o ginásio de handebol vai se transformar em um centro desportivo multiuso para a comunidade de Stratford – bairro onde será realizada a maior parte das provas olímpicas – e como sede de treinamento para atletas ao longo do ano.

Veja também:

É olímpica, mas também é do povão!

Pista do Estádio Olímpico de Londres vai sobreviver

Os brasileiros classificados para Londres-12 (2)

Autor: Tags: , ,

terça-feira, 3 de maio de 2011 Pan-Americano | 22:13

Organizadores fazem acordo para salvar o Pan

Compartilhe: Twitter

Um acordo entre os organizadores e a prefeitura poderá salvar o Pan-11 de um vexame

Preocupados com a péssima repercussão da notícia da paralisação dos trabalhos de construção da Vila Pan-Americana, ocorrida no domingo, os organizadores dos Jogos de Guadalajara, marcados para começar no próximo dia 14 de outubro, correram para fazer um acordo e assim evitar o risco do vexame de ver a competição ser transferida de cidade ou mesmo cancelada.

Nesta terça-feira, os integrantes do Copag (Comitê Organizador do Pan) se reuniram na Câmara Municipal de Zapopan, município da região de Guadalajara onde está sendo construída a vila do Pan e fizeram um acordo para cumprir em 30 dias as novas exigências das autoridades, além de aceitar realizar mudanças no projeto original. Tudo isso para manter a obra dentro das normas de urbanização exigidas.

O principal ponto do acordo é que a Vila Pan-Americana cerca de oito hectares de terreno para realizar o projeto. Além disso, estão obrigador a modificar a obra de estacionamento, para que fique de acordo com o número de unidades habitacionais existentes.

Embora tenham acatado a ordem judicial e paralisado a obra momentaneamente, os organizadores do Pan-11 não ficaram quietos. Em entrevista coletiva realizada nesta terça, o diretor geral do Copag, Carlos Andrade Garín, bateu pesado nos responsáveis pela ação que parou as obras da vila do Pan (clique aqui para entender o caso). “Temos ‘caranguejos’ que não querem que nosso estado cresça, que não gostam que façamos um grande evento, que acham que seus interesses são mais importantes do que os do povo”.

Só uma perguntinha: não era mais fácil ter cumprido todas normas exigidas e assim evitar este verdadeiro vexame, hein senhor Garín?

Autor: Tags: ,

Ídolos, Isso é Brasil, Seleção brasileira | 12:12

Troféu Maria Lenk: E o bloco do Cielo estava fora do lugar…

Compartilhe: Twitter

Cena inusitada nesta terça-feira, no primeiro dia de finais do Troféu Maria Lenk, o Campeonato Brasileiro absoluto de natação, que está sendo realizado no Conjunto Aquático Julio Delamare, no Rio. Momentos antes da largada da prova do revezamento 4 x 50m livre masculino, a última do programa, o presidente da CBDA (Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos), Coaracy Nunes, entrou na área de competição e adiou a largada. Motivo: ele observou que o bloco de largada da raia 5 estava solto. Detalhe importante é que nesta raia estava preparado para largar o campeão olímpico e mundial Cesar Cielo.

Funcionário tenta arrumar correndo o bloco de largada de Cesar Cielo

O que se viu nos quase cinco minutos seguintes foi um corre-corre danado de funcionários da CBDA, tentando ajustar a base do bloco de largada, local onde o nadador apoia o pé antes de saltar na piscina. Enquanto isso, com cara de poucos amigos, Cielo, já vestido de agasalho para não perder o aquecimento, esperava sentando que o problema fosse resolvido.

Aparentemente, o mico dos organizadores não tirou a concentração de Cielo, que ajudou a equipe do Flamengo a ficar com a medalha de ouro na prova e ainda por cima fez o melhor tempo do ano na distância (21s73). Nem por isso, contudo, Cielo deixou de dar uma cornetada sobre o ocorrido, em entrevista após a prova. “É, uma coisa dessas sempre atrapalha a concentração. Amanhã [quarta] vamos tentar um tempo melhor.”

O Troféu Maria Lenk servirá como última seletiva para definir a equipe brasileira que vai ao Campeonato Mundial de Xangai (China), em julho. Seria de bom tom que todos os blocos do Julio Delamare estivessem devidamente ajustados antes de uma competição tão importante, né CBDA?

*Colaborou Francisco de Laurentis

Autor: Tags: , , , ,

segunda-feira, 2 de maio de 2011 Pan-Americano | 23:09

Abre o olho, Guadalajara!

Compartilhe: Twitter

As obras para a construção da Vila Pan-Americana foram embargadas. E agora?

O presidente da Odepa, Mario Vazquez Raña – que por sinal há anos comanda a entidade poliesportiva das Américas – cansou de manifestar seu descontentamento com os atrasos ocorridos em muitas obras dos Jogos Pan-Americanos do Rio, em 2007. Bem, acredito que esteja sendo bem difícil para ele digerir os atrasos que muitas instalações do Pan de Guadalajara estão sofrendo em suas obras. Para piorar, ainda embargam a construção da Vila Pan-Americana.

No último domingo, o juiz Armando García, do estado de Jalicsco, deu à prefeitura de Zapopan, município da região metropolitana de Guadalajara, um prazo de 24 horas para parar a construção das obras da Vila Pan-Americana, alegando suposta violação no uso do solo.

Tudo começou em março, quando os moradores da região do Rancho Contento, vizinha ao local onde a vila está sendo construída, entraram com uma ação pedindo a suspensão das obras, alegando grave dano ambiental por interferir no lençol freático da região.

O prefeito de Zapopan anunciou que cumprirá a ordem judicial, que está sendo considerada sem precedentes na história do judiciário mexicano. Contudo, já há quem duvide que esta paralisação irá durar muito tempo.

“Iremos inaugurar os Jogos Pan-Americanos normalmente, no dia 14 de outubro. As pessoas sabem que se os jogos não acontecerem, os governos municipal e estadual ficarão com uma dívida impagável por N anos”, garantiu Carlos Andrade Garín, diretor geral do comitê organizador do Pan. O dirigente acusou os responsáveis pela ação que paralisou as obras da vila do Pan de “maus cidadãos”

Nestas horas, tenho certeza que Vazquez Raña deve coçar seu bigodão e pensar que não deveria ter cornetado tanto seus colegas cariocas.

Autor: Tags: , ,

quarta-feira, 20 de abril de 2011 Olimpíadas | 15:55

É olímpica, mas também é do povão!

Compartilhe: Twitter

O complexo de canoagem slalom será usado pela população de Londres antes dos Jogos-2012

Não existe maior prova de legado olímpico do que a Lee Valley White Water Centre, inaugurada nesta terça-feira. O local, que irá receber as provas de canoagem slalom dos Jogos Olímpicos de Londres, no ano que vem, já estará à disposição para a utilização da população britânica a partir desta sexta-feira. Será a oportunidade para que o praticamente comum da canoagem possa experimentar as sensações dos atletas olímpicos. Por sinal, o local servirá como base de treinamento da equipe britânica de canoagem slalom.

Localizado entre as cidades de Waltham Cross e Waltham Abbey, o complexo é composto por dois cursos distintos: um na distância olímpica, com 300m e uma inclinação de 5,5m, e o de treinamento, com distância de 160m e inclinação de 1,6m. No total, o percurso olímpico tem 13 mil litros de água, suficientes para encher uma piscina olímpica em menos de três minutos. A obra ficou pronta em dezembro de 2010. “Este é um legado antecipado dos Jogos de Londres”, comemora Sebastian Coe, presidente do comitê organizador dos Jogos de 2012.

Autor: Tags: , ,

terça-feira, 12 de abril de 2011 Olimpíadas | 12:45

Pista do Estádio Olímpico de Londres vai sobreviver

Compartilhe: Twitter

Para o bem do atletismo, a pista do Estádio Olímpico não será demolida

Beirava o absurdo que justamente nas Olimpíadas cujo presidente do Comitê Organizador (Sebastian Coe) é uma das lendas do atletismo, saber que a pista do Estádio Olímpico de Londres seria demolida, antes da arena ser entregue ao West Ham, da Premier League, após os Jogos. Mas esta ameaça surreal não existe mais. O conselho da Iaaf (Associação Internacional das Federações de Atletismo) anunciou nesta última segunda-feira, em Daegu, na Coreia do Sul, anunciou que a pista será mantida após os Jogos Olímpicos de 2012.

O Comitê Organizador divulgou que o West Ham se comprometeu a manter a pista e que isso será considerado um importante legado dos Jogos de Londres-12. E fica evidente que acabou prevalecendo a influência de Sebastian Coe na decisão. Para quem não sabe, Coe, que também é vice-presidente da Iaaf, conquistiu duas medalhas de ouro nos 1.500m (Moscou-80 e Los Angeles-84) e duas de prata nos 800m (Moscou-80 e Los Angeles-84).

Autor: Tags: , , , , , , ,

sexta-feira, 1 de abril de 2011 Pan-Americano, Seleção brasileira | 08:30

Pan de judô: confira os confrontos dos brasileiros

Compartilhe: Twitter

Judocas brasileiros conversam com a comissão técnica antes de treino no México

Foram definidas nesta quinta-feira, em Guadalajara, no México, as chaves do Campeonato Pan-Americano de judô, que começa a partir desta sexta-feira e será seletivo para o Pan de Guadalajara, em outubro.  A competição vale pontos no ranking continental da modalidade e que definirá os participantes das 14 categorias nos Jogos mexicanos.

Nesta sexta, serão realizados os combates nos pesos 81kg até + 100kg (masculino) e 63kg até 78kg (feminino). No sábado, competirão as demais categorias, enquanto que no domingo será realizado o torneio por equipes. Os combates começarão sempre às 13h (horário de Brasília).

O Pan de judô também servirá como evento-teste para o ginásio Code II, que receberá as competições de judô, taekwondo e lutas nos Jogos Pan-Americanos de Guadalara. O ginásio foi construído especialmente para este evento.

Confira abaixo os primeiros confrontos dos judocas brasileiros na competição:

Masculino

60kg – Felipe Kitadai já classificado para a segunda rodada, quando enfrentará o vencedor do confronto entre Jose Salinas (Venezuela) e Douglas Arevaslo (Guatemala)

66kg – Leandro Cunha enfrenta Reginald Altenor (Haiti), pela primeira rodada

73kg – Bruno Mendonça enfrenta Pablo Almeida (Uruguai), já pela segunda rodada

81kg – Leandro Guilheiro enfrenta Reginald De Windt (Antilhas Holandesas), pela primeira rodada

90kg – Rodrigo Luna já classificado para a segunda rodada, quando enfrentará o vencedor de Aaron Cohen (EUA) e Alexandre Emond (Canadá)

100kg – Leonardo Leite enfrenta Carlos Santiago (Porto Rico), pela primeira rodada

+ 100kg – Rafael Silva enfrenta Ramon Flores (México), pela primeira rodada

Feminino

48kg – Taciana Lima enfrenta Luz Adiela Alvarez (Colômbia), pela primeira rodada

52kg – Erika Miranda enfrenta Yanet Bermoy (Cuba), pela primeira rodada

57kg – Rafaela Silva já classificada para a segunda rodada, quando enfrentará a vencedora do confronto entre Joliane Melancon (Canadá) e Belen Achurra (Chile)

63kg – Mariana Silva enfrenta Christal Ransom (EUA), pela primeira rodada

70kg – Maria Portela já classificada para a segunda rodada, quando enfrentará a vencedora do confronto entre Kelita Zupancic (Canadá) e Lisbeth Leon (México)

78kg – Mayra Aguiar enfrenta Sandra Zavala (México), pela primeira rodada

+ 78kg – Maria Suelen Altheman enfrenta Samantha da Cunha (Argentina), pela primeira rodada

Autor: Tags: , , ,

  1. Primeira
  2. 4
  3. 5
  4. 6
  5. 7
  6. 8
  7. Última