Publicidade

Posts com a Tag Fabiana Murer

terça-feira, 30 de agosto de 2011 Ídolos, Imprensa, Mundiais, Seleção brasileira | 13:39

Ouro de Fabiana Murer começou a ser desenhado em 2009

Compartilhe: Twitter

Fabiana Murer exibe a bandeira brasileira para comemorar o inédito título mundial no salto com vara

A brilhante conquista de Fabiana Murer nesta terça-feira, ao ficar com a medalha de ouro no salto com vara do Campeonato Mundial de atletismo em Daegu – a primeira de um atleta brasileiro, homem ou mulher, na história da competição – começou a ser construída, na verdade, há dois anos, antes do Mundial de Berlim, em 2009.

Numa entrevista com a atleta e que foi tema da coluna Diário Esportivo, que eu assinava no “Diário de S. Paulo”, Fabiana Murer já planejava que para ficar com a medalha de ouro em um Mundial, algo na época considerado um feito quase impossível, diante de uma russa Elena Isinbayeva até então imbatível, precisaria saltar pelo menos 4m80. Na época, esse era o recorde sul-americano, que pertencia a ela mesma (hoje a marca é justamente de 4m85, o salto que lhe rendeu o ouro).

“A partir desta marca, é possível pensar em lutar por medalha. Não é possível assegurar que vou ganhar saltando isso, mas fico na briga” disse Murer, na coluna publicada no “Diário”, em 6 de março de 2009.

E pensar que pouco mais de dois anos depois, ela superou sua própria expectativa para entrar na história do atletismo brasileiro. Mais bacana ainda foi o fato de ter sido a conquista de uma atleta do bem, que passa longe dos choros histéricos ou atitudes marqueteiras de olho na opinião publica.

Se alguém mereceria esta medalha, esse alguém era Fabiana Murer.

Autor: Tags: , , , ,

domingo, 14 de agosto de 2011 Ídolos, Imprensa, Olimpíadas | 23:33

Para USA Today, Fabiana Murer ainda é favorita para 2012

Compartilhe: Twitter

Fabiana Murer durante a conquista do título sul-americano do salto com vara

No último mês de março, em um dos primeiros posts deste blog, comentei sobre um levantamento feito pelo jornal americano “USA Today”, que faz uma espécie de termômetro dos prováveis resultados dos Jogos Olímpicos de Londres, no ano que vem. Trata-se de um misto de futurologia com estudo baseado em resultados nos mais diversos eventos disputados por todo o planeta. E a proposta é deixar a lista sempre atualizada.

Na edição de março, o site do “USA Today” previa que o Brasil terá um total de 15 medalhas nos Jogos do ano que vem (cinco de ouro, cinco de prata e cinco de bronze). A conta mudou um pouco na última lista, atualizada no final de julho. O total de medalhas do Brasil diminuiu (passou para 13), mas o número de ouros aumentou (são seis nesta última relação). Estão previstas ainda cinco de prata e duas de bronze.

Entre as seis conquistas brasileiras previstas pelo jornal americano, uma continua presente de forma surpreendente. Para o “USA Today”, Fabiana Murer será a campeã olímpica no salto com vara feminino. E olhe que neste começo de temporada ela ainda não repetiu a mesma performance de 2010 e sequer tem a melhor marca do ano – que pertence à americana Jennifer Suhr, que tem 4,91m contra 4,71m da brasileira.

Sinal que a confiança internacional na performance de Fabiana Murer supera até mesmo os melhores resultados de suas adversárias.

PS: antes que eu me esqueça, os possíveis campeões olímpicos brasileiros apontados na lista do “USA Today” são Cesar Cielo (natação – 50m livre), Robert Scheidt/Bruno Prada (Vela – Star), Juliana/Larissa (vôlei de praia) e seleções masculina e feminina de vôlei.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , ,

domingo, 5 de junho de 2011 Ídolos, Isso é Brasil, Seleção brasileira | 13:02

Erro de planejamento?

Compartilhe: Twitter

Fabiana ficou em 3º lugar nos EUA. Mas valeu a pena?

Uma perguntinha básica: será que valeu a pena Fabiana Murer enfrentar uma verdadeira maratona aérea no trajeto São Paulo-Buenos Aires-Oregon (EUA), e terminar com o terceiro lugar em sua estreia da Liga de Diamante no último sábado, na prova do salto com vara no Prefontaine Classic, quando alcançou a marca de 4,48m? Só para constar, foi a pior marca de Fabiana em uma competição internacional desde 2005, quando salto 4,40m no GP de Helsinki.

Por mais que o técnico de Fabiana, Elson Miranda, justifique que o foco da atleta em 2011 é conquistar uma medalha no Mundial de Atletismo em Daegu, na Coreia do Sul, faz sentido questionar que ele e a CBAt (Confederação Brasileira de Atletismo) tenham optado por colocar Fabiana disputando o Sul-Americano de Buenos Aires – onde por sinal cravou o melhor salto do ano na modalidade, com 4,70m – e depois submetê-la a uma cansativa viagem aos EUA.

Teria sido melhor que Fabiana Murer estreasse na Liga de Diamante, competição que reúne os melhores atletas do mundo, somente no GP de Oslo, na Noruega, na próxima quinta-feira. Mais descansada, certamente Fabiana conseguiria um resultado melhor do que o obtido em Eugene.

Ou a razão de Fabiana ter participado do Prefontaine Classic terá sido comercial, pois o principal patrocinador do evento (a Nike) também é um dos patrocinadores da atleta brasileira?

Faltou planejamento aí, hein!

Veja também:

Fabiana Murer em números

O que acontece com o tribunal da CBAt?

Joaquim Cruz e uma análise pessimista para Londres-12

Autor: Tags: , , , , ,

sexta-feira, 3 de junho de 2011 Almanaque, Ídolos, Listas, Olimpíadas | 22:26

Fabiana Murer em números

Compartilhe: Twitter

No gráfico abaixo, dá pra ter uma noção da grande evolução de Fabiana Murer no salto com vara. Mas será que ela conseguirá atingir os 5,00m, ainda em 2011, como já disse? Ou irá guardar esta marca para garantir uma medalha nas Olimpíadas de Londres, em 2012? Vamos aguardar…

Veja também:

Jornal americano prevê cinco ouros para o Brasil em 2012

O velho “Ibira”, de cara nova

Medalha, medalha, medalha

Autor: Tags: , , ,

Ídolos, Pan-Americano, Seleção brasileira | 21:57

Em "aniversário" de recorde, Fabiana tenta manter a ponta

Compartilhe: Twitter

Fabiana Murer salta para cravar 4,70m, melhor marca do mundo na temporada

Já passou o tempo em que Fabiana Murer poderia ser considerada uma promessa do atletismo. Depois de uma temporada quase perfeita em 2010, quando venceu a Liga de Diamante e foi a campeã mundial indoor (pista coberta) no salto com vara, a atleta da Campinas adquiriu um outro status no cenário internacional. É uma bela realidade, esperança real de grandes resultados.

Hoje, ela não é mais aquela garota brasileira de talento, mas um tanto inexperiente, que viu suas varas desaparecerem como num passe de mágica, as Olimpíadas de Pequim, em 2008. Muita coisa mudou desde então. E neste sábado, quando compete no tradicional Prefontaine Classic, em Eugene (EUA), estreando na Liga de Diamente de 2011, Fabiana já passa a ser encarada como a rival a ser batida.

Não à toa, afinal a brasileira chega ao Grand Prix do Oregon como dona da melhor marca da temporada, com o 4,70m que cravou em Buenos Aires, durante o Campeonato Sul-Americano. Como coincidência, neste sábado faz exatamente um ano que Fabiana Murer obteve a melhor marca de sua carreira, ao vencer o Campeonato Ibero-Americano de atletismo saltando 4,85m, recorde sul-americano na prova.

O início da participação de Fabiana Murer na Liga de Diamante serve como a verdadeira largada da atleta na temporada 2011. Será a partir de agora que ela terá pela frente suas maiores rivais. E olhe que nos EUA ainda não irá encarar a supercampeã russa Elena Isinbayeva. Em compensação, terá como adversárias a polonesa Anna Rogowska, campeã mundial (Berlim/2009), a russa Svetlana Feofanova (prata no Mundial de Doha/2010), e a norte-americana Jennifer Shur, líder do ranking mundial em 2010 (4,92 m).

Neste ano, Fabiana Murer tem como princial objetivo conquistar uma medalha no Campeonato Mundial de Atletismo, em Daegu (Coreia do Sul), no mês de agosto, além de brigar pelo bicampeonato no Pan-Americano de Guadalajara (México), em outubro.

Veja também:

Fabiana começa a temporada em alto estilo

Atletismo brasileiro define seleção para o Sul-Americano

A mulher mais rápida do mundo

Autor: Tags: , , , , , , ,

quinta-feira, 26 de maio de 2011 Ídolos, Imprensa, Olimpíadas, Pan-Americano, Seleção brasileira | 23:39

Fabiana começa a temporada em alto estilo

Compartilhe: Twitter

Fabiana Murer salta para vencer o GP Brasil e fazer a melhor marca do ano

O começo da temporada ao ao livre de Fabiana Murer não poderia ter sido mais promissor. Nesta quinta-feira, ao vencer o salto com vara no GP Brasil, no Estádio do Engenhão, no Rio de Janeiro, sua primeira prova em 2011, ela simplesmente cravou a melhor marca do ano nesta prova, com 4,65m. Deixou para trás a eslovena Tina Sutej, que alcançou 4,61m numa prova realizada na cidade de Athens, nos EUA, no último dia 14.

Fabiana já declarou que tem como principal objetivo em 2011 chegar aos 5 metros. Não será uma tarefa fácil, ainda mais numa prova em que tem como rival ninguém menos do que a estupenda russa Elena Isinbayeva, recordista mundial com 5,06m. Mas depois de ter sida campeã mundial indoor, vencer a Liga de Diamente e ainda por cima melhorar seu recorde sul-americano para 4,85m, tudo isso em 2010, ninguém deve duvidar do que Fabiana é capaz.

Oportunidades para alcançar tal feito não faltarão para Fabiana Murer. Entre várias competições, ela terá como destaque o Campeonato Mundial de Daegu, na Coreia do Sul, em agosto, e os Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, em outubro.

Vale lembrar que no último mês de março, o jornal americano “USA Today” fez uma previsão de medalhas para as Olimpíadas de Londres, no ano que vem. E entre as cinco medalhas de ouro que o jornal acredita que serão conquistadas pelo Brasil, uma delas seria de Fabiana Murer. Previsão classificada por este blogueiro como “meio maluca”, especialmente por saber que ela terá que superar Isinbayeva.

Tomara que o blogueiro queime a língua!

Veja também:

Jornal americano prevê cinco ouros para o Brasil em 2012

Atletismo classifica mais uma para o Pan-11

Assistir ao Pan 2011 é uma pechincha

Autor: Tags: , , , , , ,

segunda-feira, 23 de maio de 2011 Seleção brasileira | 23:56

Atletismo brasileiro define seleção para o Sul-Americano

Compartilhe: Twitter

Ana Claudia Lemos vai ao Sul-Americano da Argentina

A CBAt (Confederação Brasileira de Atletismo) divulgou nesta segunda-feira a relação dos atletas que disputarão o 47º Campeonato Sul-Americano da modalidade, que será realizado na cidade de Buenos Aires, entre 2 e 5 de junho. Os atletas foram convocados com base no ranking da entidade e após reunião do conselho técnico, que reuniu no último domingo, logo depois do encerramento do Grande Prêmio São Paulo, na pista do Ibirapuera.

Ao todo, foram chamados 77 atletas, que além de tentar manter a hegemonia brasileira na América do Sul, tentarão obter índice para o Mundial de Daegu, na Coreia do Sul, em agosto, e também para os Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, no México, em outubro. Entre os destaques da equipe que irá à Argentina, estão Fabiana Murer, Maurren Maggi (colunista do iG), Marílson Gomes dos Santos e Hudson de Souza.

Confira abaixo a relação dos convocados pela CBAt:

Masculino

Nilson de Oliveira André (SP) –  100m e 4x100m
Sandro Viana (SP) –  100m, 200m e 4x100m
Ailson da Silva Feitosa (SP) –  200m e 4x100m
Carlos Roberto Pio Junior (PR) –  4x100m
Kleberson Davide (SP) – 400m, 800m e 4x400m
Luis Eduardo Ambrosio (SP) –  400m e 4x400m
Wagner Francisco Cardoso (SP) – 4x400m
Hederson Alves Estefani (PR) – 4x400m
Lutimar Abreu Paes (SP) – 800m
Leandro Prates Oliveira (SP) – 1.500m
Hudson Souza (SP) –  1.500m e 3.000m c/obst.
Marcelo Cabrini (SP) –  5.000m
José Magno dos Santos Mota (SP) –  5.000m
Marilson Gomes dos Santos (SP) – 10.000m
Damião Ancelmo de Souza (RJ) – 10.000m
André Alberi de Santana (SP) – 3.000m c/obst.
Matheus Inocêncio (SP) – 110m c/bar.
Thiago Mendes Castelo Branco (SP) –  110m c/bar.
Mahau Suguimati (SP) – 400m c/bar.
João Eufrásio Neto (DF) – 400m c/bar.
Guilherme Henrique Cobbo (SP) – Salto em altura
Talles Frederico Sousa Silva (SP) – Salto em altura
Fabio Gomes da Silva (SP) – Salto com vara
Augusto Dutra da Silva Oliveira (SP) – Salto com vara
Rogério da Silva Bispo (SP) – Salto em distância
Jefferson Dias Sabino (SP) – Salto triplo
Jonathan Henrique Silva (SP) – Salto triplo
Ronald Odair de Oliveira Julião (SP) – Arremesso de peso e disco
Douglas Pires Ataide (SP) – Arremesso de peso
Carlos Antonino Valle (SP) – Arremesso de disco
Wagner Domingos (SP) – Arremesso de martelo
Allan da Silva Wolski (SP) – Arremesso de martelo
Julio Cesar Miranda de Oliveira (SP) – Lançamento de dardo
Jander Cardoso Nunes (AM) – Lançamento de dardo
Luiz Alberto Cardoso de Araujo (SP) – Decatlo
Anderson Estevão Venâncio (SP) – Decatlo
Caio Oliveira de Sena Bonfim (DF) – 20km Marcha
Moacir Zimmermann (SC) – 20km Marcha

Feminino

Ana Claudia Lemos Silva (SP) – 100m, 200m e 4x100m
Rosemar Maria Coelho Neto (SP) – 100m e 4x100m
Rosangela Cristina Oliveira Santos (RJ) – 4x100m
Franciela das Graças Krasucki (SP) – 4x100m
Geisa Aparecida Muniz Coutinho (SP) – 200m, 400m  e 4x400m
Jailma Sales de Lima (SP) –  400m, 400m c/bar. e 4x400m
Joelma das Neves Souza (SP) – 4x400m
Aline Leone dos Santos (SP) – 4x400m
Cristiane Ritz dos Santos (SP) – 800m
Jéssica Gonzaga dos Santos (SP) – 800m
Sabine Letícia Heitling (RS) – 1.500m e 3.000m c/ob.
Tatiele Roberta de Carvalho (SP) – 1.500m
Simone Alves da Silva (SP) – 10.000m
Cruz Nonata da Silva (SP) – 5.000m  e 10.000m
Fabiana Cristine da Silva (SP) – 5.000m
Eliane Luanda Pereira da Silva (SP) – 3.000m c/ob.
Maila Paula Machado (SP) – 100m c/bar.
Giselle Marculino de Albuquerque (SP) – 100m c/bar.
Elaine Cristina Dias Paixão (SP) – 400m c/bar.
Valdiléia Martins (SP) – Salto em altura
Mônica Araujo de Freitas (SP) – Salto em altura
Fabiana Murer (SP) – Salto com vara
Karla Rosa da Silva (SP) – Salto com vara
Maurren Maggi (SP) – Salto em distância
Keila Costa (SP) – Salto em distância e triplo
Gisele Lima de Oliveira (RS) – Salto triplo
Keelly Christinne Medeiros (RS) – Arremesso de peso
Elisangela Adriano (SP) – Arremesso de peso
Fernanda Raquel Borges (SP) – Arremesso de disco
Andressa Oliveira de Morais (SP) – Arremesso de disco
Anna Paula Magalhães Pereira (SP) – Arremesso de martelo
Josiane Soares (SC) – Arremesso de martelo
Laila Ferrer e Silva (SP) – Lançamento de dardo
Alessandra Nobre Resende (SP) – Lançamento de dardo
Vanessa Scheffer e Silva (SP) – Heptatlo
Melry Neri Caldeira (SP) – Heptatlo
Cisiane Dutra Lopes (SP) – 20km Marcha
Érica Rocha de Sena (SP) – 20km Marcha

Veja também:

Cadê os maratonistas do Brasil?

A mulher mais rápida do mundo

Pista do Ibirapuera reestreia com recorde e índice

Autor: Tags: , , , , , ,

segunda-feira, 21 de março de 2011 Imprensa, Olimpíadas | 10:27

Jornal americano prevê cinco ouros para o Brasil em 2012

Compartilhe: Twitter

Americano adora fazer uma prévia olímpica. A cada quatro anos, vende como água no deserto uma edição especial da conceituada revista esportiva “Sports Illustrated”, que traz uma previsão dos Jogos Olímpicos prestes a acontecer. Comparado com o que rola nas Olimpíadas de fato, o resultado é bastante razoável, com exceção de um ou outro erro mais bizarro.

Agora, foi a vez da versão online do jornal “USA Today” dar uma de Mãe Dinah. Quando faltam menos de  500 dias para o início das Olimpíadas de Londres, a publicação começou a soltar uma prévia mensal daquele que imagina que será o quadro final de medalhas da competição. Nele, além de mostrar que os EUA superarão a China por pouco na primeira colocação, mostra que o Brasil ganhará cinco ouros nos Jogos britânicos. Confira abaixo:

O número de medalhas de ouro, idênticos à campanha de Atenas-04, mostram algumas apostas bem possíveis, como as vitórias de uma dupla do vôlei de praia feminino; das seleções masculina e feminina de vôlei de quadra; e o triunfo de César Cielo nos 50m livre. A única previsão meio maluca feita pelo “USA Today” é Fabiana Murer superar a russa Ielena Isinbayeva e ficar com o ouro no salto com vara. Diante da qualidade da russa, nem o mais pacheco dos brasileiros irá ousar sonhar com este feito.

As demais previsões dos americanos em relação ao Brasil são bem conservadoras. O jornal acredita que o país terá um total de 15 medalhas. Serão cinco de prata, sendo duas no futebol (masculino e feminino); uma dupla no vôlei de praia feminino;  Leandro Guilheiro, no judô; e César Cielo, nos 100m livre. Virão ainda, de acordo com o “USA Today”, mais cinco medalhas de bronze, com uma dupla no vôlei de praia masculino; Luciano Correa e Thiago Camilo, no judô; uma dupla da classe Star, na vela; e com Thiago Pereira, nos 200m medley.

Vale esperar a próxima avaliação dos americanos e ver o que irá mudar em relação à esta primeira lista. E você, tem alguma aposta também? Manda aí pra gente ver.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , ,

terça-feira, 8 de março de 2011 Com a palavra, Ídolos, Imprensa, Olimpíadas | 22:27

Joaquim Cruz e uma análise pessimista para Londres-12

Compartilhe: Twitter

“Hoje, temos poucos atletas com chances reais de medalha para 2012. Maurren Maggi  e Jadel Gregório estão na reta final da carreira. E a maior aposta tem 29 anos, que é a Fabiana Murer”

Joaquim Cruz, demonstrando toda sua preocupação com o desempenho do atletismo brasileiro nos Jogos Olímpicos de Londres, no ano que vem, em entrevista ao jornal “Correio Braziliense”, na última segunda-feira.

Autor: Tags: , , , , ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. 3
  5. Última