Publicidade

Arquivo da Categoria Pré-Olímpico

sexta-feira, 17 de junho de 2011 Olimpíadas, Pré-Olímpico, Seleção brasileira | 18:46

Era uma vez o basquete do Brasil…

Compartilhe: Twitter

O americano Larry (à esq) e Nezinho: futuros companheiros de seleção?

Antes de mais nada, devo informar que não tenho absolutamente nada contra o distinto armador americano Larry Tayler, titular do Bauru no último campeonato do NBB (Novo Basquete Brasil) e um dos destaques da competição. Mas é duro aceitar que este jogador, que no máximo integraria a seleção C dos EUA (e estou sendo benevolente) integre uma lista de convocados da seleção brasileira masculina de basquete para a disputa do Pré-Olímpico de Mar del Plata, em setembro.

Não é xenofobismo, racismo ou qualquer outro “ismo”. Mas será mesmo que o Brasil precisa esperar pela naturalização de um jogador nota 6,5, no máximo? Se fosse tão bom assim, ele não estaria jogando na própria NBA ou nas ligas de acesso? Ou até mesmo no forte basquete europeu, que está anos-luz à frente do Brasil em termos de organização, estrutura e condições financeiras?

No mais, a opção em tentar emplacar Larry Taylor na seleção brasileira, uma decisão polêmica e sem sentido do técnico argentino Rubén Magnano – com anuência da direção da CBB (Confederação Brasileira de Basquete) – só comprova que o basquete brasileiro continua mais perdido que cachorro em dia de mudança! Lamentável…

Prefiro assinar embaixo da opinião do ex-ala Marcel, medalha de bronze no Mundial de 1978 e medalha de ouro no Pan-Americano de Indianápolis, em 1987, ao iG Esporte: ““Acontecem tantas coisas no basquete brasileiro que eu não me surpreendo com mais nada. Não é possível que não haja um jogador brasileiro para ser chamado. Se o Larry fosse tão bom assim, Bauru já tinha sido campeão, pois armador ganha campeonato”.

Cesta de três pontos de Marcel!

PS: o companheiro José Antônio Lima, um dos editores do ótimo blog “Esporte Fino”, fez um post tratando sobre este mesmo tema e discorda 100% em relação a este blogueiro. Vale a leitura!

Veja também:

>>O calendário pré-olímpico do basquete

>>Os uniformes do Brasil para o Pré-Olímpico de basquete

>>Greve na NBA já afetou um Mundial de basquete

Autor: Tags: , , , , , , ,

terça-feira, 24 de maio de 2011 Olimpíadas, Pré-Olímpico | 23:36

Confira o programa de jogos da Copa do Mundo de vôlei

Compartilhe: Twitter

Após ser confirmada pela FIVB (Federação Internacional de Vôlei), a Copa do Mundo de vôlei do Japão, torneio classificatório para os Jogos Olímpicos de Londres-12, já tem definida sua programação de jogos. No total, participarão 12 seleções: além do Japão, como país-sede, estarão presentes os cinco campeões continentais, quatro vice-campeões (de acordo com o ranking da FIVB) e mais duas seleções convidadas.

Confira abaixo a distribuição dos jogos pelas sedes, tanto no torneio feminino quanto no masculino:

Copa do Mundo feminina:

4 a 6/11 – Hiroshima (Hiroshima Sun Plaza) e Nagano (Nagano White Ring)
8 a 9/11 – Hiroshima (Hiroshima Sun Plaza) e Toyama (Toyama City Gymnasium)
11 a 13/11 – Sapporo (Hokkaido Prefecutural Sports Centre) e Okayama (Momotaro Arena)
16 a 18/11 – Tóquio (Yoyogi National Stadium e Tokyo Metropolitan Gymnasium)

Copa do Mundo masculina:

20 a 22/11 – Nagoya (Nippongaishi Hall) e Kagoshima (Kagoshima Arena)
24 e 25/11 – Osaka (Osaka Municipal Central Gymnasium) e Kumamoto (Kumamoto Prefectural Gymnasium)
27 a 29/11 – Fukuoka (Marine Messe Fukuoka) e Hamamatsu (Hamamatsu Arena)
2 a 4/12 – Tóquio (Yoyogi National Stadium e Tokyo Metropolitan Gymnasium)

Autor: Tags: , , ,

Com a palavra, Isso é Brasil, Olimpíadas, Pré-Olímpico | 21:36

Competência do Japão assegurou a Copa do Mundo de vôlei

Compartilhe: Twitter

O Yoyogi National Stadium, durante a Copa do Mundo de vôlei de 2007

“Sempre tivemos confiança no povo japonês e na família do vôlei japonês para superar as dificuldades causadas pelos desastres naturais e pela lamentável radiação nuclear”


Trecho do comunicado da FIVB (Federação Internacional de Vôlei), assinado pelo presidente da entidade, Jizhong Wei, confirmando a realização da Copa do Mundo de vôlei no Japão, entre os dias 4 de novembro e 4 de dezembro deste ano, em evento que será classificatório para as Olimpíadas de Londres de 2012.

Uma grande prova de confiança da FIVB na capacidade de organização japonesa em poder receber mais uma vez a competição, repetindo o que já faz desde 1977. Isso para um país devastado por um terremoto, seguido de um tsunami, além de sofrer um desastre nuclear.

Trata-se de um tapa na cara dos dirigentes brasileiros, que não conseguem erguer suas arenas ou ginásios para a Copa do Mundo de 2014 ou para as Olimpíadas de 2016 sem a sombra de superfaturamentos ou desorganização habitual destas bandas.

Autor: Tags: , , , ,

quinta-feira, 28 de abril de 2011 Almanaque, Olimpíadas, Pré-Olímpico, Seleção brasileira | 18:01

Greve na NBA já afetou um Mundial de basquete

Compartilhe: Twitter

Greve da NBA pode tirar Nenê do Pré-Olímpico de Mar del Plata

A ameaça de greve geral da NBA, que pode tirar vários jogadores que atuam na liga profissional de basquete dos diversos torneios pré-olímpicos programados para este ano, já começa a dar dor de cabeça aos dirigentes da Fiba (Federação Internacional de Basquete). Mas não será a primeira vez que as discussões trabalhistas no campeonato de basquete mais badalado do mundo afetam torneios de seleções.

Segundo mostrou reportagem publicada no iG Esporte, caso a greve seja confirmada, cerca de 40 jogadores estrangeiros que atuam na liga poderiam ficar impedidos de defender sua seleções. Isso porque sem garantia de pagamento de salários em caso de uma contusão, os jogadores não poderiam ser obrigados a atuar pelos respectivos países. Até mesmo a alternativa de seguro seria complicada, pois os valores seriam muito altos.

Este mesmo problema, contundo em menores proporções, foi sentido na disputa do Campeonato Mundial masculino de basquete, realizado na Grécia, em 1998. Naquele ano, um locaute (greve dos donos de equipes) adiou o início da temporada por quase três meses. O resultado disso é que os Estados Unidos, que seriam representados pelos profissionais da NBA, participaram da competição com uma equipe composta por jogadores de ligas secundárias e atletas universitários. Ainda assim, terminou com a medalha de bronze no Mundial grego.

Em 98, o efeito de uma greve da NBA basicamente atrapalhou apenas a vida dos EUA. Desta vez, os americanos não precisam disputar o pré-olímpico (já estão classificados para as Olimpíadas de Londres em virtude do título mundial do ano passado). Em compensação, o efeito será devastador para outros países, graças à internacionalização da liga profissional.

No caso da seleção brasileira, esta greve poderá trazer um belo prejuízo. Sem Nenê Hilário, Leandrinho e Tiago Splitter, a tarefa do time comandado por Rubén Magnano no Pré-Olímpico de Mar del Plata, em agosto/setembro, será muito mais complicada. É aguardar pra ver.

Autor: Tags: , , ,

sábado, 12 de março de 2011 Olimpíadas, Pré-Olímpico | 22:55

O calendário pré-olímpico do basquete

Compartilhe: Twitter

Confira abaixo o calendário divulgado pela Fiba (Federação Internacional de basquete) dos diversos torneios pré-olímpicos masculinos e femininos, para definir os países classificados aos Jogos Olímpicos de Londres, em 2012. Só lembrando que estão programados dois Pré-Olímpicos mundiais para o ano que vem: o feminino, entre os dias 25/06 e 1º/07, e o masculino, entre 2 e 8/07.

TEMPORADA 2011

TORNEIO CATEGORIA LOCAL DATA
Eurobasket Feminino Polônia 18/06 a 3/07
Pré-Olímpico da Oceania Masculino Austrália/Nova Zelândia Agosto
Pré-Olímpico da África Masculino Costa do Marfim Agosto
Pré-Olímpico da Ásia Feminino Japão 21 a 28/08
Pré-Olímpico das Américas Masculino Argentina 30/08 a 11/09
Eurobasket Masculino Lituânia 31/08 a 18/09
Pré-Olímpico da África Feminino Mali Setembro
Pré-Olímpico da Oceania Feminino Austrália/Nova Zelândia Setembro
Pré-Olímpico da Ásia Masculino China 15 a 25/09
Pré-Olímpico das Américas Feminino Colômbia 23/09 a 1º/10
Autor: Tags: , ,

terça-feira, 1 de março de 2011 Olimpíadas, Pré-Olímpico, Seleção brasileira, Uniformes | 22:35

Os uniformes do Brasil para o Pré-Olímpico de basquete

Compartilhe: Twitter

As camisas que a seleção masculina de basquete usará no Pré-Olímpico de Mar del Plata (Arg)

Foram divulgadas nesta última segunda-feira, em um evento no Rio de Janeiro, as novas camisas que a seleção brasileira masculina de basquete irá utilizar no Torneio Pré-Olímpico de Mar del Plata, na Argentina, a partir do dia 30 de agosto. Estarão em jogo duas vagas para as Olimpíadas de Londres, no ano que vem.

As camisas verde (principal) e branca (reserva), muito bonitas, diga-se de passagem, entrarão no mercado ao preço de R$ 159,90 (sugestão da Nike, fornecedora de material esportivo da seleção).

Agora que está bem vestida, resta saber se a seleção masculina, comandada pelo técnico argentino Rubén Magnano, conseguirá voltar para casa com uma das vagas e acabar com o vexame de não ir aos Jogos Olímpicos desde Atlanta-96

Autor: Tags: ,

Ídolos, Olimpíadas, Pré-Olímpico | 14:39

Scheidt x Grael: um clássico muito longe de terminar

Compartilhe: Twitter

Robert Scheidt e Bruno Prada em ação pela classe Star, durante a última Semana de Vela, quando conquistaram um lugar na equipe brasileira que tentará vaga em Londres-12

Ao garantir sua classificação para integrar a Equipe Brasileira de Vela na classe Star, no último final de semana, durante a Semana de Vela, em Santa Catarina, o iatista Robert Scheidt, ao lado de seu companheiro Bruno Prada, terá o apoio do Comitê Olímpico Brasileiro (COB) e da Confederação Brasileira de Vela e Motor (CBVM) para brigar por uma vaga nas Olimpíadas de Londres, no ano que vem. Ao mesmo tempo, acirrará um verdadeiro “clássico” das águas, contra ninguém menos do que Torben Grael.

Marcelo Ferreira e Torben Grael comemoram o ouro em Atenas-04

Bem mais experiente do que Scheidt na Star, Torben conta com o currículo de conquistas como sua maior arma na briga por esta vaga olímpica.  São duas medalhas de ouro olímpicas (Atlanta-96 e Atenas-04) e duas de bronze (Seul-88 e Sydney-00) obtidas ao longo de sua carreira nesta classe. Já Scheidt, uma verdadeira lenda na Laser, onde foi bicampeão olímpico (Atlanta-96 e Atenas-04) e oito vezes campeão mundial, ainda está começando a colher os melhores resultados. Foi campeão mundial da Star em 2007 (Portugal), enquanto que no ano seguinte, nas Olimpíadas de Pequim, Scheidt ficou com a medalha de bronze. Ou seja, teremos uma briga boa pela frente.

Antes de pensar em Olimpíadas de 2012, porém, é necessário garantir a vaga olímpica, o que será feito no Mundial de Perth (Austrália), em dezembro deste ano. Scheidt e Prada, por integrarem Equipe Brasileira de Vela, terão o apoio oficial (leia-se recursos financeiros) do COB e da CBVM. Torben e o parceiro Marcelo Ferreira já anunciaram que estarão brigando pela vaga em Perth, com recursos próprios (de seus patrocinadores).

Para usar um velho jargão do futebol, neste clássico não dá para fazer qualquer previsão de resultado.

Autor: Tags: , , , , , , , , , ,

  1. Primeira
  2. 5
  3. 6
  4. 7
  5. 8
  6. 9
  7. Última