Publicidade

Arquivo da Categoria Ídolos

domingo, 18 de março de 2012 Histórias do esporte, Ídolos, Olimpíadas, Pré-Olímpico | 14:21

O feito de Pistorius e a história que se repete em Londres

Compartilhe: Twitter

O húngaro Karoly Takacs, duas vezes campeão olímpico, mesmo tendo uma mão amputada

Ainda na sequência do notável feito obtido neste sábado pelo sul-africano Oscar Pistorius – que obteve índice nos 400 m para disputar as Olimpíadas de Londres 2012 – vale destacar uma incrível coincidência que só o esporte é capaz de nos proporcionar.

Pistorius, que foi o primeiro atleta biamputado a disputar o Campeonato Mundial de Atletismo, em Daegu (Coreia do Sul), no ano passado, ainda depende de uma confirmação da federação sul-africana de atletismo para ter sua participação confirmada em Londres. Mesmo sendo um feito impressionante caso sua participação seja confirmada, Oscar Pistorius não será o primeiro atleta com deficiência física a disputar uma edição de Jogos Olímpicos.

Coincidentemente, a mesma Londres assistiu, na edição das Olimpíadas de 1948, um atleta hoje chamado de paralímpico disputar os Jogos. O húngaro Karoly Takacs, primeiro bicampeão olímpico na modalidade tiro rápido 25 metros, perdeu a mão direita, que foi decepada após a explosão de uma granada, durante a 2ª Guerra Mundial, quando integrava o exército húngaro.

Takacs, que era sargento, fez parte da equipe de seu país que foi campeã mundial em 1938. Pouco tempo depois, ocorreu o acidente. Imaginava-se que ele abandonaria o esporte, mas aconteceu justamente o contrário. Dedicou-se a aprender a atirar com a mão direita e o fez tão bem que, dez anos depois, integrou a equipe húngara de tiro em Londres. E saiu de lá com uma medalha de ouro. Feito repetido nos Jogos de Helsinque, em 1952.

O sargento húngaro que só tinha uma mão ainda disputou os Jogos de Melbourne, em 1956, mas saiu de lá sem medalhas. Isso não importa. O fato é que tanto Pistorius e suas pernas de fibra de carbono, quanto Takacs que ganhou dois ouros com apenas uma mão, merecem entrar na história dos heróis olímpicos.

Autor: Tags: , , , , , , ,

sexta-feira, 16 de março de 2012 Ídolos, Olimpíadas, Seleção brasileira, Uniformes | 15:16

Cesar Cielo e 'touca veloz'

Compartilhe: Twitter

A nova touca de Cesar Cielo, que ele vem usando no Sul-Americano de natação

Em Belém (PA), onde integra a seleção brasileira de natação que participa do Sul-Americano da modalidade, Cesar Cielo  já alcançou feitos consideráveis, como a melhor marca do ano nos 50 m borboleta, na última quarta-feira. Nesta sexta-feira, ele ainda participará da final dos 50 m livre, sua prova favorita e na qual é candidato a conquistar a medalha de ouro nas Olimpíadas de Londres 2012.

Em todas estas provas, uma característica marcante foi a nova touca utilizada pelo campeão olímpico dos 50 m livre (Pequim 2008), toda estilizada e com o sobrenome do nadador repletos de “os”. como mostra a foto que abre este post.

Mas de onde veio a ideia desta touca? O próprio Cielo responde: “A inspiração para a nova touca veio do Valentino Rossi  [piloto italiano, nove vezes campeão mundial de motovelocidade]. Quando vê, já passou”, brincou o nadador.

Bem, se quando não usava a”touca veloz”, Cielo já se transformou no maior nome da natação brasileira e um dos favoritos ao ouro olímpico em Londres 2012, o que dirá agora, hein?

Atualização:  bem, pelo jeito a tal touca está deixando Cielo inspirado mesmo, porque na noite desta sexta-feira, ele simplesmente pulverizou o melhor tempo do ano nos 50 m livre, com 21s85, deixando para trás o compatriota Bruno Fratus, que o havia derrotado nas eliminatórias da manhã.

Autor: Tags: , , , ,

domingo, 11 de março de 2012 Almanaque, Ídolos, Imprensa, Isso é Brasil, Olimpíadas, Pan-Americano | 23:23

Magic Paula para a presidência do COB!

Compartilhe: Twitter

Magic Paula foi uma das duas maiores jogadoras do basquete feminino brasileiro, ao lado de Hortência

Este domingo, 11 de março, representou uma data histórica para o esporte brasileiro. Foi neste domingo que Maria Paula Gonçalves da Silva, a Magic Paula, completou 50 anos de idade. Uma das duas maiores jogadoras do basquete feminino brasileiro, ao lado da Rainha Hortência (além de uma das melhores do mundo em todos os tempos), Paula teve participação fundamental em três momentos marcantes nas quadras: a medalha de ouro no Pan-Americano de Havana 1991; o título mundial na Austrália, em 1994; e a medalha de prata nas Olimpíadas de Atlanta 1996.

Mas Paula continua brilhando longe do basquete. Diretora do Instituto Passe de Mágica, comanda o Projeto Petrobras, que apoia cinco modalidades (remo, taekwondo, boxe, esgrima e levantamento de peso) com investimentos que chegam direto aos atletas destas entidades, sem passar pelo COB (Comitê Olímpico Brasileiro), custeando períodos de treinamento e participação em competições internacionais.

Veja também: A estranha “meritocracia” do COB

Se tudo isso já não bastasse, Paula continua mostrando as mesmas opiniões fortes e sem papas na língua, como fazia nos tempos de jogadora. E a experiência de gestora esportiva – comandou durante um bom tempo o Centro Olímpico de São Paulo – serviu para tornar as colocações de Magic Paula cada vez mais cirúrgicas, apontando sem medo e com fortes argumentos para os problemas na estrutura ainda problemática no esporte brasileiro.

Como fez em uma recente entrevista à revista Isto É, publicada no final de fevereiro: “Existem feudos no esporte brasileiro. A gente não admite que tenha gente fazendo um trabalho melhor do que o nosso. No esporte, a gente tem de ser mais humilde. Falta humildade de a gente sentar junto e construir. Mas, quando alguém propõe algo, pensa-se que se quer fazer ingerência, que se quer tomar o poder. A vaidade é algo muito presente na política esportiva. E o dirigente não sai (da confederação) e também não prepara ninguém para substituí-lo. A vaidade e a falta de união fazem a gente caminhar a passos bem lentos.”

É claro que a proposta do título deste post jamais irá se concretizar, até porque o estatuto do COB, como forma de se proteger de candidatos “indesejáveis”, permite apenas que membros da entidade possam concorrer à presidência. Ou seja, democracia zero. Ainda assim, não custa imaginar o quanto seria bom que o esporte brasileiro fosse comandado por gente da qualidade de  Paula, Lars Grael, Ana Moser…

Autor: Tags: , , , , ,

quinta-feira, 8 de março de 2012 Histórias do esporte, Ídolos, Isso é Brasil, Olimpíadas | 17:49

COB homenageia Guga e 'esquece' confusão de Sydney 2000

Compartilhe: Twitter

Gustavo Kuerten brinca com os jornalistas durante a sua nomeação para o Hall da Fama

No dia em que foi nomeado como mais novo integrante do Hall da Fama do tênis mundial, o ex-número um do ranking da ATP (Associação dos Tenistas Profissionais), Gustavo Kuerten, passou por uma situação curiosa, para dizer o mínimo. No meio da entrevista coletiva que ocorreu após o evento oficial, um represente do COB (Comitê Olímpico Brasileiro), falando em  nome do presidente da entidade, Carlos Arthur Nuzman,  pediu a palavra para saudar o feito do ex-tenista e ainda aproveitou para fazer uma pergunta protocolar, nada especial. Guga respondeu da mesma forma e a coletiva seguiu normalmente.

Acompanhe tudo sobre as Olimpíadas de Londres 2012 no iG Esporte

A curiosidade da situação obviamente não foi a pergunta do represente do COB, mas sim a irônica lembrança da convivência atribulada que a entidade que comanda o esporte brasileiro e Guga tiveram no passado, mais especificamente nos Jogos Olímpicos de Sydney, em 2000.

Leia também: Em dia de recordações, Guga recebe nomeação para o Hall da Fama

Para quem já não se lembra da polêmica, poucos dias antes da abertura dos Jogos de 2000, COB e Guga chegaram a um impasse, por conta do material esportivo que o tenista iria usar na competição. A entidade utilizava como material esportivo a Olympikus, enquanto Guga era bancado pela marca Diadora.

Como o COB não aceitava de forma alguma que o tenista usasse o seu fornecedor, chegou-se a um momento da crise em que se falava abertamente que Guga – então bicampeão de Roland Garros – seria excluído da delegação.

Veja também: ‘Ajudei a mostrar que o tenista é uma pessoa comum’, diz Guga

Para evitar um mico de tamanha envergadura, o COB acabou chegando a um acordo com Guga e o tenista disputou os Jogos com o uniforme sem a marca de nenhum patrocinador. E pensar de 12 anos depois desta confusão bizarra, o COB estaria presente em um dos momentos mais importantes da carreira de Gustavo Kuerten.

Autor: Tags: , , , , ,

quarta-feira, 7 de março de 2012 Ídolos, Olimpíadas, Pré-Olímpico, Seleção brasileira | 23:50

Sem Bruno Souza, vaga do handebol masculino fica distante

Compartilhe: Twitter

Nova lesão no joelho afastou Bruno Souza da seleção que disputará o Pré-Olímpico de handebol

Se já era considerada como uma missão praticamente impossível, o sonho da seleção brasileira masculina de handebol de ir aos Jogos de Londres 2012 tornou-se praticamente impossível nesta quarta-feira, com a notícia do corte do armador Bruno Souza. O principal nome da modalidade no Brasil teve confirmada uma nova lesão nos ligamentos cruzados do joelho direito e foi cortado da seleção, que se prepara na cidade de Maringá (PR) para a disputa do Pré-Olímpico da Suécia, em abril.

Aos 34 anos, Bruno retornava à seleção pela primeira vez desde 2009. Ficou ausente do Pan de Guadalajara, também por conta de uma lesão neste mesmo joelho direito. Estava bastante animado com o retorno, mas durante um treino na última segunda-feira, sofreu uma entorse no mesmo local operado em 2011. Agora, terá que passar por nova cirurgia.

Ao contrário da seleção feminina, que conseguiu sua vaga olímpica no Pan de Guadalajara e fez uma brilhante participação no Mundial realizado em São Paulo em dezembro de 2011, terminando na quinta posição, a equipe masculina vive uma fase de transição. Após ver a vaga escapar pelos dedos com a derrota na final do Pan para a Argentina, a seleção masculina contava  com a experiência de Bruno Souza para ao menos sonhar com a possibilidade de brigar por uma das duas vagas no Pré-Olímpico, quando terá pela frente Suécia, Hungria e Macedônia.

Sem Bruno, nem isso sobrou à equipe brasileira. Para o handebol masculino, só resta torcer para que os Jogos Olímpicos de 2016 cheguem rápido!

Autor: Tags: , , ,

domingo, 19 de fevereiro de 2012 Histórias do esporte, Ídolos, Olimpíadas, Pan-Americano, Seleção brasileira | 12:12

Antonio Carollo escreveu uma bela página do boxe do Brasil

Compartilhe: Twitter

Antonio Carollo morreu aos 88 anos

Em meio ao feriadão de carnaval, eis que pinta uma triste notícia para o esporte olímpico do Brasil: a morte de Antonio Carollo, um dos maiores treinadores da história do boxe brasileiro, ao lado de Kid Jofre, pai de Éder Jofre. Aos 88 anos, Carollo estava em sua casa, na cidade de Pereiras (SP) e sofreu um mal súbito quando estava na piscina.

Com Carollo, se foi também uma importante parte da história do boxe brasileiro, olímpico e profissional. Sim, porque ele foi o treinador que orientou o único medalhista do boxe nacional, Servilho de Oliveira, nas Olimpíadas da Cidade o México, em 1968. E no profissional, Carollo estava no córner de Miguel de Oliveira, quando ele foi campeão mundial dos médio-ligeiros em 1975. Ele também ajudou nas conquistas de outros campeões, como Acelino Popó e Valdemir “Sertão” Pereira.

Entrevistei Carollo em algumas oportunidades ao longo da carreira. Era uma pessoa séria, que não gostava muito de falar com os jornalistas, mas sempre atendia a todos com educação e paciência. Era uma verdadeira enciclopédia viva do boxe e tinha uma visão bem realista de uma época em que quase não havia recursos para a modalidade olímpica. Sua receita para superar estas dificuldades: trabalhar duro.

Não à toa que Antonio Carollo esteve à frente da seleção brasileira durante cinco edições de Jogos Olímpicos (além de 1968, esteve presente ainda nos Jogos de Munique 1972, Montreal 1976, Moscou 1980 e Barcelona 1992).  Participou ainda de cinco Jogos Pan-Americanos e dois Mundiais de Boxe.

O boxe brasileiro fica sem dúvida mais pobre sem Antonio Carollo.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , ,

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012 Ídolos, Olimpíadas, Seleção brasileira | 17:22

Fabiana Murer treina forte e faz turismo

Compartilhe: Twitter

Considerada pelos especialistas como favorita a ficar com a medalha de ouro no salto com vara feminino nas Olimpíadas de Londres 2012, a brasileira Fabiana Murer vai completar 40 dias de preparação intensiva em Lisboa (Portugal), onde chegou no dia 11 de janeiro. Desde então, sua rotina tem sido cumprir pesadas sessões de treinos físicos e técnicos no Centro de Alto Rendimento do Jamor, sob supervisão do treinador ucraniano Vitaly Petrov, considerado pela própria Fabiana como um dos maiores responsáveis pelo título mundial obtido em Daegu (Coreia do Sul), no ano passado.

Mas além de suas bastante em treinos de saltos, corridas em rampa com vento contra, exercícios de força, treinos de salto em distância e até de ginástica artística, Fabiana Murer tem conseguido reservar um tempo para fazer um pouco de turismo na capital portuguesa. Ao lado de seu treinador e marido Elson Miranda, além de outros saltadores brasileiros da equipe BM&F Bovespa, a brasileira vem curtindo alguns pontos turísticos de Lisboa e publicado em sua página pessoal no Facebook. A saltadora deverá retornar ao Brasil na próxima semana.

Abaixo, veja como Fabiana Murer vem dividindo seu tempo entre os treinos para brigar pelo ouro em Londres 2012 e os passseios em Lisboa:

Autor: Tags: , , , , ,

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012 Ídolos, Olimpíadas, Seleção brasileira | 16:00

Robert Scheidt versão 5.0

Compartilhe: Twitter

Ao lado de Bruno Prada, Scheidt garantiu sua quinta participação nos Jogos Olímpicos

E um dos maiores atletas olímpicos da história do Brasil acaba de garantir sua presença em Londres 2012. E pela quinta vez seguida! O paulista Robert Scheidt, ao lado do parceiro Bruno Prada, ganhou por antecipação a classe Star da Semana de Vela de Búzios (RJ). A dupla venceu nesta sexta-feira a nona regata da competição e com isso assegurou sua classificação.

Scheidt é um fenômeno da vela mundial. Nas quatro Olimpíadas anteriores que participou, sempre voltou para casa com uma medalha. Foram duas de ouro (Atlanta 1996 e Atenas 2004, na Laser) e duas de prata (Sydney 2000, na Laser, e Pequim 2008, na Star, ao lado de Prada). Agora em Londres, chega para sua quinta campanha olímpica mais favorito do que nunca.

Outros iatistas brasileiros garantiram vaga nesta sexta-feira em Búzios. Confira no post anterior ou neste link, a relação completa dos atletas brasileiros já classificados para os Jogos de 2012.

Autor: Tags: , , , , , , , ,

Ídolos, Listas, Olimpíadas, Pré-Olímpico, Seleção brasileira | 14:53

Veja quem são os atletas brasileiros classificados para as Olimpíadas de Londres 2012

Compartilhe: Twitter

Para saber tudo o que vai rolar nas Olimpíadas de Londres 2012, acesse o site especial do iG Esporte

Vanda Gomes (à esquerda) garantiu uma vaga no revezamento 4x100 m

POST ATUALIZADO EM 3/07/2012

Total de atletas brasileiros garantidos até agora: 259


Atletismo (36 atletas)

Geisa Arcanjo – arremesso do peso
Data e local em que garantiu a vaga: 9/06/2012, ao ficar com a medalha de ouro no Campeonato Ibero-Americano, com a marca de 18,84 m, superando o índice A exigido pela CBAt (Confederação Brasileira de Atletismo), em Barquisimeto (Venezuela)

Fabiano Peçanha – 800 m rasos
Data e local em que garantiu a vaga: 25/5/2012, ao vencer a prova na Copa Rio Grande do Sul, com a marca de 1min45s31, superando o índice A exigido pela CBAt (Confederação Brasileira de Atletismo), em Porto Alegre (RS)

Andressa Oliveira de Morais – lançamento do disco
Data e local em que garantiu a vaga: 20/05/2012, ao vencer a prova do lançamento do disco no Campeonato Estadual adulto, com a marca de 62,63 m, superando o índice A exigido pela CBAt (Confederação Brasileira de Atletismo), em São Paulo (SP)

Kleberson Davide – 800 m rasos
Data e local em que garantiu a vaga: 2/06/2012, ao vencer a prova válida pelo Torneio FPA Adulto, com o tempo de 1min45s32, superando o índice A exigido pela CBAt (Confederação Brasileira de Atletismo), em São Paulo (SP)

Guilherme Cobbo – salto em altura
Data e local em que garantiu a vaga: 2/06/2012, ao vencer a prova válida pelo Torneio FPA Adulto, com a marca de 2,28 m, superando o índice B exigido pela CBAt (Confederação Brasileira de Atletismo), em São Paulo (SP)

Rosângela Santos – 100 m rasos e revezamento 4 x 100 m
Data e local em que garantiu a vaga: 20/05/2012, ao vencer o GP Brasil de atletismo, com o tempo de 11s21, superando o índice A exigido pela CBAt (Confederação Brasileira de Atletismo), no Rio de Janeiro (RJ)

Laila Ferrer e Silva – lançamento do dardo feminino
Data e local em que garantiu a vaga: 20/05/2012, ao vencer o GP Brasil de atletismo, com a marca de 60,21m, superando o índice B exigido pela CBAt (Confederação Brasileira de Atletismo), no Rio de Janeiro (RJ)

Aldemir Gomes – 200 m rasos e revezamento 4 x 100 m
Data e local em que garantiu a vaga: 28/04/2012, ao alcançar a marca de 20s42,  superando o índice A exigido pela CBAt (Confederação Brasileira de Atletismo), durante o Torneio FPA Adulto e Juvenil, em São Paulo (SP)

Sandro Vianna – 200 m revezamento 4 x 100 m
Data e local em que garantiu a vaga: 28/04/2012, ao alcançar a marca de 20s43, superando o índice A exigido pela CBAt (Confederação Brasileira de Atletismo), durante o Torneio FPA Adulto e Juvenil, em São Paulo (SP)

José Carlos Gomes Moreira – revezamento 4 x 100 m
Data e local em que garantiu a vaga: 03/07/2012, após confirmação da CBAt (Confederação Brasileira de Atletismo), em razão do corte de Diego Cavalcanti, por contusão

Ronald Julião – lançamento de disco
Data e local em que garantiu a vaga: 20/05/2012, ao alcançar a marca de 65,41 m, superando o índice A exigido pela CBAt (Confederação Brasileira de Atletismo), durante o GP Brasil de atletismo, no Rio de Janeiro (RJ)

Keila Costa – salto triplo
Data e local em que garantiu a vaga: 11/05/2012, ao ficar com a medlaha de prata no Meeting de Doha (Catar), após saltar 14,31 m, superando o índice A estabelecido pela CBAt (Confederação Brasileira de Atletismo)

Jonathan Henrique Silva – salto triplo
Data e local em que garantiu a vaga: 31/03/2012, ao vencer a prova do salto triplo do Torneio FPA Juvenil e Adulto, em São Paulo, superando o índice A exigido pela CBAt (Confederação Brasileira de Atletismo), saltando 17,39 m

Adriana Aparecida da Silva – maratona feminina
Data e local em que garantiu a vaga: 26/02/2012, após terminar em nono lugar a Maratona de Tóquio (Jap) e superar o índice estabelecido pela CBAt (Confederação Brasileira de Atletismo), fazendo o tempo de 2h29min17.

Maurren Maggi – salto em distância
Data e local em que garantiu a vaga: 1º/12/2011, após convocação da CBAt (Confederação Brasileira de Atletismo)

Fabiana Murer – salto com vara
Data e local em que garantiu a vaga: 1º/12/2011, após convocação da CBAt (Confederação Brasileira de Atletismo)

Bruno Lins Tenório – 200 m rasos
Data e local em que garantiu a vaga: 1º/12/2011, após convocação da CBAt (Confederação Brasileira de Atletismo)

Mauro Vinícius da Silva – salto em distância
Data e local em que garantiu a vaga: 1º/12/2011, após convocação da CBAt (Confederação Brasileira de Atletismo)

Fábio Gomes – salto com vara
Data e local em que garantiu a vaga: 1º/12/2011, após convocação da CBAt (Confederação Brasileira de Atletismo)

Ana Cláudia Lemos – 200 m rasos
Data e local em que garantiu a vaga: 1º/12/2011, após convocação da CBAt (Confederação Brasileira de Atletismo)

Marílson Gomes dos Santos – maratona
Data e local em que garantiu a vaga: 1º/12/2011, após convocação da CBAt (Confederação Brasileira de Atletismo)

Paulo Roberto de Almeida Paula – maratona
Data e local em que obteve o índice: 16/10/2011,  na Maratona de Amsterdam, fazendo o tempo de 2h13min15s. Depois, melhorou a marca, em 22/04/2012, ao fazer 2h10min23s, na Maratona de Pádova (Ita)

Franck Caldeira – maratona
Data e local em que obteve o índice: 15/04/2012, na Maratona de Milão, fazendo o tempo de 2h12min03s

Carlos Pio – revezamento 4 x 100 m
Data e local em que garantiu a vaga: 1º/07/2012, após encerramento do Troféu Brasil de atletismo e ter sua convocação confirmada pela CBAt (Confederação Brasileira de Atletismo).

Nilson André – revezamento 4 x 100 m
Data e local em que garantiu a vaga: 1º/07/2012, após encerramento do Troféu Brasil de atletismo e ter sua convocação confirmada pela CBAt (Confederação Brasileira de Atletismo).

Evelyn dos Santos – revezamento 4 x 100 m
Data e local em que garantiu a vaga: 1º/07/2012, após encerramento do Troféu Brasil de atletismo e ter sua convocação confirmada pela CBAt (Confederação Brasileira de Atletismo).

Franciela Krazucki – revezamento 4 x 100 m
Data e local em que garantiu a vaga: 1º/07/2012, após encerramento do Troféu Brasil de atletismo e ter sua convocação confirmada pela CBAt (Confederação Brasileira de Atletismo).

Tamiris de Liz – revezamento 4 x 100 m
Data e local em que garantiu a vaga: 1º/07/2012, após encerramento do Troféu Brasil de atletismo e ter sua convocação confirmada pela CBAt (Confederação Brasileira de Atletismo).

Geisa Coutinho – 400 m e revezamento 4 x 400 m
Data e local em que garantiu a vaga: 1º/07/2012, após encerramento do Troféu Brasil de atletismo e ter sua convocação confirmada pela CBAt (Confederação Brasileira de Atletismo).

Joelma das Neves – revezamento 4 x 400 m
Data e local em que garantiu a vaga: 1º/07/2012, após encerramento do Troféu Brasil de atletismo e ter sua convocação confirmada pela CBAt (Confederação Brasileira de Atletismo).

Jailma Sales de Lima – 400 m com barreiras e revezamento 4 x 400 m
Data e local em que garantiu a vaga: 1º/07/2012, após encerramento do Troféu Brasil de atletismo e ter sua convocação confirmada pela CBAt (Confederação Brasileira de Atletismo).

Lucimar Teodoro – revezamento 4 x 400 m
Data e local em que garantiu a vaga: 1º/07/2012, após encerramento do Troféu Brasil de atletismo e ter sua convocação confirmada pela CBAt (Confederação Brasileira de Atletismo).

Aline Leone – revezamento 4 x 400 m
Data e local em que garantiu a vaga: 1º/07/2012, após encerramento do Troféu Brasil de atletismo e ter sua convocação confirmada pela CBAt (Confederação Brasileira de Atletismo).

Caio Bonfim – marcha atlética 20 km
Data e local em que garantiu a vaga: 29/06/2012, ao vencer a prova do Troféu Brasil de atletismo, com a marca de 1h21min59, superando o índice A estabelecido pela CBAt (Confederação Brasileira de Atletismo).

Luiz  Alberto de Araújo – decatlo
Data e local em que garantiu a vaga: 30/06/2012, após vencer a prova do decatlo Troféu Brasil de atletismo, com a marca de 8.276 pontos, superando o índice A pela CBAt (Confederação Brasileira de Atletismo) e quebrando o recorde sul-americano da prova.

Vanda Ferreira Gomes – revezamento 4×100 m
Data e local em que garantiu a vaga: 3/07/2012, após confirmação da lista final da CBAt, realizada em Manaus (AM)

Basquete (24 atletas)

Modalidade masculino (12 atletas)
Data e local em que garantiu a vaga: 10/09/2011, com a vitória da seleção brasileira sobre a República Dominicana, por 83 a 76, nas semifinais do Torneio Pré-Olímpico de Mar del Plata

Modalidade feminino (12 atletas)
Data e local em que garantiu a vaga: 1º/10/2011, com a vitória da seleção brasileira sobre a Argentina por 74 a 33 na decisão do Torneio Pré-Olímpico de Neiva

Boxe (10 atletas)

Everton Lopes – categoria até 64 kg (Meio Médio Ligeiro)
Data e local em que garantiu a vaga: 4/10/2011, com a vitória sobre Anthony Yigit (SUE), pelas oitavas de final do Mundial do Azerbaijão

Esquiva Florentino Falcão – categoria até 75 kg (Médio)
Data e local em que garantiu a vaga: 4/10/2011, com a vitória sobre Anthony Ogog (ING), pelas oitavas de final do Mundial do Azerbaijão

Robson Conceição – categoria até 60 kg (Leve)
Data e local em que garantiu a vaga: 7/10/2011, classificado na repescagem com a vitória do ucraniano Vitaly Lomachenko sobre o italiano Domenico Valentino, pelas semifinais do Mundial do Azerbaijão

Yamaguchi Florentino Falcão – categoria até 81 kg (Meio Pesado)
Data e local em que garantiu a vaga: 8/05/2012, ao vencer o canadense Jonatah Savard, durante o Pré-Olímpico das Américas, no Rio de Janeiro (RJ)

Robenilson de Jesus – categoria até 56 kg (Galo)
Data e local em que garantiu a vaga: 8/05/2012, ao vencer o guatemalteco Joselito Aguirre Romero, dyrante o Pré-Olímpico das Américas, no Rio de Janeiro (RJ)

Myke Carvalho – categoria até 69 kg (Meio Médio)
Data e local em que garantiu a vaga: 9/05/2012, ao vencer o canadense Custio Clayton, durante o Pré-Olímpico das Américas, no Rio de Janeiro (RJ)

Julião Neto – categoria até 52 kg (Mosca)
Data e local em que garantiu a vaga:  11/05/2012, ao vencer José Meza, do Equador, durante o Pré-Olímpico das Américas, no Rio de Janeiro (RJ)

Adriana Araújo – categoria até 60 kg (Ligeiro)
Data e local em que garantiu a vaga: 15/05/2012, ao vencer Yong Sim Ryu, da Coreia do Norte, pelas oitavas de final do Campeonato Mundial feminino, em Qinhuangdao (China)

Roseli Feitosa – categoria até 75 kg (Médio)
Data e local em que garantiu a vaga: 18/05/2012, graças à vitória de Elena Vystropova (Azerbaijão) sobre Rosalie Laurell (Suécia), nas semifinais do Campeonato Mundial feminino, em Qinhuangdao (China). A brasileira se classificou pela repescagem

Érica Matos  – categoria até 51 kg
Data e local em que garantiu a vaga: 18/06/2012, após convite enviado pela AIBA (Associação Internacional de Boxe Amador)

Canoagem (3 atletas)

Erlon Silva e Ronilson Oliveira – C2 1000 m velocidade
Data e local em que garantiu a vaga: 28/10/2011, com a medalha de prata obtida nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara (México)

Ana Sátila – K1 feminino slalom
Data e local em que garantiu a vaga: 10/03/2012, com a vitória de Ana Sátila no Pan-Americano de Canoagem Slalom realizado em Foz do Iguaçu (PR)

Ciclismo BMX (2 atletas)

Squel Stein – modalidade feminino
Data e local em que garantiu a vaga: 26/05/2012, ao ficar em sexto lugar no Mundial de BMX, realizado em Birmingham (Ing)

Renato Rezende – modalidade masculino
Data e local em que garantiu a vaga: 26/05/2012, ao terminar em sétimo lugar no Mundial de BMX, realizado em Birmingham (Ing)

Ciclismo Estrada (6 atletas)

Modalidade Estrada masculino – Gregolry Panizo
Data e local em que garantiu a vaga: 8/05/2011, com sua no Campeonato Pan-Americano de ciclismo, em Antioquia (Colômbia)

Modalidade Estrada masculino – Magno Nazaret
Data e local em que garantiu a vaga: 31/10/2011, com a confirmação da UCI que o Brasil terminou em terceiro lugar no ranking das Américas, classificando mais dois ciclistas

Modalidade Estrada masculino – Murilo Fisher
Data e local em que garantiu a vaga: 31/10/2011, com a confirmação da UCI que o Brasil terminou em terceiro lugar no ranking das Américas, classificando mais dois ciclistas

Modalidade Estrada feminino – Clemilda Fernandes
Data e local em que garantiu a vaga: 1º/06/2012, com o fechamento do ranking mundial da UCI (União Ciclística Internacional)

Modalidade Estrada feminino – Fernanda da Silva Souza
Data e local em que garantiu a vaga: 1º/06/2012, com o fechamento do ranking mundial da UCI (União Ciclística Internacional)

Modalidade Estrada feminino – Janildes Fernandes
Data e local em que garantiu a vaga: 1º/06/2012, com o fechamento do ranking mundial da UCI (União Ciclística Internacional)

Ciclismo Mountain Bike (1 atleta)

Rubens Valerino – masculino
Data e local em que garantiu a vaga: 23/05/2012, após o fechamento do ranking da UCI (União Ciclística Internacional)

Esgrima (3 atletas)

Renzo Agresta – sabre
Data e local em que garantiu a vaga: 4/03/2012, graças aos pontos no ranking mundial da FIE (Federação Internacional de Esgrima) após sua participação na etapa de Budapeste do Grand Prix

Athos Schwantes – espada
Data e local em que garantiu a vaga: 21/04/2012, ao derrotar o argentino José Dominguez nas semifinais do Pré-Olímpico das Américas, em Santiago (Chi)

Guilherme Toldo – florete
Data e local em que garantiu a vaga: 22/04/2012, ao derrotar o colombiano Patrick Roa na final do florete do Pré-Olímpico das Américas, em Santiago (Chi)

Futebol (36 atletas)

Modalidade feminino (18 atletas)
Data e local em que garantiu a vaga: 21/11/2010, ao vencer o Chile na decisão do Campeonato Sul-Americano do Equador

Modalidade masculino (18 atletas)
Data e local em que garantiu a vaga: 13/02/2011, ao vencer o Uruguai na rodada final do Campeonato Sul-Americano do Peru

Ginástica artística (8 atletas)

Diego Hypólito – Solo
Data e local em que garantiu a vaga: 15/10/2011, ao conquistar a medalha de bronze no Campeonato Mundial de ginástica artística, em Tóquio (Japão)

Arthur Zanetti – Argola

Data e local em que garantiu a vaga: 15/10/2011, ao conquistar a medalha de prata no Campeonato Mundial de ginástica artística, em Tóquio (Japão)

Vaga individual geral (masculino)

Data e local em que garantiu a vaga: 10/o1/2011, com o nono lugar de Sérgio Sasaki no Pré-Olímpico de ginástica artística, em Londres (Inglaterra)

Equipe feminina (5  atletas)

Data e local em que garantiu a vaga: 11/01/2011, com a quarta colocação da seleção brasileira na competição por equipes do Pré-Olímpico de ginástica artística, em Londres (Inglaterra)

Handebol (14 atletas)

Modalidade feminino (14 atletas)
Data e local em que garantiu a vaga: 24/10/2010, ao ficar com a medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara (México)

Hipismo (10 atletas)

Luiza Almeida – Modalidade adestramento
Data e local em que garantiu a vaga: 26/2/2012, ao vencer o torneio CDI3 de Verão, realizado em São Paulo (SP)

Modalidade saltos – Equipe (4 atletas)
Data e local em que garantiu a vaga: 6/10/2010, ao ficar em quarto lugar durante o Mundial de Kentucky (EUA)

Modalidade Concurso Completo de Equitação (CCE) – Equipe (5 atletas):

Serguei Fofanoff montando Barbara TW
Ruy Fonseca montando Tom Bombadil Too
Renan Guerreiro montando Kenny
Marcio Jorge montando Josephine MCJ
Marcelo Tosi montando Eleda All Black

Data e local em que garantiu a vaga: 23/10/2011, ao ficar com a medalha de bronze da prova por equipes do CCE nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara (México)

Judô (14 atletas)

Sarah Menezes – categoria 48 kg
Data e local em que garantiu a vaga: 1º/05/2012, após o fechamento do ranking da IJF (Federação Internacional de Judô

Érika Miranda – categoria 52 kg
Data e local em que garantiu a vaga: 1º/05/2012, após o fechamento do ranking da IJF (Federação Internacional de Judô

Rafaela Silva – categoria 57 kg
Data e local em que garantiu a vaga: 1º/05/2012, após o fechamento do ranking da IJF (Federação Internacional de Judô

Mariana Silva – categoria 63 kg
Data e local em que garantiu a vaga: 1º/05/2012, após o fechamento do ranking da IJF (Federação Internacional de Judô

Maria Portela – categoria 70 kg
Data e local em que garantiu a vaga: 1º/05/2012, após o fechamento do ranking da IJF (Federação Internacional de Judô

Mayra Aguiar – categoria 78 kg
Data e local em que garantiu a vaga: 1º/05/2012, após o fechamento do ranking da IJF (Federação Internacional de Judô

Maria Suelen Altheman – categoria + 78 kg
Data e local em que garantiu a vaga: 1º/05/2012, após o fechamento do ranking da IJF (Federação Internacional de Judô

Felipe Kitadai – categoria 60 kg
Data e local em que garantiu a vaga: 1º/05/2012, após o fechamento do ranking da IJF (Federação Internacional de Judô

Leandro Cunha – categoria 66 kg
Data e local em que garantiu a vaga: 1º/05/2012, após o fechamento do ranking da IJF (Federação Internacional de Judô

Bruno Mendonça – categoria 73 kg
Data e local em que garantiu a vaga: 1º/05/2012, após o fechamento do ranking da IJF (Federação Internacional de Judô

Leandro Guilheiro – categoria 81 kg
Data e local em que garantiu a vaga: 1º/05/2012, após o fechamento do ranking da IJF (Federação Internacional de Judô

Tiago Camilo – categoria 90 kg
Data e local em que garantiu a vaga: 1º/05/2012, após o fechamento do ranking da IJF (Federação Internacional de Judô

Luciano Corrêa – categoria 100 kg
Data e local em que garantiu a vaga: 1º/05/2012, após o fechamento do ranking da IJF (Federação Internacional de Judô

Rafael Silva – categoria + 100 kg kg
Data e local em que garantiu a vaga: 1º/05/2012, após o fechamento do ranking da IJF (Federação Internacional de Judô

Luta Olímpica (1 atleta)

Joice Silva – modalidade luta livre – categoria até 55 kg
Data e local em que garantiu a vaga: 6/05/2012, ao ficar com o vice-campeonato do Torneio Pré-Olímpico mundial de Helsinque (Fin), perdendo a final para a colombiana Jackeline Renteria

Levantamento de peso (2 atletas)

Jaqueline Ferreira – categoria até 75 kg
Data e local em que garantiu a vaga: 16/05/2012, com a conquista do ouro por Jaqueline Ferreira, durante o Pré-Olímpico das Américas, que está sendo realizado em Antigua (Guatemala)

Fernando Reis – categoria acima de 105 kg
Data e local em que garantiu a vaga: 18/05/2012, com a vitória de Fernando Reis, durante o Pré-Olímpico das Américas, que está sendo realizado em Antigua (Guatemala)

Maratona aquática (1 atleta)

Poliana Okimoto – Prova dos 10km feminino
Data e local em que garantiu a vaga: 19/07/2011, com o sexto lugar de Poliana Okimoto no Mundial de Esportes Aquáticos em Xangai (China)

Nado sincronizado (2 atletas)

Lara Teixeira e Nayara Figueira – Dueto
Data e local em que garantiu a vaga: 20/04/2012, ao ficarem em 9º lugar no Pré-Olímpico de Londres

Natação (19 atletas)

Bruno Fratus – 50 m livre/ 4 x 100 m livre
Data e local em que garantiu a vaga: 50 m – 29/07/2011, na semifinal do Mundial de Xangai (China)

Cesar Cielo – 50 m livre/ 100 m livre/ 4 x 100 m livre
Data e local em que garantiu as vagas: 50 m – 30/07/2011, na final do Mundial de Xangai (China); 100 m – 17/10/2011, na final dos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara (México)

Daniel Orzechowski – 100 m costa
Data e local em que garantiu a vaga: 28/04/2012, durante as eliminatórias do Troféu Maria Lenk (RJ)

Felipe França – 100 m peito
Data e local em que garantiu a vaga: 24/07/2011, durante as eliminatórias do Mundial de Xangai (China)

Felipe Lima – 100 m peito
Data e local em que garantiu a vaga: 24/07/2011, durante as eliminatórias do Mundial de Xangai (China)

Henrique Barbosa – 200 m peito

Data e local em que garantiu a vaga: 14/12/2011, durante o Campeonato Brasileiro Sênior, no Rio de Janeiro (RJ)

Henrique Rodrigues – 200 m medley
Data e local em que garantiu a vaga: 22/04/2011, durante a Tentativa para o Mundial, no Rio de Janeiro (RJ)

João de Lucca – reserva revezamento 4 x 100 m livre
Data e local em que garantiu a vaga: 12/06/2012, após confirmação da Fina (Federação Internacional de Natação)

Kaio Márcio – 100 m borboleta/ 200 m borboleta
Data e local em que garantiu a vaga: 100 m borboleta – 5/05/2011, durante a final do Troféu Maria Lenk, no Rio de Janeiro (RJ); 200 m borboleta – 6/05/2011, durante a final do Troféu Maria Lenk, no Rio de Janeiro (RJ)

Leonardo de Deus – 200 m borboleta/ 200 m costa
Data e local em que garantiu as vagas: 200 m borboleta – 26/07/2011, durante as eliminatórias do Mundial de Xangai (China); 200 m costa – 28/07/2011, durante as eliminatórias do Mundial de Xangai

Marcelo Chierighini – 4 x 100 m livre
Data e local em que garantiu a vaga: 12/05/2012, durante a Tentativa Olímpica no Rio de Janeiro (RJ)

Nicolas Oliveira – 100 m livre/ 4 x 100 m livre
Data e local em que garantiu a vaga: 15/12/2011, durante o Brasileiro Sênior, no Rio de Janeiro (RJ)

Tales Cerdeira – 200 m peito
Data e local em que garantiu a vaga: 24/04/2012, durante as eliminatórias do Troféu Maria Lenk, no Rio de Janeiro (RJ)

Thiago Pereira – 200 m medley/ 400 m medley
Data e local em que garantiu as vagas: 200 m medley – 7/05/2011, durante a final do Troféu Maria Lenk, no Rio de Janeiro (RJ); 400 m medley – 4/05/2011, durante a final do Troféu Maria Lenk, no Rio de Janeiro (RJ)

Revezamento 4 x100 m livre
Data e local em que garantiu a vaga: 24/07/2011, com o 9º lugar da equipe masculina no Mundial de Esportes Aquáticos em Xangai (China)

Revezamento 4 x100 m medley
Data e local em que garantiu a vaga: 12/06/2012, após confirmação da Fina (Federação Internacional de Natação)

Nicholas Santos – reserva revezamento 4 x 100 m livre

Daynara de Paula – 100 m borboleta
Data e local em que garantiu a vaga: 23/04/2011, durante a Tentativa para o Mundial, no Rio de Janeiro (RJ)

Fabíola Molina – 100 m costa
Data e local em que garantiu a vaga: 28/04/2012, durante a final do Troféu Maria Lenk, no Rio de Janeiro (RJ)

Graciele Herrmann – 50 m livre
Data e local em que garantiu a vaga: 15/12/2011, durante o Brasileiro Sênior, no Rio de Janeiro (RJ)

Joanna Maranhão – 400 m medley
Data e local em que garantiu a vaga: 16/12/2011, durante o Brasileiro  Sênior, no Rio de Janeiro (RJ)

Pentatlo moderno (1 atleta)

Yane Marques – prova feminina
Data e local em que garantiu a vaga: 15/10/2011, com a medalha de prata de Yana Marques nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara (Mex)

Remo (4 atletas)

Anderson Nocetti – single skiff masculino
Data e local em que garantiu a vaga: 24/03/2012, ao vencer sua série semifinal e se classificar para a final do Pré-Olímpico Latino-Americano de Tigre (Arg)

Fabiana Beltrame e Luana Bartholo – double skiff light feminino
Data e local em que garantiu a vaga: 25/03/2012, ao ficarem em segundo lugar em sua prova na final do Pré-Olímpico Latino-Americano de Tigre (Arg)

Kyssia Cataldo – single skiff feminino
Data e local em que garantiu a vaga: 25/03/2012, ao ficar em quinto lugar em sua prova na final do Pré-Olímpico Latino-Americano de Tigre (Arg)

Saltos ornamentais (3 atletas)

Cesar Castro – Trampolim 3 m masculino
Data e local em que garantiu a vaga: 21/02/2012, após ficar em 18º lugar na fase preliminar da Copa do Mundo de saltos ornamentais, em Londres (Ing)

Hugo Parisi – Plataforma 10 m masculino
Data e local em que garantiu a vaga: 24/02/2012, após ficar em 14º lugar na fase preliminar da Copa do Mundo de saltos ornamentais, em Londres (Ing)

Juliana Veloso – Trampolim 3 m feminino
Data e local em que garantiu a vaga: 13/06/2012, após confirmação de classificação pela Fina (Federação Internacional de Natação)

Taekwondo (2 atletas)

Diogo Silva – categoria até 68kg
Data e local em que garantiu a vaga: 1º/07/2011, ao ficar com a medalha de bronze no Pré-Olímpico de Baku, no Azerbaijão

Natália Falavigna – categoria acima de 67kg
Data e local em que garantiu a vaga: 20/11/2011, com a vitória sobre a cubana Glehnis Hernandez, na semifinal do Pré-Olímpico de Queretaro, no México

Tênis (4 atletas)

Thomaz Bellucci – simples e duplas masculino
Data e local em que garantiu a vaga: 26/06/2012, após confirmação de convite da ITF (Federação Internacional de Tênis)

André Sá – duplas masculino
Data e local em que garantiu a vaga: 26/06/2012, após confirmação de convite da ITF (Federação Internacional de Tênis)

Marcelo Melo – duplas masculino
Data e local em que garantiu a vaga: 26/06/2012, segundo ranking da ITF (Federação Internacional de Tênis)

Bruno Soares – duplas masculino
Data e local em que garantiu a vaga: 26/06/2012, segundo ranking da ITF (Federação Internacional de Tênis)

Tênis de mesa (6 atletas)

Gustavo Tsuboi – individual e duplas masculino
Data e local em que garantiu a vaga: 4/03/2012, ao derrotar Jorge Campos (Cub) pela Seletiva das Américas, no Rio de Janeiro (RJ)

Hugo Hoyama – individual e equipe masculino
Data e local em que garantiu a vaga: 5/03/2012, ao derrotar Dexter St. Louis (Tri), pela Seletiva das Américas, no Rio de Janeiro (RJ)

Lígia Silva – individual e equipe feminino
Data e local em que garantiu a vaga: 4/03/2012, ao derrotar Lian Qian (Dom), pela Seletiva das Américas, no Rio de Janeiro (RJ)

Caroline Kumahara – individual e equipe feminino
Data e local em que garantiu a vaga: 5/03/2012, ao derrotar Paulina Vega (Chi), pela Seletiva das Américas, no Rio de Janeiro (RJ)

Gui Lin – equipe feminino
Data e local em que garantiu a vaga: 28/05/2012, após confirmação da CBTM (Confederação Brasileira de Tênis de Mesa)

Thiago Monteiro – equipe masculino
Data e local em que garantiu a vaga: 28/05/2012, após confirmação da CBTM (Confederação Brasileira de Tênis de Mesa)

Tiro com arco (1 atleta)

Daniel Xavier – Individual – Masculino
Data e local em que garantiu a vaga: 22/06/2012, com a confirmação da CBTArco (Confederação Brasileira de Tiro com Arco), após a disputa da Copa do Mundo de Ogden (EUA)

Tiro esportivo (2 atletas)

Modalidade Pistola 25m feminino – Ana Luiza Ferrão Mello
Data e local em que garantiu a vaga: 20/11/2010, ao conquistar a medalha de ouro no Campeonato das Américas, no Rio de Janeiro

Modalidade Fossa Olímpica Double – Filipe Fuzaro
Data e local em que garantiu a vaga: 24/11/2010, ao conquistar a medalha de ouro no Campeonato das Américas, no Rio de Janeiro

Triatlo (3 atletas)

Reinaldo Colucci – modalidade masculina
Data e local em que garantiu a vaga: 23/10/2011, com a medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara (México)

Diogo Sclebin – modalidade masculina
Data e local em que garantiu a vaga: 27/05/2012, com o encerramento da fase de qualificação olímpica, por ter sido o melhor  brasileiro classificado no ranking da CBTri (Confederação Brasileira de Triatlo) após Colucci

Pâmela Oliveira – modalidade feminina
Data e local em que garantiu a vaga: 27/05/2012, com o encerramento da fase de qualificação olímpica, por ter sido a melhor brasileira classificada no ranking da CBTri (Confederação Brasileira de Triatlo)

Vela (9 atletas)

Classe Laser Radial feminina (Adriana Kostiw)
Data e local em que garantiu a vaga: 10/02/2012, após Adriana Kostiw vencer por antecipação a Semana de Vela de Búzios (RJ)

Classe RS:X feminina (Patrícia Freitas)
Data e local em que garantiu a vaga: 10/02/2012, após Patrícia Freitas ao vencer por antececipação a Semana de Vela de Búzios (RJ)

Classe Finn masculina (Jorge Zarif)
Data e local em que garantiu a vaga: 10/02/2012, após Jorge Zarif vencer por antecipação a Semana de Vela de Búzios (RJ)

Classe RS:X masculina (Ricardo Winicki)
Data e local em que garantiu a vaga: 10/02/2012, após Ricardo Winick, o Bimba, ao vencer por antecipação a Semana de Vela de Búzios (RJ)

Classe Laser masculina (Bruno Fontes)
Data e local em que garantiu a vaga: 10/02/2012, após Bruno Fontes vencer por antecipação a Semana de Vela de Búzios (RJ)

Classe Star masculina (Robert Scheidt e Bruno Prada)
Data e local em que garantiu a vaga: 10/02/2012, após Robert Scheidt e Bruno Prada após garantirem por antecipação o título da Semana de Vela de Búzios (RJ)

Classe 470 feminina (Fernanda Oliveira e Ana Barbachan)
Data e local em que garantiu a vaga: 06/04/2012, após a dupla Fernanda Oliveira e Ana Barbachan terminar em 11º lugar no Troféu Princesa Sofia, em Palma de Mallorca (Espanha)

Vôlei (24 atletas)

Modalidade masculino (12 atletas)
Data e local em que garantiu a vaga: 4/12/2011, com a vitória da seleção brasileira sobre o Japão por 3 sets 0, na última rodada da Copa do Mundo do Japão, garantindo o terceiro lugar na competição.

Modalidade feminino (12 atletas)
Data e local em que garantiu a vaga: 13/05/2012, com a vitória da seleção brasileira sobre o Peru por 3 sets 0, na final do Pré-Olímpico sul-americano, em São Carlos (SP).

Vôlei de praia (8 atletas)

Juliana e Larissa – dupla feminina
Data e local em que garantiu a vaga: 28/06/2012, após convocação da CBV (Confederação Brasileira de Vôlei)

Talita e Maria Elisa – dupla feminina
Data e local em que garantiu a vaga: 28/06/2012, após convocação da CBV (Confederação Brasileira de Vôlei)

Alison e Emanuel – dupla masculina
Data e local em que garantiu a vaga: 28/06/2012, após convocação da CBV (Confederação Brasileira de Vôlei)

Ricardo e Pedro Cunha – dupla masculina
Data e local em que garantiu a vaga: 28/06/2012, após convocação da CBV (Confederação Brasileira de Vôlei)

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012 Ídolos, Isso é Brasil, Olimpíadas, Pré-Olímpico, Seleção brasileira | 16:01

O “interminável” Hugo Hoyama desafia até robô

Compartilhe: Twitter

Em busca de sua sexta participação em Olimpíadas, após ter sua convocação confirmada na seleção brasileira que disputará o Pré-Olímpico e o Campeonato Latino-Americano de tênis de mesa, marcado para o mês de março, no Rio de Janeiro, o “interminável” Hugo Hoyama, de 42 anos, não perde uma oportunidade para fazer o seu comercial.

Veja também: Brasil define equipe para Pré-Olímpico de tênis de mesa

Na última quarta-feira, o veterano mesa-tenista fez uma aparição na Campus Party, encontro de tecnologia e cultura digital que está sendo realizada em São Paulo. E chegou para encarar um desafio no mínimo inusitado: participar de uma demonstração jogando contra uma máquina, o RoboPong. A engenhoca é usada em treinamentos, disparando bolas em várias opções de velocidade e freqüência, mandando inclusive bolas com efeito. Máquina semelhante existe há anos no tênis.

Ah, para quem está curioso com o desempenho de Hoyama no desafio: ele devolveu com perfeição praticamente todas as bolas lançadas pela máquina.

Confira abaixo duas imagens do “clássico” entre Hugo Hoyama e o RoboPong:

O "RoboPong" é uma máquina usada em treinamentos de tênis de mesa

Hoyama, que busca vaga em Londres 2012, durante o desafio contra a máquina

Autor: Tags: , , ,

  1. Primeira
  2. 8
  3. 9
  4. 10
  5. 11
  6. 12
  7. Última