Publicidade

Arquivo da Categoria Almanaque

quarta-feira, 9 de novembro de 2011 Almanaque, Ídolos, Olimpíadas, Vídeos | 13:17

A dura volta de Ian Thorpe

Compartilhe: Twitter

Não está sendo nada fácil a vida do australiano Ian Thorpe, que decidiu pendurar o pijama, vestir a sunga novamente e retomar a carreira de nadador. Um dos maiores atletas das piscinas em todos os tempos, Thorpe tem em seu currículo nada menos do que cinco medalhas de ouro olímpicas, três delas conquistadas nos Jogos de Sydney 2000, quando venceu os 400 m livre e os revezamentos 4 x 100 m e 4 x 200 m livre. As outras duas vieram em Atenas 2004, nos 200 e 400 m livre. Ao totodo, o australiano conquistou oito medalhas em Jogos Olímpicos. Em campeonatos mundiais, desempenho ainda mais impressionante: foram 11 medalhas de ouro ao long0 da carreira

Mas nem todo este histórico espetacular está impedindo que o “Thorpedo” (apelido que ganhou no auge da forma) leve uma surra em sua tentativa de retomar a carreira, após a aposentadoria anunciada em 2007. Na semana passada, ele simplesmente não conseguiu se classificar para as finais dos 100 m livre e 100 m medley da etapa de Pequim da Copa do Mundo em piscina curta.

Aos 29 anos, é muito difícil dizer se Thorpe conseguirá retomar a antiga forma até os Jogos Olímpicos de Londres, no ano que vem, que foi a grande motivação para seu retorno. Mas é injusto cravar que o australiano jamais irá repetir os feitos do passado.

Em 2000, nos Jogos de Sydney, vi de perto uma das grandes façanhas de Ian Thorpe, quando ele integrou a equipe australiana que bateu os EUA no revezamento 4 x 100 m livre. Foi a primeira vez que os americanos perderam esta prova em Olimpíadas. Nos 100 m finais, o duelo entre Thorpe e Gary Hall foi eletrizante, vencido pelo australiano nos metros finais. O Sydney Aquatic Centre quase veio abaixo, tamanha a festa de torcedores e voluntários. Simplesmente espetacular.

As imagens abaixo retratam bem o que o “Thorpedo” representa para a natação. Tomara que ele retome à antiga forma.

Autor: Tags: , , , ,

terça-feira, 25 de outubro de 2011 Almanaque, Pan-Americano, Seleção brasileira | 22:41

Medalha histórica para a ginástica artística do Brasil

Compartilhe: Twitter

A equipe brasileira de ginástica artística comemora a inédita medalha de ouro no Pan

A efeméride em si serve apenas para os registros nos livros de história: o dia em que sairia a milésima medalha para o Brasil em Jogos Pan-Americanos. Foi assim que o iG Esporte, em reportagem assinada por Marcel Rizzo e Vicente Seda, registrou que esta terça-feira seria especial em Guadalajara. E coube à ginástica artística masculina brasileira a honra de garantir a medalha de número mil na história brasileira na competição.

O mais importante, contudo, é que não foi uma medalha qualquer. Comandada por Diego Hypólito, a equipe brasileira faturou a medalha de ouro por equipe,  a primeira da ginástica artística na história do Pan. Trata-se de um feito importante, especialmente após o desempenho pífio da envelhecida equipe feminina na última segunda-feira. E sempre é bom lembrar que é justamente a equipe masculina que já tem dois atletas (Hypólito e Arthur Zanetti) classificados para as Olimpíadas de Londres, em 2012.

Pelo menos isso justifica a efeméride.

Autor: Tags: , , ,

quarta-feira, 12 de outubro de 2011 Almanaque, Ídolos, Pan-Americano, Seleção brasileira | 23:03

Hugo Hoyama, o samurai highlander

Compartilhe: Twitter

O mesa-tenista Hugo Hoyama, que foi homenageado pelo COB e será o porta-bandeira do Brasil

Bacana a homenagem prestada pelo COB (Comitê Olímpico Brasileiro) ao interminável mesa-tenista brasileiro Hugo Hoyama, anunciado nesta quarta-feira como o porta-bandeira da delegação do Brasil no desfile de abertura dos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, que começam nesta sexta-feira.

Se não conseguiu alcançar um patamar mais importante ao longo de sua carreira em termos olímpicos, é no Pan-Americano que Hoyama tornou-se uma figura marcante. Aos 42 anos, o atleta paulista é simplesmente o maior ganhador de medalhas de ouro na história do Brasil na competição (nove), nas modalidades individual, duplas e equipe.

Além disso, caminha para igualar mais uma marca importante: completará sua sétima participação no Pan, repetindo o feito do atirador Durval Guimarães, que participou entre 1963 e 95. A diferença é que Hoyama caminha para seu sétimo Pan consecutivo. Definitivamente, não é para qualquer um.

Não sei se Hugo Hoyama se inspira no famoso personagem Connor MacLeod, interpretado no cinema por Christopher Lambert no filme “Highlander”, um guerreiro escocês que se torna imortal desde 1536, quando foi ferido numa batalha, mas ressuscitou.  O risco é se Hoyama se animar com esta história e tentar emplacar sua presença também no Pan de Toronto, nos Jogos de 2015. Vai complicar a vida da turma que atualiza o media guide do COB…

Autor: Tags: , , , , , , ,

domingo, 11 de setembro de 2011 Almanaque, Listas, Olimpíadas, Pré-Olímpico, Seleção brasileira | 23:45

Brasil só foi campeão uma vez do Pré-Olímpico masculino de basquete. Confira a lista

Compartilhe: Twitter

Ao terminar com o vice-campeonato no Torneio Pré-Olímpico de Mar del Plata neste domingo, o Brasil atingiu o seu objetivo, apesar da derrota na final para a Argentina por 80 a 75. Além disso, manteve sua tradição na competição de quase nunca sair dela como campeão. Apenas numa única vez, em 1984, quando sediou o torneio, a seleção brasileira ficou com o título.

Confira abaixo a relação dos três primeiros colocados desde a primeira edição do Pré-Olímpico masculino, em 1980:

1980 – San Juan (Porto Rico)
18 a 25/4/1980

1º) Porto Rico
2º) Canadá
3º) Argentina

Obs: o Brasil terminou em 4º lugar, mas disputou os Jogos de Moscou-80 em razão do boicote dos EUA e aliados às Olimpíadas

1984 – São Paulo (Brasil)
15 a 24/5/1984

1º) Brasil
2º) Uruguai
3º) Canadá

1988 – Montevidéo (Uruguai)
22 a 31/5/1988

1º) Porto Rico
2º) Brasil
3º) Canadá

1992 – Oregon (EUA)
27/6 a 5/7/1992

1º) EUA
2º) Venezuela
3º) Brasil

1995 – Tucuman e Neuquén (Argentina)
15 a 27/8/1995

1º) Porto Rico
2º) Argentina
3º) Brasil

1999 – San Juan (Porto Rico)
14 a 25/7/1999

1º) EUA
2º) Canadá
3º) Argentina

Obs: o Brasil terminou em 6º lugar e não se classificou

2003 – San Juan (Porto Rico)
20 a 31/8/2003

1º) EUA
2º) Argentina
3º) Porto Rico

Obs: O Brasil terminou em 7º lugar e não se classificou

2007 – Las Vegas (EUA)
22/8 a 2/9/2007

1º) EUA
2º) Argentina
3º) Porto Rico

Obs: O Brasil terminou em 4º lugar e não se classificou

2011 – Mar del Plata (Argentina)
30/8 a 11/9/2011

1º) Argentina
2º) Brasil
3º Rep. Dominicana

Autor: Tags: ,

quinta-feira, 18 de agosto de 2011 Almanaque, Ídolos, Olimpíadas | 23:39

Paul Tergat cai nos braços da criançada

Compartilhe: Twitter

Em visita ao Rio de Janeiro, onde está para promover a Meia Maratona, que será realizada neste domingo, o queniano Paul Tergat esbanjou simpatia nesta quinta-feira, durante uma visita à comunidade  do Cantagalo/Pavão-Pavãozinho. Ele se emocionou no encontro com cerca de 120 crianças e ainda fez uma doação de R$ 5 mil para o projeto “Criança Esperança”, da Rede Globo.

Paul Tergat foi um dos maiores fundistas do mundo, tendo conquistado duas medalhas de prata em Olimpíadas (Atlanta-1996 e Sydney-2000), nos 10.000m, além de duas pratas em Mundiais de Atletismo (Atenas-1997 e Sevilla-1999). No Brasil, Tergat virou ídolo após vencer em cinco ocasiões a Corrida Internacional de São Silvestre (1995, 1996, 1998, 1999 e 2000).

Depois desta quinta-feira, Tergat certamente irá aumentar sua popularidade por aqui…

Paul Tergat fez a alegria das crianças na comunidade do Cantagalo/Pavão-Pavãozinho

Autor: Tags: , , , , ,

sábado, 13 de agosto de 2011 Almanaque, Pan-Americano | 23:42

Os cartazes do Pan (15)

Compartilhe: Twitter

15º Jogos Pan-Americanos – Rio de Janeiro (BRA)

Período de disputa: 13 a 29/07/2007
Países participantes: 42
Modalidades esportivas disputadas: 34
Total de atletas: 5.633

Quadro final de medalhas (cinco primeiros colocados):


Autor: Tags: ,

sexta-feira, 5 de agosto de 2011 Almanaque, Pan-Americano | 23:31

Os cartazes do Pan (14)

Compartilhe: Twitter


14º Jogos Pan-Americanos – Santo Domingo  (DOM)

Período de disputa: 1º a 17/8/2003
Países participantes: 42
Modalidades esportivas disputadas: 35
Total de atletas: 5.223

Quadro final de medalhas (cinco primeiros colocados):


Autor: Tags: ,

segunda-feira, 25 de julho de 2011 Almanaque, Ídolos, Listas, Seleção brasileira | 23:54

As medalhas do Brasil nos mundiais de esportes aquáticos

Compartilhe: Twitter

O nadador brasileiro Cesar Cielo chora no pódio dos 50m borboleta

Confira abaixo quem, quando e onde conquistou medalhas para o Brasil em Mundiais de esportes aquáticos (até 25/7/2011):

MEDALHA DE OURO

Ricardo Prado – natação/400m medley – Guayaquil (Equador)/1982
Cesar Cielo – natação/50m livre – Roma (Itália)/2009
Cesar Cielo – natação/100m livre – Roma (Itália)/2009
Ana Marcela Cunha – maratona aquática/25km – Xangai (China)/2011
Cesar Cielo – natação/50m borboleta – Xanga (China)/2011

MEDALHA DE PRATA

Felipe França – natação/50m peito – Roma (Itália)/2009

MEDALHA DE BRONZE

Rômulo Arantes Jr – natação/100m costas – Berlim (Alemanha)/1978
Gustavo Borges – natação/100m livre – Roma (Itália)/1994
Fernando Scherer, André Teixeira, Teófilo Ferreira e Gustavo Borges – natação/revezamento 4x100m livre – Roma (Itália)/1994
Poliana Okimoto – maratona aquática/5km – Roma (Itália)/2009

Autor: Tags: , , , , , , , , , , ,

sábado, 23 de julho de 2011 Almanaque, Ídolos, Listas, Seleção brasileira | 22:25

As medalhas do Brasil nos Mundiais de esportes aquáticos

Compartilhe: Twitter

Cesar Cielo comemora a vitória na final dos 50m livre no Mundial de 2009, em Roma

Confira abaixo  quem, quando e onde conquistou medalhas para o Brasil em Mundiais de esportes aquáticos (até 23/7/2011):

MEDALHA DE OURO



Ricardo Prado – natação/400m medley – Guayaquil (Equador)/1982
Cesar Cielo – natação/50m livre – Roma (Itália)/2009
Cesar Cielo – natação/100m livre – Roma (Itália)/2009
Ana Marcela Cunha – maratona aquática/25km – Xangai (China)/2011

MEDALHA DE PRATA



Felipe França – natação/50m peito – Roma (Itália)/2009

MEDALHA DE BRONZE



Rômulo Arantes Jr – natação/100m costas – Berlim (Alemanha)/1978
Gustavo Borges – natação/100m livre – Roma (Itália)/1994
Fernando Scherer, André Teixeira, Teófilo Ferreira e Gustavo Borges – natação/4x100m livre – Roma (Itália)/1994
Poliana Okimoto – maratona aquática/5km – Roma (Itália)/2009

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , ,

quarta-feira, 20 de julho de 2011 Almanaque, Ídolos, Olimpíadas, Vídeos | 18:52

Um 10 inesquecível

Compartilhe: Twitter

Confesso que mesmo eu, que tenho uma boa memória, modéstia à parte, nem recordava da efeméride. Mas graças ao sempre agradável e eclético “Pontapé Inicial”, da “ESPN Brasil”, nesta última terça-feira pude recordar um feito histórico para o esporte olímpico mundial: a primeira vez que uma ginasta tirou uma nota 10. O feito coube a uma menina de 14 anos, que mal entrara na adolescência e ainda brincava de bonecas.

O mundo jamais irá se esquecer da romena Nadia Comaneci, que no dia 18 de julho de 1976 (35 anos atrás, portanto), nos Jogos Olímpicos de Montreal, no Canadá, cumpriu com perfeição sua prova qualificatória nas barras assimétricas. O desempenho foi tão incrível que assim que terminou, o público no ginásio ficou assustado ao ver no placar a nota 1.0. Não era possível, pensavam as pessoas. O problema é que o placar eletrônico da época não estava preparado para registrar uma nota 10.

Uma cena inesquecível, que tirou o fôlego da comentarista da ESPN americana na época:

Veja também:

>>A música-tema do Mundial de Xangai

>>A incrível campanha de Sugar Ray Leonard em Montreal-76

>>O adeus de um herói da era pré-Phelps


Autor: Tags: , ,

  1. Primeira
  2. 3
  3. 4
  4. 5
  5. 6
  6. 7
  7. Última