Publicidade

Posts com a Tag Romário

terça-feira, 2 de outubro de 2012 Isso é Brasil, Olimpíadas | 16:45

Denúncias de Romário contra Rio 2016 precisam ser apuradas

Compartilhe: Twitter

Mal se recuperou do vexame de ver denunciado o escândalo da cópia ilegal de documentos dos Jogos Olímpicos de Londres 2012, eis que o comitê organizador do Rio 2016 sofreu um novo golpe nesta terça-feira. O deputado federal Romário, que vem se destacando como um crítico feroz da gestão de Carlos Arthur Nuzman à frente do COB (Comitê Olímpico Brasileiro) e também do Rio 2016. divulgou novas denúncias, bem sérias por sinal.

Romário iria fazer um pronunciamento no plenário da Câmara, que obviamente por falta de quorum, foi cancelado. Mas o ex-jogador publicou em seu site oficial a versão integral de seu discurso, onde traz como principal revelação que um dos integrantes da direção executiva do Rio 2016, o irlandês Patrick Hickey, teria um conflito de interesses, pois seu filho trabalha em uma empresa que ganhou o direito de vender os ingressos para os Jogos do Rio. A íntegra do discurso de Romário pode ser lida aqui.

Sinceramente, é bom o governo brasileiro, de modo geral, e o ministério do Esporte, na figura de Aldo Rebelo, especificamente, comecem a agir rápido. Se no caso do roubo dos documentos ingleses houve uma estratégia para tratar o caso como “assunto resolvido”, após a demissão de nove funcionários, agora a coisa remete a tráfico de influência. Não é possível que o Brasil vá conviver, nos próximos quatro anos, com denúncias em cima de denúncias, até os Jogos de 2016, e que nada seja apurado. E vejam que ainda não se falou nada em superfaturamento de obras, coisa que por sinal ocorreu no Pan-Americano do Rio, em 2007.

Ah, só para lembrar: na próxima sexta-feira, dia 5, Carlos Nuzman será novamente reeleito para a presidência do COB, cargo que ocupa ininterruptamente desde 1995. E lá ficará até 2016, completando 21 anos no poder. Precisava ficar tanto tempo assim?

Autor: Tags: , , , , ,

quarta-feira, 26 de setembro de 2012 Com a palavra, Isso é Brasil, Olimpíadas | 19:48

Escândalo do Rio 2016 faz Romário bater no COB. De novo…

Compartilhe: Twitter

Romário voltou a criticar o COB e seu presidente, Carlos Nuzman

“Está mais que comprovado a falta de decência desta entidade, o fato só escancara o que vem acontecendo com o esporte do Brasil”

Deputado federal Romário, que escreveu em seu site texto criticando de forma contundente o COB (Comitê Olímpico Brasileiro) e por tabela seu presidente, Carlos Arthur Nuzman, pelo roubo de documentos sigilosos do comitê organizador de Londres 2012, por parte de integrantes do comitê do Rio 2016. O caso terminou na demissão de dez de seus integrantes.

Pelo jeito, Nuzman e os dirigentes do Rio 2016 ainda irão apanhar por um bom tempo por causa deste vexame…

Autor: Tags: , , , ,

terça-feira, 18 de setembro de 2012 Com a palavra, Isso é Brasil, Olimpíadas | 17:15

Romário volta a bater em Nuzman, COB e pede voto aos atletas

Compartilhe: Twitter

Romário bateu pesado na falta de alternância de poder do COB

“Os presidentes das Confederações de Atletismo e de Desporto Aquático, por exemplo, já estão há mais de 20 anos no poder. Muita cara de pau! E o presidente do COB, Carlos Nuzman, tá querendo se reeleger mais uma vez agora em outubro. Se conseguir, também chegará a duas décadas à frente do COB. E para quê?”

O ex-jogador e atual deputado federal Romário vem se notabilizando como um parlamentar que mostra, na tribuna, a mesma contundência que exibia na época em que brilhava nos gramados. Às vezes, exagera no tom e sai disparando a metralhadora, mesmo sem provas, como foi o episódio em que acusou o técnico da seleção brasileira, Mano Menezes, de fazer suas convocações atendendo a interesses de empresários.

Mesmo assim, na maioria das vezes a precisão das críticas de Romário são cirúrgicas e certeiras. Como no último texto publicado em seu site oficial, que foi ar ar nesta segunda-feira (17), no qual elogia a intenção do ministro do Esporte, Aldo Rebelo, em vetar recursos públicos às confederações esportivas que não promovam a alternância de poder de seus presidentes. E fez questão de ressaltar que não concorda com a falta de troca de comando que ocorre no COB (Comitê Olímpico Brasileiro). “Soube que o Nuzman não recebe salário. Então por que tanto apego? O que eu sei é que o COB precisa mudar de cara e deixar de ser amador”, escreveu o Baixinho.

Romário também tocou em outro ponto que causa urticária nos cartolas: o voto direto soa atletas para escolher os presidentes de confederações. “Nada mais justo do que o próprio competidor que rala e representa o país lá fora possa ajudar a escolher os melhores administradores de suas confederações e do COB”, escreveu.

A meu ver, Romário acertou na mosca neste texto. Nuzman está no comando no COB desde 1996 (foi eleito em 95, mas assumiu de fato um ano depois). É inegável que promoveu melhoras na estrutura do esporte olímpico brasileiro, mas também não se pode negar que a entidade que comanda vem falhando no modelo de gestão atual, com recursos públicos que jamais existiram antes na história, mostrando resultados proporcionalmente abaixo do que deveriam ter alcançado.

Já passou da hora de uma mudança. Não só no COB, mas também em todas as confederações que eternizam seus dirigentes no poder.

Autor: Tags: , , , , , , , , , ,