Publicidade

Posts com a Tag Maratona de Jerusalém

quinta-feira, 12 de março de 2015 Rola pelo mundo | 16:03

Maratona de Jerusalém aposta na história e em traçado difícil para crescer

Compartilhe: Twitter
Largada da edição de 2014 da Maratona de Jerusalém: neste ano irão competir cerca de 25 mil corredores

Largada da edição de 2014 da Maratona de Jerusalém: neste ano irão competir cerca de 25 mil corredores

Ainda sem o mesmo status de importância das badaladas provas em Berlim, Nova York ou Chicago, a Maratona Internacional de Jerusalém, que chega à sua quinta edição nesta sexta-feira e cuja largada principal acontecerá às 2h (horário de Brasília), aposta que não irá demorar muito para integrar o circuito das grandes maratonas mundiais. Os organizadores entendem que o número de 25 mil inscritos para a edição 2015 tem tudo para aumentar nos próximos anos, basicamente por conta de dois fatores: um percurso classificado como desafiador pelos especialistas e ao mesmo tempo emblemático, pois os competidores atravessam algumas das ruas mais importantes da história da humanidade.

“Essa é a única maratona do mundo na qual você atravessa durante todo o tempo diversos pontos considerados sagrados pela Bíblica e outros de importância cultural inestimável. Por todo o lugar em que os corredores irão passar, estarão diante da história”, afirma o prefeito de Jerusalém, Nir Barkat, um dos maiores entusiastas para a criação desta maratona.

Barkat, que cumpre seu segundo mandato à frente da prefeitura local – foi eleito pela primeira vez em 2009 -, já participou das maratonas de Nova York e Berlim e ajudou pessoalmente a projetar o traçado do percurso da prova em Jerusalém, em 2011. Um trajeto que contempla muitas subidas e descidas, o que por si só já se transforma em um desafio extra, além de passar por pontos considerados sagrados por três religiões diferentes.

Durante a prova desta sexta-feira, os corredores terão oportunidade de passar por ruas da Cidade Antiga, a Torre de David, o Monte Scopus – localizado dentro do campus da Hebrew University e de onde é possível avistar o Monte das Oliveiras -, o tradicional mercado Machane Yehuda e o Knesset, o parlamento israelense. O próprio prefeito Barkat irá correr a prova da meia maratona (21 km), cuja largada ocorrerá à 1h45 da madrugada desta sexta-feira.

Brasileiros e astros internacionais em minoria

Embora conte com o sucesso a médio prazo do evento de sua cidade, Nir Barkat não tem como negar que a Maratona de Jerusalém está longe de ser um atrativo para os principais fundistas do mundo. Em primeiro lugar, a dificuldade de enfrentar subidas íngremes com longas descidas, além de um clima seco e temperatura que deve variar entre 8 e 13 graus durante toda a prova. A expectativa dos organizadores é de que o campeão desta sexta-feira complete a prova em um tempo de 2h16min. O recorde mundial é do queniano Dennis Kimetto, com 2h02min57s, obtido na Maratona de Berlim de 2014, conhecida por seu traçado plano e veloz.

Corredores atravessam por pontos históricas de Jerusalém na prova de 2014

Assim como nas edições anteriores, competidores passarão por pontos históricos da cidade de Jerusalém

Depois, a premiação pode ser considerada modesta, em relação ao que se paga no Circuito das Grandes Maratonas, criado em 2006 e que divide um prêmio de US$ 1 milhão (mais de R$ 3 milhões) aos vencedores das provas masculina e feminina das maratonas de Berlim, Nova York, Boston, Chicago, Londres e Tóquio. Em Jerusalém, os campeões da maratona completa (42 km), nas provas masculina e feminina, embolsarão US$ 5 mil (cerca de R$ 15 mil).

“Não enxergamos essa maratona apenas como um evento esportivo, mas sim como uma forma de que o corredor venha para cá e possa sentir o espírito desta cidade. Trata-se de um grande evento social e de impulso para a nossa economia”, minimizou Barkat.

Ao menos por enquanto, esse deverá ser o grande trunfo da Maratona de Jerusalém, que tem em seu pelotão de elite como nome mais representativo o do queniano Patrick Muriuki, que terminou a prova de 2014 na segunda colocação, com 2h16min35s.

Sem corredores no pelotão de elite, o Brasil estará representado na prova desta sexta-feira por 22 atletas, bem menos do que os quase 100 que competiram nas várias categorias da maratona de 2014. Dos 2.494 atletas estrangeiros inscritos para a Maratona de Jerusalém deste ano, a maioria vem dos Estados Unidos, com 1.219 inscritos, seguidos pelos corredores da Grã-Bretanha, que tem 216 representantes.

* O jornalista viaja a convite do Ministério do Turismo de Israel

Autor: Tags: , ,