Publicidade

Posts com a Tag Guadalajara 2011

terça-feira, 25 de outubro de 2011 Almanaque, Pan-Americano, Seleção brasileira | 22:41

Medalha histórica para a ginástica artística do Brasil

Compartilhe: Twitter

A equipe brasileira de ginástica artística comemora a inédita medalha de ouro no Pan

A efeméride em si serve apenas para os registros nos livros de história: o dia em que sairia a milésima medalha para o Brasil em Jogos Pan-Americanos. Foi assim que o iG Esporte, em reportagem assinada por Marcel Rizzo e Vicente Seda, registrou que esta terça-feira seria especial em Guadalajara. E coube à ginástica artística masculina brasileira a honra de garantir a medalha de número mil na história brasileira na competição.

O mais importante, contudo, é que não foi uma medalha qualquer. Comandada por Diego Hypólito, a equipe brasileira faturou a medalha de ouro por equipe,  a primeira da ginástica artística na história do Pan. Trata-se de um feito importante, especialmente após o desempenho pífio da envelhecida equipe feminina na última segunda-feira. E sempre é bom lembrar que é justamente a equipe masculina que já tem dois atletas (Hypólito e Arthur Zanetti) classificados para as Olimpíadas de Londres, em 2012.

Pelo menos isso justifica a efeméride.

Autor: Tags: , , ,

segunda-feira, 24 de outubro de 2011 Pan-Americano, Seleção brasileira | 21:57

Os primeiros vexames brasileiros no Pan 2011

Compartilhe: Twitter

Palmira chora após a incrível derrota da seleção feminina de basquete diante de Porto Rico

A última semana de disputas dos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara está em pleno andamento e após uma largada repleta de medalhas de ouro conquistadas na natação, o esporte brasileiro começou a colecionar os primeiros vexames em terras mexicanas.

O primeiro da lista foi protagonizado pela seleção masculina de futebol. Tudo bem que estava com  um time desfalcado das grandes estrelas que atuam no Brasil etc e tal, mas não dá para aceitar como normal que uma seleção brasileira seja eliminada sem ganhar nenhuma partida no torneio, nem de uma equipe sem qualquer tradição como Cuba.

O outro vexame ficou por conta da seleção brasileira feminina de basquete. O colega colunista aqui do iG, Fábio Sormani, já analisou com perfeição os motivos que levaram a seleção feminina de basquete a perder de forma incrível para Porto Rico na semifinal, um time que não tem a mesma tradição que o masculino nas quadras. Ainda assim, é de ficar impressionado com a quantidade de erros mostrada pela equipe em quadra, além de uma dúvida: por que diabos a ala Iziane Marques ficou no banco de reservas na parte decisiva da partida?

O outro vexame é, na verdade, mais uma decepção e sinal de alerta: pela primeira vez desde os Jogos de Mar del Plata, em 1995, a ginástica artística feminina não conseguiu conquistar uma medalha por equipes. Por mais que a ausência de Jade Barbosa, cortada por contusão, tenha sido o motivo da fraca exibição brasileira, o resultado traz uma outra leitura: a renovação na seleção brasileira não está sendo feita da melhor forma. Ou seja, sinal de alerta ligado na ginástica artística.

Autor: Tags: , , ,

domingo, 23 de outubro de 2011 Listas, Olimpíadas, Seleção brasileira | 18:38

Os brasileiros classificados para Londres 2012

Compartilhe: Twitter

Meninas da seleção brasileira posam com a medalha de ouro após a vitória sobre a Argentina

Atualizado em 24/10/2011

A lista da delegação do Brasil que disputará os Jogos Olímpicos de Londres, no ano que vem, aumentou para 100 atletas neste domingo e madrugada de segunda-feira, durante mais um dia de disputa dos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara. A lista ultrapassou a contagem centenária graças ao título das meninas do handebol, que massacraram a Argentina por 33 a 15 a garantiram o tetracampeonato pan-americano.

Mais cedo, ao ficar com a medalha de ouro no triatlo masculino, Reinaldo Colucci garantiu a vaga do Brasil na competição. Colucci está praticamente assegurado nesta vaga e só deixará de ir às Olimpíadas se algum outro brasileiro terminar entre os cinco primeiros colocados de umas das três etapas do Circuito Mundial da modalidade em 2012 (Sydney/Austrália, San Diego/EUA e Madri/Espanha).

Também asseguraram a classificação olímpica os cavaleiros da equipe de CCE (Concurso Completo de Equitação), que ficaram com a medalha de bronze em Guadalajara.

Total de atletas brasileiros garantidos para Londres 2012: 100

Basquete

Modalidade masculino (12 atletas)
Data e local em que garantiu a vaga: 10/09/2011, com a vitória da seleção brasileira sobre a República Dominicana, por 83 a 76, nas semifinais do Torneio Pré-Olímpico de Mar del Plata

Modalidade feminino (12 atletas)
Data e local em que garantiu a vaga: 1º/10/2011, com a vitória da seleção brasileira sobre a Argentina por 74 a 33 na decisão do Torneio Pré-Olímpico de Neiva

Boxe

Everton Lopes – categoria até 64 kg (meio médio ligeiro)
Data e local em que garantiu a vaga: 4/10/2011, com a vitória sobre Anthony Yigit (SUE), pelas oitavas de final do Mundial do Azerbaijão

Esquiva Florentino – categoria até 75 kg (médio)
Data e local em que garantiu a vaga: 4/10/2011, com a vitória sobre Anthony Ogog (ING), pelas oitavas de final do Mundial do Azerbaijão

Robson Conceição – categoria até 60 kg (leve)
Data e local em que garantiu a vaga: 7/10/2011, classificado na repescagem com a vitória do ucraniano Vitaly Lomachenko sobre o italiano Domenico Valentino, pelas semifinais do Mundial do Azerbaijão

Ciclismo

Modalidade Estrada (1 atleta)
Data e local em que garantiu a vaga: 8/05/2011, com a vitória de Gregolry Panizo no Campeonato Pan-Americano de ciclismo, em Antioquia (Colômbia)

Futebol

Modalidade feminino (18 atletas)
Data e local em que garantiu a vaga: 21/11/2010, ao vencer o Chile na decisão do Campeonato Sul-Americano do Equador

Modalidade masculino (18 atletas)
Data e local em que garantiu a vaga: 13/02/2011, ao vencer o Uruguai na rodada final do Campeonato Sul-Americano do Peru

Ginástica artística

Diego Hypólito – Solo
Data e local em que garantiu a vaga: 15/10/2011, ao conquistar a medalha de bronze no Campeonato Mundial de ginástica artística, em Tóquio (Japão)

Arthur Zanetti – Argola
Data e local em que garantiu a vaga: 15/10/2011, ao conquistar a medalha de prata no Campeonato Mundial de ginástica artística, em Tóquio (Japão)

Handebol

Modalidade feminino (14 atletas)
Data e local em que garantiu a vaga: 24/10/2010, ao ficar com a medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara (México)

Hipismo

Modalidade saltos – Equipe (5 atletas)
Data e local em que garantiu a vaga: 6/10/2010, ao ficar em quarto lugar durante o Mundial de Kentucky (EUA)

Modalidade Concurso Completo de Equitação – Equipe (5 atletas)
Data e local em que garantiu a vaga: 23/10/2011, ao ficar com a medalha de bronze da prova dor equipes do CCE nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara (México)

Maratona aquática

Prova dos 10km feminino (1 atleta)
Data e local em que garantiu a vaga: 19/07/2011, com o sexto lugar de Poliana Okimoto no Mundial de Esportes Aquáticos em Xangai (China)

Natação

Revezamento 4 x100m livre (4 atletas)
Data e local em que garantiu a vaga: 24/07/2011, com o 9º lugar da equipe masculina, formada por Bruno Fratus, Nicolas Oliveira, Marcos Macedo e Marcelo Chierighini, no Mundial de Esportes Aquáticos em Xangai (China)

Pentatlo moderno

Yane Marques – prova feminina
Data e local em que garantiu a vaga: 15/10/2011, com a medalha de prata de Yana Marques nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara

Taekwondo

Diogo Silva – categoria até 68kg
Data e local em que garantiu a vaga: 1º/07/2011, ao ficar com a medalha de bronze no Pré-Olímpico de Baku, no Azerbaijão

Tiro esportivo

Modalidade Pistola 25m feminino – Ana Luiza Mello
Data e local em que garantiu a vaga: 20/11/2010, ao conquistar a medalha de ouro no Campeonato das Américas, no Rio de Janeiro

Modalidade Fossa Olímpica Double – Felipe Fuzaro
Data e local em que garantiu a vaga: 24/11/2010, ao conquistar a medalha de ouro no Campeonato das Américas, no Rio de Janeiro

Triatlo

Modalidade masculina – 1 atleta
Data e local em que garantiu a vaga: 23/10/2011, com a medalha de ouro de Reinaldo Colucci nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara (México)

Autor: Tags: , , , , , ,

sábado, 22 de outubro de 2011 Pan-Americano | 14:30

Falhas técnicas continuam jogando contra o Pan 2011

Compartilhe: Twitter

Poliana Okimoto comemora a medalha de prata na maratona aquática dos Jogos Pan-Americanos

Os Jogos Pan-Americanos entraram em sua segunda e última semana de disputas e mesmo assim os problemas técnicos e de organização continuam se repetindo à exaustão. Ficaram famosos, por exemplo, os incríveis problemas no placar eletrônico e na cronometragem eletrônica nas provas de natação. Ou mesmo as instalações precárias no pentatlo moderno, criticadas abertamente pela brasileira Yane Marques, que ficou com a medalha de prata.

Neste sábado, mais um exemplo que a correria dos mexicanos para aprontar Guadalajara para o Pan 2011 se transformou num tiro no pé dos organizadores. Na disputa da maratona aquática feminina, os problemas na cronometragem atrasaram a divulgação das marcas oficiais e, mico supremo, erraram no anúncio da ganhadora da medalha de prata: ao contrário da brasileira Ana Marcela Cunha, a ganhadora foi na verdade outra brasileira, Poliana Okimoto.

Incrível: Guadalajara está transformando o Pan do Rio 2007, que não foi nenhuma maravilha, num exemplo de organização esportiva.

Atualização: Na correria ao fazer o post, acabei deixando passar batido outras falhas na organização do Pan, como a cerimônia de abertura esvaziada – que obrigou os organizadores a espalharem o público pelas arquibancadas e cobrir os espaços vazios – e a falha nos coletes eletrônicos nas disputas do taekwondo. Mas a galera do iG Esporte estava esperta e preparou uma galeria de fotos reunindo as grandes trapalhadas deste Pan.

Autor: Tags: , , , , , ,

quarta-feira, 19 de outubro de 2011 Com a palavra, Ídolos, Pan-Americano, Seleção brasileira | 13:26

Thiago Pereira e o preço do marketing do recorde

Compartilhe: Twitter

Thiago Pereira, extenuado após a prova dos 200 m peito em Guadalajara

“Está doendo pra c… Fui no limite”



Frase de Thiago Pereira, captada pelo repórter Marcel Rizzo, enviado especial do iG Esporte aos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, logo após ficar com o bronze na prova dos 200 m peito, foi significativa.

Quando um cara de 25 anos reclama das dores no corpo e avisa que não pretende mais repetir a maratona a qual vem se submetendo neste Pan, disputando quase uma dezena de provas, mostra que alguma coisa está errada. E muito disso ocorre pela corrida em busca do “recorde” de ganhador de medalhas individuais em Pan-Americanos, que provavelmente deverá ser obtido nesta quarta pelo próprio Pereira, que nadará duas provas – 200 m medley e revezamento 4 x 200 m livre.

É claro que não há nada de errado em querer ganhar. Isso é algo básico para qualquer atleta. Além disso, a disputa particular entre Pereira e Hugo Hoyama (atual recordista individual com dez ouros) acaba servindo de combustível para fazer aumentar o interesse do público no próprio Pan. O problema é quando isso se torna uma ferramenta de marketing.

Ou muito me engano, mas dificilmente Cesar Cielo, apenas para ficar com um exemplo brasileiro, gostaria de ser chamado de “Mr. Pan” por TVs e jornais. O cara tem que buscar marcar seu nome na história do esportes em Olimpíadas, Mundiais…Thiago Pereira, que é um ótimo nadador, já se deixou levar por esta armadilha no Pan do Rio, em 2007, e depois acabou amargando com as críticas após o fraco desempenho nas Olimpíadas de Pequim, no ano seguinte.

Tomara que nesta quarta-feira, finalmente Thiago Pereira consiga este maldito recorde, que só serve mesmo para nós, jornalistas, arranjarmos chamadas mais interessantes nas manchetes de sites, jornais, TVs etc. E faça o que sabe melhor: nadar. Sem dar bola para o marketing.

Autor: Tags: , , , , , ,

segunda-feira, 17 de outubro de 2011 Ídolos, Pan-Americano, Seleção brasileira | 21:24

Missão cumprida para Hoyama. Será?

Compartilhe: Twitter

Hugo Hoyama comemora ponta na final por equipes, contra a Argentina

Cada vez mais está provado que Hugo Hoyama tem tudo a ver com os Jogos Pan-Americanos. Ninguém consegue conquistar dez medalhas de ouro ao longo de sete edições do evento, como o mesatenista fez, aumentando esta coleção ao ganhar o título por equipes, ao lado de Gustavo Tsuboi e Thiago Monteiro.

Agora, engana-se quem achar que este ouro significou o seu adeus das competições.  “Se aparecer alguém melhor do que eu, entrego a raquete na boa. Mas, enquanto eu estiver bem fisicamente continuarei treinando para 2015”.

Vai longe o samarai highlander, hein?

Autor: Tags: , ,

domingo, 16 de outubro de 2011 Pan-Americano, Seleção brasileira | 20:35

Ouro na ginástica rítmica compensa a frustração olímpica?

Compartilhe: Twitter

Meninas da GRD do Brasil exibem a medalha de ouro no conjunto pelo Pan 2011

É claro que ninguém,  em seu juízo perfeito, irá dizer que é melhor conseguir uma medalha de ouro em um Pan-Americano do que conquistar uma vaga olímpica. Mas no caso da equipe brasileira de ginástica rítmica, a conquista da medalha de ouro na prova de conjunto obtida neste domingo, nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, teve um sabor de compensação.

Primeiro, pelo fato de a equipe se recuperar psicologicamente após o fiasco no Mundial de Montpellier, quando terminou em 25º lugar e perdeu a chance de se classificar para as Olimpíadas de 2012, em Londres. Segundo, por ter sido uma espécie de volta por cima de uma equipe muito jovem e renovada. Por fim, representou a confirmação da hegemonia brasileira em Pan-Americanos na ginástica rítmica: foi a quarta conquista consecutiva na competição, repetindo os feitos de Winnipeg-99, Santo Domingo-03, Rio-07 e agora em Guadalajara.

Sim, este ouro é uma compensação, mas que não pode apagar os erros cometidos pela equipe brasileira e que custaram a vaga em Londres.

Autor: Tags: , , ,

Com a palavra, Listas, Olimpíadas, Pan-Americano, Seleção brasileira | 15:36

Os brasileiros classificados para Londres 2012

Compartilhe: Twitter

Yane Marques exibe a medalha de prata conquistada no pentatlo moderno do Pan 2011

Atualizado em 16/10/2011

“Muito ruim, muito ruim mesmo. A temperatura da água estava muito gelada na natação, a pista de corrida com o terreno muito ruim, no tiro a luz me atrapalhava, e na esgrima também”

Foi desta forma que a brasileira Yane Marques reagiu após ter conquistado a medalha de prata nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara no pentatlo moderno deste sábado, após perder o ouro para a americana Margaux Isaksen.

Mas ainda que as condições da estrutura oferecida em Guadalajara ao pentatlo moderno estivesse longe do ideal, a pernambucana tinha um motivo a mais para comemorar: com a prata, Yane assegurou sua classificação para as Olimpíadas de Londres, no ano que vem.

Total de atletas brasileiros garantidos para Londres 2012: 80

Basquete

Modalidade masculino (12 atletas)
Data e local em que garantiu a vaga: 10/09/2011, com a vitória da seleção brasileira sobre a República Dominicana, por 83 a 76, nas semifinais do Torneio Pré-Olimpico de Mar del Plata

Modalidade feminino (12 atletas)
Data e local em que garantiu a vaga: 1º/10/2011, com a vitória da seleção brasileira sobre a Argentina por 74 a 33 na decisão do Torneio Pré-Olímpico de Neiva

Boxe

Everton Lopes – categoria até 64 kg (meio médio ligeiro)
Data e local em que garantiu a vaga: 4/10/2011, com a vitória sobre Anthony Yigit (SUE), pelas oitavas de final do Mundial do Azerbaijão

Esquiva Florentino – categoria até 75 kg (médio)
Data e local em que garantiu a vaga: 4/10/2011, com a vitória sobre Anthony Ogog (ING), pelas oitavas de final do Mundial do Azerbaijão

Robson Conceição – categoria até 60 kg (leve)
Data e local em que garantiu a vaga: 7/10/2011, classificado na repescagem com a vitória do ucraniano Vitaly Lomachenko sobre o italiano Domenico Valentino, pelas semifinais do Mundial do Azerbaijão

Ciclismo

Modalidade Estrada (1 atleta)
Data e local em que garantiu a vaga: 8/05/2011, com a vitória de Gregolry Panizo no Campeonato Pan-Americano de ciclismo, em Antioquia (Colômbia)

Futebol

Modalidade feminino (18 atletas)
Data e local em que garantiu a vaga: 21/11/2010, ao vencer o Chile na decisão do Campeonato Sul-Americano do Equador

Modalidade masculino (18 atletas)
Data e local em que garantiu a vaga: 13/02/2011, ao vencer o Uruguai na rodada final do Campeonato Sul-Americano do Peru

Ginástica artística

Diego Hypólito – Solo
Data e local em que garantiu a vaga: 15/10/2011, ao conquistar a medalha de bronze no Campeonato Mundial de ginástica artística, em Tóquio (Japão)

Arthur Zanetti – Argola
Data e local em que garantiu a vaga: 15/10/2011, ao conquistar a medalha de prata no Campeonato Mundial de ginástica artística, em Tóquio (Japão)

Hipismo

Modalidade saltos – Equipe (5 atletas)
Data e local em que garantiu a vaga: 6/10/2010, ao ficar em quarto lugar durante o Mundial de Kentucky (EUA)

Maratona aquática

Prova dos 10km feminino (1 atleta)
Data e local em que garantiu a vaga: 19/07/2011, com o sexto lugar de Poliana Okimoto no Mundial de Esportes Aquáticos em Xangai (China)

Natação

Revezamento 4 x100m livre (4 atletas)
Data e local em que garantiu a vaga: 24/07/2011, com o 9º lugar da equipe masculina, formada por Bruno Fratus, Nicolas Oliveira, Marcos Macedo e Marcelo Chierighini, no Mundial de Esportes Aquáticos em Xangai (China)

Pentatlo moderno

Yane Marques – prova feminina
Data e local em que garantiu a vaga: 15/10/2011, com a medalha de prata de Yana Marques nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara

Taekwondo

Diogo Silva – categoria até 68kg
Data e local em que garantiu a vaga: 1º/07/2011, ao ficar com a medalha de bronze no Pré-Olímpico de Baku, no Azerbaijão

Tiro esportivo

Modalidade Pistola 25m feminino – Ana Luiza Mello
Data e local em que garantiu a vaga: 20/11/2010, ao conquistar a medalha de ouro no Campeonato das Américas, no Rio de Janeiro

Modalidade Fossa Olímpica Double – Felipe Fuzaro
Data e local em que garantiu a vaga: 24/11/2010, ao conquistar a medalha de ouro no Campeonato das Américas, no Rio de Janeiro

Autor: Tags: , , , ,

Imprensa, Pan-Americano | 13:50

Curta a página do Pan 2011 no iG Esporte. Vale a pena

Compartilhe: Twitter

A correria tem sido tamanha desde o início deste Pan que mal deu tempo de fazer uma referência obrigatória aos visitantes deste blog: já está no ar a página especial do iG Esporte para a cobertura dos Jogos de Guadalajara.

E está show de bola! Lá você pode encontrar a ficha completa de todos os atletas da delegação brasileira que está no México; o calendário completo da competição (e com destaque para a participação dos brasileiros); quadro de medalhas destacando as conquistas por modalidade de cada país; além de uma completa cobertura em tempo real de tudo o que acontece em Guadalajara.

Deu um trabalhão deixar tudo pronto, mas está show de bola. Apareça por lá e confira!

Autor: Tags:

sexta-feira, 14 de outubro de 2011 Pan-Americano | 09:06

Um Pan-Americano com cara de Pan. E isso é um elogio

Compartilhe: Twitter

Operários trabalham firme para acertar os últimos detalhes no parque aquático de Guadalajara

Peço licença para começar este post apelando para o velho chavão, mas finalmente chegou o grande dia. Nesta sexta-feira, a partir das 22h (horário de Brasília), começa de forma oficial a 16ª edição dos Jogos Pan-Americanos, na cidade de Guadalajara, no México. Até que enfim…

E neste momento, a despeito dos enormes problemas que a capital do estado de Jalisco enfrentou – e ainda enfrenta – na preparação do evento, chegou a hora de não concentrar totalmente as atenções nos problemas de organização, nos atrasos das obras ou até mesmo na chuva que castiga a cidade mexicana. Agora, é o momento de festejar a celebração da chamada “Olimpíada das Américas”, com todo o cuidado para não esbarrar na armadilha do ufanismo bobo e sem senso crítico.

O Pan-Americano, por si só, é uma competição bacana, acredite. Claro que perdeu demais de sua importância no cenário esportivo mundial, pois as principais estrelas preferem deixá-lo de lado. O Brasil é uma exceção nesta cartilha e enviará ao México feras como Cesar Cielo (natação), Fabiana Murer e Maurren Maggi (atletismo) e Rodrigo Pessoa (hipismo), apenas para falar de quatro nomes. De modo geral, o Pan-Americano é uma grande oportunidade de preparar novos talentos para as grandes competições internacionais.

Com isso em mente, é possível curtir o Pan sem problemas. O Brasil ganhará um caminhão de medalhas, algumas em modalidades que você só irá acompanhar daqui a quatro anos. E teremos problemas, é claro. Mas no fim de tudo isso, os mexicanos terão feito um esforço monumental para realizar um evento do tamanho para o qual ele foi feito. Um “Pan com cara de Pan”, sem pretensões megalomaníacas ou superinstalações. E será legal.

Bem diferente do que ocorreu quatro anos atrás, quando o Rio de Janeio mudou o padrão dos Jogos Pan-Americanos em 2007, ao realizar uma competição com “padrões olímpicos” (pelo menos essa era a intenção). O motivo óbvio era impressionar pela capacidade de realização e conquistar a sede das Olimpíadas de 2016, como de fato conseguiu.

Mas o custo da conta foi bem alto, como as acusações de superfaturamento nas obras estão à disposição de todos, nos relatórios do TCU. E que estas mesmas pessoas envolvidas na organização do Rio-07 (e que também cuidam dos jogos Olímpicos de 2016) não caiam na armadilha de menosprezar as falhas que certamente ocorrerão em Guadalajara, da mesma forma arrogante que alguns o fizeram em Santo Domingo-03. Este é apenas um Pan-Americano, o que já significa muita coisa, goste-se ou não do evento.

Autor: Tags: , ,

  1. Primeira
  2. 2
  3. 3
  4. 4
  5. 5
  6. 6
  7. 10
  8. Última