Publicidade

Posts com a Tag Copa do Mundo de esgrima

terça-feira, 21 de maio de 2013 Isso é Brasil, Seleção brasileira | 14:16

A redenção da GRD e o sufoco na esgrima

Compartilhe: Twitter

Meninas da seleção brasileira de ginástica rítmica, que levaram a medalha de bronze em Minsk

Dois fatos completamente diferentes marcaram o esporte olímpico brasileiro neste último final de semana. Um, de forma positiva, enquanto que o outro trouxe preocupações diante da responsabilidade que o Brasil terá com a organização das Olimpíadas de 2016, no Rio de Janeiro.

A boa notícia foi o inédito resultado obtido pela seleção brasileira de GRD (ginástica rítmica desportiva), que no domingo (19) conquistou uma medalha de bronze na etapa de Minsk (Belarus) da Copa do Mundo da modalidade. As meninas brasileiras ficaram em terceiro lugar na prova de conjunto três bolas e duas fitas. A equipe brasileira foi formada pelas ginastas Beatriz Pomini, Bianca Mendonça, Débora Falda, Eliane Sampaio, Francielly Pereira e Gabrielle Silva, comandadas pela técnica Camila Ferezin, ex-atleta olímpica.

Nunca o Brasil havia conquistado uma medalha em Copas do Mundo. Se apenas esse feito já seria motivo de comemoração, melhor ainda foi que este resultado representou uma espécie de redenção da modalidade. Ainda está fresca na memória a péssima participação da seleção no Mundial da modalidade, em setembro de 2011, quando a seleção terminou em 22º lugar (entre 24 participantes) e ficou eliminada do pré-olímpico para as Olimpíadas de Londres 2012. Você pode relembrar mais sobre o fato aqui e aqui. Foi uma frustração, até porque a equipe havia participado as três Olimpíadas anteriores (Sydney 2000, Atenas 2004 e Pequim 2008). Este bronze já é um sinal de recuperação na GRD.

O fato preocupante ocorreu durante a realização da Copa do Mundo de esgrima, modalidade espada feminina, realizada no Clube Militar, no Rio de Janeiro. Por causa das chuvas torrenciais que atingiram a capital carioca na sexta-feira, as competições em um dos ginásios foram canceladas, em razão de um alagamento no local. Além disso, houve também um apagão, em razão de um acidente de trânsito nas imediações do clube. A chegada emergencial de um gerador acabou amenizando o problema.

Por fim, falhas na realização dos protocolos nas premiações irritaram os representantes da FIE (Federação Internacional de Esgrima). O evento foi realizado normalmente, é claro, mas com alguns sustos. É necessário que estas lições sejam aprendidas para novos eventos internacionais realizados no país, inclusive para as Olimpíadas de 2016.

Autor: Tags: , , , , , , , ,