Publicidade

Arquivo de setembro, 2014

terça-feira, 30 de setembro de 2014 Imprensa, Olimpíadas | 19:47

Beisebol se anima e sonha com volta em Tóquio 2020

Compartilhe: Twitter
Jogadores da Coreia do Sul comemoram a vitória sobre China Taipei na final dos Jogos Asiáticos: beisebol confia na volta às Olimpíadas

Jogadores da Coreia do Sul comemoram a vitória sobre China Taipei na final dos Jogos Asiáticos: beisebol confia na volta às Olimpíadas

A frustração de ter sido rejeitado pelos integrantes da Assembleia Geral do COI (Comitê Olímpico Internacional) no ano passado, na eleição que escolheu a luta olímpica como o 28º esporte do programa olímpico dos Jogos de 2020 já foi superada pelos dirigentes do beisebol. Ao lado do softbol (versão feminina do esporte), as duas modalidades apostam que a realidade tem tudo para ser diferente nos próximos meses e elas estarão sim integrando o programa das Olimpíadas de Tóquio.

Segundo informou o site “Inside the Games” nesta terça-feira, o otimismo dos dirigentes para reverter a situação e voltar a fazer parte da chamada “família olímpica” veio por conta da boa imagem deixada pelos torneios das duas modalidades nos Jogos Asiáticos, que estão acontecendo em Incheon, na Coreia do Sul. A decisão da medalha de ouro no beisebol, na qual a seleção sul-coreana derrotou China Taipei por 6 a 3, diante das arquibancadas lotadas do Munhak Stadium, também animou os cartolas do beisebol.

Os dirigentes também argumentam a seu favor a própria sinalização dada pelo COI no final do ano passado, quando a entidade apontou para um caminho de maior flexibilização do programa olímpico, especialmente nos casos de esportes muito populares no país anfitrião, e no caso do Japão, beisebol e softbol teriam lugar garantido.

Em conversa com o blog, o presidente da CBBS (Confederação Brasileira de Beisebol e Softbol), Jorge Otsuka, até arrisca uma data para que o retorno das duas modalidades ao programa olímpico seja ratificada. “Em dezembro haverá uma assembleia do COI e é quase certo que será confirmado o retorno do beisebol e softbol. Os organizadores dos Jogos de 202o estão muito confiantes quanto a isso”, disse o dirigente brasileiro. A última vez em que as duas modalidades participaram do programa olímpico foi nos Jogos de Pequim 2008.

Autor: Tags: , , , , , ,

quinta-feira, 25 de setembro de 2014 Histórias do esporte, Isso é Brasil, Mundiais, Seleção brasileira | 13:15

‘Noivo-sparring’ ajudou brasileira a ganhar medalha inédita

Compartilhe: Twitter
Aline Silva comemora vitória na semifinal do Mundial, sobre Burmaa Ochirbat, da Mongólia

Aline Silva comemora vitória na semifinal do Campeonato Mundial de luta olímpica sobre Burmaa Ochirbat, da Mongólia

Em reportagem publicada nesta quinta-feira no iG Esporte, a falante e sempre sorridente Aline Silva, dona da primeira medalha do Brasil em Campeonatos Mundiais na história da luta olímpica (prata na categoria 75 kg em Tashkent, no Uzbequistão) contou, entre outras coisas, um dos segredos que a levou a conquistar o vice-campeonato mundial: o trabalho de sparring do noivo, Flavio Ramos.

“Ele foi fundamental para essa minha conquista”, disse Aline, lembrando que o noivo é judoca e a ajuda muito nos treinos. “Como eu mudei de categoria, fica complicado fazer lutas com as meninas aqui no Sesi. Ele abandonou o emprego dele este ano e passou a atuar como atleta-voluntário apenas para ajudar nos meus treinos. É meu grande parceiro”, derrete-se a lutadora brasileira.

>>> Veja ainda: Esporte brasileiro tem semana de feitos inéditos

Os dois se conhecem há mais de dez anos, quando treinaram juntos judô no Centro Olímpico. Se separaram e muitos anos depois acabaram se reencontrando, por meio da rede social Orkut, em 2010. Estão juntos desde então e já até marcaram a data do casamento: será no próximo dia 6 de dezembro.

Autor: Tags: , , ,

segunda-feira, 22 de setembro de 2014 Mundiais, Olimpíadas, Pré-Olímpico, Seleção brasileira | 20:22

Família Grael chega a seu sexto título mundial na Espanha

Compartilhe: Twitter
Martine Grael e Kahena Kunze comemoram a conquista do Mundial de Santander na 49er FX

Martine Grael e Kahena Kunze comemoram a conquista do título no  Mundial de Santander (ESP)

O encerramento do Campeonato Mundial de vela da Isaf (Federação Internacional de vela, na sigla em inglês), neste último domingo, na cidade de Santader (Espanha) trouxe muito mais do que a ótima conquista do título da competição pela dupla brasileira formada por Martine Grael e Kahena Kunze, na classe 49er FX. Foi uma vitória emocionante, assegurada somente na última regata, a medal race, tendo como maiores adversárias as dinamarquesas Ida Nielsen e Marie Olsen até o final da prova.

A conquista também ratificou o favoritismo da dupla, líder do ranking mundial da Isaf na classe, para os Jogos Olímpicos do Rio 2016. Por sinal, as duas também venceram o evento-teste realizado na Baia de Guanabara, em agosto.

Por fim, uma outra marca importante foi que este título mundial acabou se transformando no sexto conquistado por um representante da família Grael na vela. Antes de Martine, seu pai, o campeão olímpico Torben Grael, já havia sido campeão em quatro oportunidades: 1978, 1983 e 1987, pela classe Snipe, e 1990 na Star. Além dele, o tio Lars Grael também foi campeã mundial na Snipe em 1983, junto com Torben.

O Mundial de Santander definiu também as primeiras 138 vagas da vela para os Jogos do Rio 2016. Confira todos os classificados, na página especial do blog.

Autor: Tags: , , , , , ,

quinta-feira, 18 de setembro de 2014 Seleção brasileira | 19:05

Judô fará Desafio Brasil x Japão em um teatro

Compartilhe: Twitter
Rafael Silva (de branco), em ação no último Mundial da Rússia, será uma das estrelas do Desafio Brasil x Japão

Rafael Silva (de branco), em ação no último Mundial da Rússia, será uma das estrelas do Desafio Brasil x Japão

Um lugar inusitado receberá duas das maiores escolas do judô mundial. O Teatro Bradesco, localizado no Shopping Bourbon, no bairro da Pompéia (SP), será palco de um desafio entre as seleções masculinas do Brasil e Japão, no próximo dia 28, um domingo, a partir das 10h.

O evento, organizado por um dos patrocinadores da CBJ, contará pelo lado brasileiro com duas das principais estrelas da equipe, Carlos Chibana, primeiro do ranking mundial da IFJ (Federação Internacional de Judô) na categoria até 66 kg, e Rafael Silva, o Baby, melhor do mundo na categoria acima dos 100 kg e que foi medalha de bronze no recém-disputado Mundial da Rússia. Outro nome de destaque surge na categoria até 73 kg, Alex Pombo, sétimo do mundo segundo a IFJ.

Os brasileiros, porém, não terão pela frente a equipe principal do Japão, que na Rússia faturou quatro medalhas (duas de ouro, uma de prata e uma de bronze). Dos cinco judocas escalados, o melhor ranqueado é Jumpei Morishita, que está em 58º.

Nesta sexta-feira (19), em uma ação promocional para divulgar o evento, um judoca performático desafiará o público a partir das 12h, na Praça da Liberdade, em frente à estação Liberdade, do metrô, em São Paulo (SP). Quem conseguir aplicar um ippon (golpe perfeito) no atleta, ganha ingresso para o Desafio Internacional de Judô. Baby estará presente para conversar com os fãs.

A programação do Desafio Brasil x Japão será a seguinte:

66kg – Charles Chibana x Jumpei Morishita
73kg – Alex Pombo x Ryo Saito
81kg – Rafael Macedo x Yasuhiro Ebi
90kg – Eduardo Bettoni x Kensei Ikeda
90kg – Rafael Silva x Kenta Nishigata

Autor: Tags: , , , , ,

quarta-feira, 17 de setembro de 2014 Olimpíadas | 23:24

Novo laboratório antidoping recebe visita da Wada, mas liberação ainda está distante

Compartilhe: Twitter
Ricardo Leyser confia que o novo laboratório brasileiro de controle de dopagem seja aprovado pela Wada

Ricardo Leyser confia que o novo laboratório antidoping  seja aprovado em breve pela Wada

Alvo de uma das grandes dores de cabeça na organização das Olimpíadas do Rio 2016, a perda do credenciamento do Ladetec, laboratório que seria o responsável pela realização dos exames de controle de dopagem, no ano passado, tornou-se prioridade dentro do governo brasileiro, que tem investido pesado para que não ocorra um vexame inédito do país-sede dos Jogos não ter um laboratório aprovado pela Wada (Agência Mundial Antidoping).

O novo LBCD (Laboratório Brasileiro de Controle de Dopagem),  como o Ladetec foi rebatizado, tem suas obras praticamente concluídas, na sede do Instituto de Química da UFRJ. O Ministério do Esporte investiu R$ 110 milhões na reforma do edifício, além de outros R$ 30 milhões para a compra de equipamentos, segundo informou o secretário de alto rendimento do ministério, Ricardo Leyser. A instalação inclusive recebeu a visita de técnicos da Wada no mês de agosto, como parte dos procedimentos para a recuperação das credenciais do laboratório para realização dos exames nas Olimpíadas e Paraolimpíadas de 2016.

Relembre: Na luta contra o doping no Brasil, uma boa e uma má notícia

Mas será um trajeto lento para que isso aconteça, admite o próprio Leyser. “É um processo crítico e sofisticado. Passamos por esta primeira visita da Wada, mas ainda assim não passa pela nossa cabeça não recebermos o credenciamento”, explicou. Após serem cumpridos todos os passos, o LBCD deverá receber as credenciais somente no segundo semestre de 2015.

A demora é necessária: vale lembrar que o Ladetec foi descredenciado pela Wada por falhar seguidamente em diagnósticos de exames e em testes criados pela própria agência mundial antidoping para avaliar a eficiência de um laboratório.

Autor: Tags: , , , , ,

terça-feira, 16 de setembro de 2014 Olimpíadas | 17:15

Cadastramento para compra de ingressos do Rio 2016 começará em novembro

Compartilhe: Twitter

logo2016Com a definição da tabela de ingressos para as Olimpíadas de 2016, anunciada no site oficial nesta terça-feira, já é possível ao torcedor se programar para acompanhar o mega-evento no Rio de Janeiro. E o primeiro passo para isso acontecerá no próximo mês de novembro, quando será aberto o cadastramento dos interessados no site de vendas de ingressos.

O sistema de vendas foi desenvolvido pela empresa alemã CTS Eventim, segunda maior no setor de ingressos em todo o mundo e que foi a responsável pelo programa de ingressos da Copa do Mundo de 2006, na Alemanha, dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de Inverno de Turim 2006 e Sochi 2014.

A partir de março de 2015, o torcedor poderá escolher os eventos e modalidades que quer acompanhar e o primeiro sorteio de ingressos será feito em junho. Quem não for contemplado poderá concorrer no segundo sorteio, marcado para julho e cujo resultado sairá em setembro do próximo ano.

Você pode conferir aqui a tabela completa dos ingressos dos Jogos Olímpicos do Rio 2016. Abaixo, um vídeo promocional do Rio 2016 explica detalhadamente o passo a passo do esquema de venda de bilhetes para as próximas Olimpíadas.

Autor: Tags: ,

segunda-feira, 15 de setembro de 2014 Olimpíadas, Pré-Olímpico | 18:35

Rio 2016 já tem 107 classificados em seis modalidades

Compartilhe: Twitter
O americano James Harden ergue o troféu de campeão da Copa do Mundo de basquete

O americano James Harden ergue o troféu de campeão da Copa do Mundo de basquete

Ao assegurar o título da Copa do Mundo de basquete neste domingo, ao massacrar a Sérvia por 129 a 92, a seleção masculina dos Estados Unidos assegurou também sua 18ª participação em Jogos Olímpicos, pois o Mundial dava vaga automática ao campeão. A classificação dos americanos significou ainda a definição da 107ª vaga para as Olimpíadas do Rio de Janeiro, em 2016.

Nas últimas semanas, os Mundiais de tiro esportivo, vela e hipismo (com a realização dos Jogos Equestres Mundiais nas modalidades CCE, adestramento e saltos) serviram também como eventos classificatórios para os Jogos do Rio. Assim, 107 vagas já conhecem seus donos.

Confira na página especial do blog quais são as modalidades e os países que já têm presença assegurada no mega-evento do Rio de Janeiro, marcado para daqui a dois anos.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , ,

sexta-feira, 12 de setembro de 2014 Olimpíadas | 16:38

Tabela de ingressos para o Rio 2016 será anunciada na próxima terça-feira

Compartilhe: Twitter

logo2016Conforme o iG Esporte havia adiantado na última semana, os preços dos ingressos dos Jogos Olímpicos do Rio 2016 serão anunciados na próxima terça-feira, dia 16. O comitê organizador das próximas Olimpíadas deverá fazer um evento virtual, no próprio site da entidade (rio2016.com.br), a partir das 16 horas, para apresentar a tabela de preços.

A maior preocupação dos organizadores é que não se repitam nos Jogos Olímpicos os problemas ocorridos na Copa do Mundo deste ano, quando a procura foi infinitamente maior do que a oferta de bilhetes, além da imensa presença de cambistas ajudando a sumir com os tíquetes.

Ao iG, o diretor de comunicação do Rio 2016, Mario Andrada, assegurou que haverá uma preocupação de estabelecer preços justos para os ingressos e que das 7 milhões de entradas que estarão disponíveis, mais do que o dobro não custará mais do que US$ 30 (cerca de R$ 70,00). Com exceção dos eventos considerados “tops” (cerimônias de abertura e encerramento, finais dos 100 m rasos masculino do atletismo, 100 m livre masculino da natação e finais da ginástica artística feminina), o valor máximo a ser cobrado deve ser de US$ 150.

Autor: Tags: , ,

quinta-feira, 11 de setembro de 2014 Isso é Brasil, Mundiais, Olimpíadas, Seleção brasileira | 18:45

Esporte brasileiro tem semana de feitos inéditos

Compartilhe: Twitter

Não me recordo qual foi a última vez em que o esporte olímpico brasileiro viveu dias de conquistas inéditas tão relevantes como as dos últimos cinco dias. Do domingo (dia 7/9) até esta quinta-feira (11/9), três modalidades atingiram feitos até então inimagináveis em sua biografia olímpica.

A brasileira Aline Ferreira (de vermelho) encara a americana Adeline Gray na decisão da medalha de ouro do Mundial

A brasileira Aline Ferreira (de vermelho) encara a americana Adeline Gray na decisão da medalha de ouro do Campeonato Mundial de luta olímpica

O mais recente deles aconteceu justamente nesta quinta-feira, com a medalha de prata obtida pela lutadora Aline Ferreira, na categoria 75 kg, no Campeonato Mundial de luta olímpica, modalidade luta livre, que está sendo disputado em Taskkent, no Uzbequistão. Na decisão, Aline (que foi prata no Pan-Americano de Guadalajara 2011) acabou sendo derrotada pela americana Adeline Gray, por 2 a 1.

Sinceramente, o resultado na decisão é o menos importante. Em um esporte sem qualquer tradição no Brasil, Aline conseguiu simplesmente a primeira medalha para o País em Mundiais na luta olímpica, um resultado extraordinário, especialmente levando-ser em conta que a CBLA (Confederação Brasileira de Lutas Associadas) recebeu um dos menores repasses de recursos da lei Agnelo-Piva (R$ 2 milhões) em 2014.

Algo semelhante à conquista no domingo de Marcus Vinicius D”Almeida, na final da Copa do Mundo de tiro com arco, em Paris (FRA), ao levar a medalha de prata com apenas 16 anos, tornando-se o mais jovem arqueiro do mundo a alcançar este feito. Da mesma forma que Aline Ferreira, jamais um brasileiro havia obtido um resultado semelhante.

Mesmo sem medalha, também merece ser ressaltado o desempenho de Rodrigo Bastos na final da fossa olímpica do Mundial de tiro esportivo, que está sendo disputado em Granada (ESP). O quinto lugar também representou o melhor resultado de um atleta brasileiro nos Mundiais da modalidade.

O que vem na sequência destes resultados é um alento para o esporte brasileiro em sua preparação aos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, daqui a dois anos. Com uma meta ousada de terminar entre os dez primeiros no quadro geral de medalhas, e impulsionadas por investimentos inéditos de verbas do Ministério do Esporte, estas modalidades menos badaladas começam a experimentar uma rotina de vitórias.

Ainda não é possível cravar que a diversificação de bons resultados em modalidades olímpicas irá representar um resultado positivo no quadro de medalhas dos Jogos Olímpicos. Mas é inegável que trará efeitos no DNA esportivo do Brasil num futuro próximo.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , ,

quarta-feira, 10 de setembro de 2014 Mundiais, Olimpíadas, Pré-Olímpico, Seleção brasileira | 22:23

Mundiais na Espanha definem 203 vagas olímpicas para 2016

Compartilhe: Twitter

Até o próximo dia 21, a Espanha terá um papel importante na definição dos classificados para três modalidades que constam no programa esportivos dos Jogos Olímpicos do Rio, em 2016. Nada menos do que 203 vagas estarão em disputa, na vela, tiro esportivo e basquete.

Velejadoras Martine Graelk e Kahena, da classe 49er FX e que integra a equipe brasileira no Mundial de vela de Santander (ESP)

Martine Grael e Kahena Kunze, da classe 49er FX e que integra a equipe brasileira no Mundial de vela

O Mundial de Vela da Isaf (Federação Internacional de Iatismo, na sigla em inglês) começa sua disputa na próxima sexta-feira, na cidade de Santander, com a presença das 10 classes olímpicas. Cada classe tem seu próprio Mundial, porém nos dois últimos ciclos olímpicos a Isaf promoveu um evento internacional para definir parte das vagas dos Jogos. Isso ocorreu em 2007, em Cascais (POR), e 2011 em Perth (AUS). Desta vez, a entidade resolveu antecipar o Mundial, para facilitar a preparação.

Em Santander, os 1.400 atletas de 8o países estarão disputando nada menos do que 138 vagas olímpicas (metade das 274 disponíveis) nas classes RS:X Masculino (18), RS:X Feminino (13), Laser (23), Laser Radial (19), Finn (12), 470 Masculino (13), 470 Feminino (10), 49er (10), 49er FX (10) e Nacra 17 (10). Cada país pode conquistar apenas uma vaga por classe. Por ser o país-sede, o Brasil já tem assegurada uma vaga por classe, mas brigará pelo título mundial na Laser, com Robert Scheidt; 470 feminino, com a dupla Martine Grael e Kahena Kunze; e na Finn, com Jorge Zariff.

Já em Granada, desde a última segunda-feira (8) está em disputa o Mundial de tiro esportivo, que está distribuindo 64 vagas olímpicas nas 15 provas que compõe o programa das Olimpíadas. A distribuição será feita da seguinte forma: Carabina 3 posições 50m masculino (5 vagas), Carabina deitado 50m masculino (5), Carabina de ar 10m masculino (6), Pistola 50m masculino (4), Pistola de tiro rápido 25m masculino (2), Pistola de ar 10m masculino (6), Fossa Olímpica masculino (3), Fossa double masculino (2), Skeet masculino (3), Carabina 3 posições 50m feminino (5), Carabina de ar 10m feminino (6), Pistola 25m feminino (5), Pistola de ar 10m feminino (6), Fossa Olímpica feminino (3) e Skeet feminino (3).

>>> Confira todos os classificados para os Jogos Olímpicos de 2016

Novamente, por ser sede dos Jogos, o Brasil já conta com nova vagas asseguradas (Carabina 3 Posições masculino; Carabina de Ar 10m feminino; Pistola de Tiro Rápido masculino; Pistola de Ar 10m masculino; Pistola 25m feminino; Fossa Olímpica e no Skeet, masculino e feminino). Ainda assim, busca resultados que melhorem a posição do país no ranking mundial. Foi o caso desta quarta-feira, com o bom quinto lugar de Rodrigo Bastos na prova da Fossa Olímpica. O Mundial vai até o dia 19.

Por fim, Madri irá assistir no próximo domingo a final da Copa do Mundo masculina de basquete, cujo campeão assegura vaga antecipada para o Rio 2016. E o título deverá ficar entre EUA, França, Lituânia e Sérvia, após a conclusão das quartas de final, marcadas pela eliminação da seleção brasileira, de forma avassaladora pelos sérvios, nesta quarta (10).

Autor: Tags: , , , , , ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. Última