Publicidade

Arquivo de agosto, 2014

domingo, 31 de agosto de 2014 Olimpíadas, Pré-Olímpico, Seleção brasileira | 14:21

Hipismo CCE conhece primeiros classificados para 2016

Compartilhe: Twitter
Equipe da Holanda comemora a medalha de bronze no Mundial de CCE e a vaga olímpica

Equipe da Holanda comemora a medalha de bronze no Mundial de CCE e a vaga olímpica

Atualizado

Foram conhecidos neste domingo os seis primeiros classificados no hipismo modalidade CCE (Conjunto Completo de Equitação) para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016. As vagas vieram após a disputa do Mundial da modalidade, realizado durante os Jogos Equestres Mundiais, em Caen, na França.

A equipe da Alemanha, que já tinha assegurado sua vaga no adestramento, levou a medalha de ouro na competição e consequentemente uma das seis vagas em disputa no Mundial. O quarteto alemão ficou à frente da Grã-Bretanha (2º) e Holanda (3º), ambos também com lugar assegurado nos Jogos Olímpicos. Além deles, também estão classificadas as equipes da França (4º), Austrália (5º) e Irlanda (6º).

Marcelo Tosi, com Eleda All Black, salta em Caen, na Normandia. Brasil ficou em 8º no geral

Marcelo Tosi, com Eleda All Black, salta em Caen (França). Brasil ficou em 8º no geral

O Brasil, já previamente classificado por ser o país-sede dos Jogos, fez um bom papel neste Mundial, terminando em oitavo lugar por equipes, mesmo tendo competido com apenas três conjuntos (Marcelo Tosi, Ruy Fonseca e Gabriel Figueiredo). Ficou inclusive à frente de países tradicionais no esporte, como Bélgica e Estados Unidos.

Na verdade, a equipe brasileira levou a melhor por ter “sobrevivivo” à prova do cross country, cujo percurso estava muito difícil e eliminou diversos conjuntos dos países mais fortes, o que contribuiu decisivamente para chegar ao oitavo lugar geral após a prova de saltos. A melhor participação no individual foi de Ruy Fonseca, que terminou em 39º lugar.

Veja também: Os primeiros classificados para os Jogos do Rio 2016

A modalidade de hipismo saltos começa a disputa de seu Mundial a partir desta segunda-feira, com a prova de aquecimento. Estarão em disputa na França cinco vagas para os Jogos Olímpicos.

Autor: Tags: , , , , , , , ,

Almanaque, Ídolos, Mundiais, Seleção brasileira | 00:55

As medalhas do Brasil nos Mundiais de judô

Compartilhe: Twitter
A brasileira Mariua Suelen Altheman não conseguiu superar a cubana Idalys Ortiz na final da categoria acima de 78 kg

A brasileira Maria Suelen Altheman (à esquerdas) não conseguiu superar a cubana Idalys Ortiz na final da categoria acima de 78 kg

No último dia de disputas individuais do Campeonato Mundial de judô, que está sendo realizado na cidade russa de Chelyabinsk, na Rússia, o Brasil ampliou seu número de medalhas na competição. O melhor resultado foi obtido por Maria Suelen Altheman, na categoria acima de 78 kg, que acabou repetindo o desempenho do Mundial do ano passado, realizado no Brasil, e ficou com a medalha de prata. Novamente derrotada pela forte cubana  Idalys Ortiz, por ippon, em uma luta na qual ela saiu com uma contusão no joelho.

Depois, foi a vez de Rafael Silva, na categoria acima de 100 kg, que não repetiu o vice-campeonato de 2013 mas não deixou a Rússia com as mãos abanando, ao levar o bronze após derrotar o alemão Roy Meier. Neste domingo, o Mundial de Chelyabinsk se encerra com a disputa do torneio por equipes.

No geral, o Brasil soma um total de 38 medalhas em Mundiais de judô ao longo da história.

Confira abaixo todas as medalhas brasileiras

Medalha de ouro

João Derly – 66 kg – Cairo (Egito)/2005
João Derly – 66 kg – Rio de Janeiro (Brasil)/2007
Tiago Camilo – 81 kg – Rio der Janeiro (Brasil)/2007
Luciano Corrêa (100 kg) – Rio de Janeiro (Brasil)/2007
Rafaela Silva (57 kg) – Rio de Janeiro (Brasil)/2013
Mayra Aguiar (78 kg) – Chelyabinsk (Rússia)/2014

Medalha de prata

Aurélio Miguel – 95 kg – Hamilton (Canadá)/1993
Aurélio Miguel – 95 kg – Paris (França)/1997
Mayra Aguiar – 78 kg – Tóquio (Japão)/2010
Leandro Guilheiro – 81 kg -Tóquio (Japão)/2010
Leandro Cunha – 66 kg – Tóquio (Japão)/2010
Leandro Cunha – 66 kg – Paris (França)/2011
Rafaela Silva – 57 kg – Paris (França)/2011
Érika Miranda – 52 kg – Rio de Janeiro (Brasil)/2013
Maria Suelen Altheman – + 78 kg – Rio de Janeiro (Brasil)/2013
Rafael Silva – + 100 kg – Rio de Janeiro (Brasil)/2013
Maria Suelen Altheman – + 78 kg – Chelyabinsk (Rússia)/2014

Medalha de bronze

Chiaki Ishii – 93 kg – Ludwigshafen (Alemanha)/1971
Walter Carmona – 86 kg – Paris (França)/1979
Aurélio Miguel – 95 kg – Essen (Alemanha)/1987
Rogério Sampaio – 73 kg – Hamilton (Canadá)/1993
Daniele Zangrando – 56 kg – Tóquio (Japão)/1995
Edinanci Silva – 72 kg – Paris (França)/1997
Fúlvio Myata – 60 kg – Paris (França)/1997
Sebastian Pereira – 73 kg – Birmingham (Inglaterra)/1999
Mario Sabino – 100 kg – Osaka (Japão)/2003
Edinanci Silva – 78 kg – Osaka (Japão)/2003
Carlos Honoraro – 90 kg – Osaka (Japão)/2003
Luciano Correa – 100 kg – Cairo (Egito)/2005
João Gabriel Schilittler – + de 100 kg – Rio de Janeiro (Brasil)/2007
Sarah Menezes – 48 kg – Tóquio (Japão)/2010
Sarah Menezes – 48 kg – Paris (França)/2011
Leandro Guilheiro – 81 kg – Paris (França)/2011
Mayra Aguiar – 78 kg – Paris (França)/2011
Sarah Menezes – 48 kg – Rio de Janeiro (Brasil)/2013
Mayra Aguiar – 78 kg – Rio de Janeiro (Brasil)/2013
Érika Miranda – 52 kg – Chelyabinsk (Rússia)/2014
Rafael Silva – + 100 kg – Chelyabinsk (Rússia)/2014

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quinta-feira, 28 de agosto de 2014 Ídolos, Seleção brasileira | 23:47

Bi na Liga de Diamante rende R$ 179 mil a Fabiana Murer

Compartilhe: Twitter
Fabiana Murer exibe o troféu  após conquistar o título da Liga de Diamante no salto com vara

Fabiana Murer exibe o troféu após conquistar o título da Liga de Diamante

A brilhante vitória de Fabiana Murer nesta quinta-feira, que conquistou o bicampeonato da Liga de Diamante na prova do salto com vara, em Zurique (SUI), foi um dos resultados mais importantes do atletismo brasileiro em 2014, ao lado de Mauro Vinícius da Silva, o Duda, que também faturou o bi no Mundial indoor (pista coberta) na prova do salto em distância, no mês de março, na Polônia.

Em primeiro lugar, a vitória da brasileira ocorreu na competição mais badalada do atletismo mundial e que reúne as principais estrelas da modalidade. Além disso, comprovou a boa fase de Fabiana na temporada, que levou o título com a ótima marca de 4,72 m, embora já tivesse alcançado os 4,80 m na etapa de Nova York, em junho. Se tudo isso não bastasse, Fabiana Murer ainda conseguiu deixar para trás a campeã olímpica de Londres 2012, a norte-americana Jennifer Suhr, que ficou em segundo na Liga.

E o bicampeonato em Zurique serviu para rechear um pouco mais o bolso da brasileira. As quatro vitórias (Nova York, Glasgow, Monaco e desta quinta) renderam um total de US$ 40 mil para Fabiana, que ainda recebeu um prêmio geral de US$ 40 mil pelo título. Ou seja, pouco mais de R$ 179 mil seguindo a cotação desta quinta-feira. Nada mal, hein?

Autor: Tags: , , , , , , ,

quarta-feira, 27 de agosto de 2014 Imprensa, Olimpíadas, Paraolimpíadas | 23:45

Até 5 mil britânicos podem atuar como voluntários em 2016

Compartilhe: Twitter
Voluntárias auxiliam turista no metrô de Londres, durante os Jogos de 2012

Voluntárias auxiliam turista no metrô de Londres, durante os Jogos de 2012

A notícia foi divulgada pelo site “Inside the Games”, que acompanha o dia a dia do movimento olímpico pelo mundo. Segundo reportagem do portal publicada esta semana, até cinco mil britânicos poderão reforçar o corpo de voluntários para as Olimpíadas e Paraolimpíadas do Rio de Janeiro, em 2016. As inscrições serão abertas pelo comitê organizador dos Jogos nesta quinta-feira (28), que espera recrutar até 70 mil pessoas para atuar nos dois mega-eventos.

É extremamente comum ver estrangeiros, além dos habitantes do país-sede das Olimpíadas, atuando na área do voluntariado, nas mais diversas funções. Especificamente em duas delas eles acabam sendo fundamentais, atuando ao lado das delegações esportivas nas arenas de competição, e auxiliando no apoio aos jornalistas no Media Center (centro de imprensa escrita e online) e no IBC (onde trabalham os jornalistas das redes de televisão e rádio).

>>> Veja também: Saiba o que você precisa fazer para se tornar voluntário nos Jogos do Rio 2016

O sucesso do trabalho dos voluntários nas Olimpíadas de Londres 2012 e recentemente nos Jogos da Comunidade Britânica (os Commonwealth Games), realizados em Glasgow, na Escócia, servem como argumento que justifica a estimativa otimista. E tem que realmente ter muita vontade de trabalhar apenas para ajudar a fazer a festa olímpica carioca um sucesso, pois não será nada barato. Estima-se que cada britânico que pretender atuar como voluntário gastará, só de passagem, cerca de US$ 4.100 (mais de R$ 9 mil em valores de hoje).

Ainda assim, há quem acredite que um mini-exército britânico invadirá o Rio daqui a dois anos. “O voluntariado em grandes eventos esportivos é um exemplo de como transformar uma forma de trabalho em lazer sério. Para muitas pessoas, poder ficar com o uniforme e a credencial tem um valor inestimável. Não seria surpresa para mim se pelo menos cinco mil britânicos trabalharem nos Jogos de 2016”, diz Simon Shibli, professor da Sheffield Hallam University e que desenvolve estudos sobre voluntariado esportivo.

Autor: Tags: , ,

terça-feira, 26 de agosto de 2014 Mundiais, Olimpíadas | 14:52

Os primeiros classificados para os Jogos do Rio 2016

Compartilhe: Twitter
Equipe de adestramento da Alemanha comemora o título mundial e a vaga para 2016

Equipe de adestramento da Alemanha comemora o título mundial e a vaga para 2016

Nesta terça-feira, foram conhecidos os donos das quatro primeiras vagas para as Olimpíadas do Rio de Janeiro, em 2016. A disputa da  final do adestramento por equipes dos Jogos Equestres Mundiais, em Caen (França), viu a equipe da Alemanha comemorar o título, com Grã-Bretanha ficando com a segunda posição e Holanda em terceiro. Os três países asseguraram, assim, automaticamente, a presença no torneio olímpico de 2016.

>>> Veja também: Confira as vagas em disputa para os Jogos Olímpicos de 2016

O quarto classificado ainda deverá ser confirmado mais para frente. A Austrália, que embora tenha terminado o Mundial em 10º lugar, deverá assegurar sua vaga por conta de ter sido a melhor classificada entre as equipes que integram os grupos F e G da FEI (Federação Internacional Equestre), que reúne países da África, Oriente Médio, Sudeste Asiático e Oceania.

Ao longo do Mundial de hipismo, ainda serão definidos seis países classificados nas competições do CCE (Concurso Completo de Equitação) e cinco conjuntos na competição de saltos. Os Jogos Equestres Mundiais terminarão no próximo dia 7 de setembro.

Autor: Tags: , , , , , ,

segunda-feira, 25 de agosto de 2014 Mundiais, Seleção brasileira | 23:32

Tem Mundial para todos os gostos

Compartilhe: Twitter
Sarah Menezes não lutou bem e foi eliminada logo em sua primeira luta no Mundial de judô

Sarah Menezes não lutou bem e foi eliminada logo em sua primeira luta no Mundial de judô, na Rússia

Além dos Jogos Equestres Mundiais, tratados no post anterior e que já definirão as primeiras vagas para as Olimpíadas do Rio de Janeiro, em 2016, a semana promete ser agitada com a realização de Mundiais de outras modalidades olímpicas, tiodas com a participação de equipes brasileiras.

Em dois deles estão concentradas as principais esperanças de bons resultados e medalhas. O Mundial de judô, que começou nesta segunda-feira, em Chelyabinsk, na Rússia, é sem dúvida aquele onde o Brasil tem maiores chances de faturar uma ou mais medalhas de ouro. Principal aposta do COB (Comitê Olímpico do Brasil) para ajudar a alcançar a meta de 30 medalhas em 2016, o judô está no Mundial 2014 com equipe completa.

Mas na largada, nesta segunda, acabou decepcionando, com as eliminações da campeã olímpica Sarah Menezes (48 kg), derrotada pela francesa Amandine Buchard; do medalhista de bronze em Londres 2012, Felipe Kitadai (60 kg), que caiu diante do uzbeque Dyorbek Urozboev; e Eric Takabatake (60 kg), que parou nas oitavas diante do russo Beslan Mudranov. O Mundial vai até o próximo domingo.

O outro torneio que desperta a atenção dos esportes olímpicos é a Copa do Mundo masculina de basquete (nova denominação do Mundial), que será realizada na Espanha, a partir deste sábado (30). Depois do vexame de ter sido eliminado na Copa América e só assegurar sua participação via convite da Fiba (Federação Internacional de Basquete), a equipe brasileira chega ao torneio com sua força máxima, com todos os atletas que atuam na NBA, como Tiago Splitter, Anderson Varejão e Nenê Hilário, além de Marcelinho Huertas, que defende o Barcelona. Há quem aposte que o time do técnico argentino Rubén Magnano tem tudo para ficar entre os quatro primeiros.

Em outros dois Mundiais, já em andamento, o Brasil está apenas marcando presença, sem chance de medalhas. É o caso do remo, cuja competição que se realiza em Amsterdã (HOL)  tem somente um barco brasileiro (double skiff peso leve) classificado para as quartas de final. Os demais estão na repescagem, para as finais B e C.

Em Copenhague (DIN), começou nesta segunda-feira o Mundial de badminton, com cinco eliminações (três em simples masculina e femina e duas nas duplas mistas) logo de cara. Nesta terça (26), os brasileiros tentam evitar o adeus precoce na competição, com jogos em simples masculina e dupla masculina e feminina.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , ,

domingo, 24 de agosto de 2014 Mundiais, Olimpíadas, Pré-Olímpico, Seleção brasileira | 15:00

Normandia irá conhecer os primeiros classificados da Rio 2016

Compartilhe: Twitter
A cerimônia de abertura dos Jogos Equestres Mundiais foi realizada no ´pultimo sábado, no Ornano Stadium

A cerimônia de abertura dos Jogos Equestres Mundiais foi realizada no sábado, no Ornano Stadium

A partir desta segunda-feira, na cidade de Caen, na Normandia (França), serão conhecidos os primeiros classificados para as Olimpíadas de 2016, no Rio de Janeiro, com o início das competições dos Jogos Equestres Mundiais, que na prática equivalem ao Campeonato Mundial de hipismo, que de um total de dez modalidades, contará com as três olímpicas em ação: saltos, adestramento e CCE (Conjunto Completo de Equitação).

Será justamente o adestramento que abrirá a disputa nesta segunda, com a competição prevista para terminar somente na sexta-feira (29). O Brasil, que tem vaga assegurada como país-sede dos Jogos, estará representado pelos cavaleiros João Victor Oliva (filho da ex-jogadora de basquete Hortência), Luiza Almeida, Manuel Tavares de Almeida e Pedro Tavares de Almeida.

Os três primeiros países colocados no Mundial, excluindo o Brasil, estarão classificados para as Olimpíadas.

Na quinta, dia 28, começarão as competições do CCE, que classificará para o Rio de Janeiro os seis melhores conjuntos, excluindo o Brasil, que já tem vaga assegurada. A equipe brasileira de CCE neste Mundial será formada por Gabriel Cury, Marcelo Tosi, Marcio Jorge e Ruy Fonseca.

>>> Veja ainda: Corrida para a Rio 2016 começa nesta sexta-feira

Por fim, a competição de saltos, cujo inicio oficial será em 2 de setembro (embora a prova de teste da pista seja em 31/8), que reservará vagas olímpicas para as cinco primeiras equipes classificadas no Mundial de Caen. Novamente nesta modalidade o Brasil já tem presença assegurada em 2016. A equipe brasileira que competirá na França contará com os cavaleiros Doda Miranda, Rodrigo Pessoa (campeão olímpico em Atenas 2004), Marlon Zanotelli, Pedro Veniss e Yuri Guerios.

 

Autor: Tags: , , , , , , ,

sexta-feira, 22 de agosto de 2014 Ídolos, Olimpíadas, Seleção brasileira | 22:21

Velozes e furiosos, parte 3

Compartilhe: Twitter
Matheus Santana se prepara para disputar a final dos 100 m livre em Nanquim

Matheus Santana se prepara para disputar a final dos 100 m livre em Nanquim – Foto: Wander Roberto/Inovafoto/COB

Esta sexta-feira (22) em Nanquim, na China, sétimo dia de competições dos Jogos Olímpicos da Juventude, mostrou que o Brasil seguirá nos próximos anos mantendo a tradição de ter alguns dos principais velocistas da natação mundial. Ao conquistar a medalha de ouro nos 100 m livre e ainda por cima quebrar o recorde mundial juvenil, o carioca Matheus Santana, de 18 anos, mostra que a geração brasileira de nadadores velozes e furiosos continuará brilhando por muito tempo.

Ao cravar o tempo de 48s25, batendo a melhor marca do mundo (que por sinal já era dele, com 48s35) na final das Olimpíadas da Juventude, Santana simplesmente garantiu um lugar entre os 10 mais velozes nadadores do planeta em 2014 nos 100m livre. O brasileiro igualou-se aos russos Andrey Grechin e Vladimir Morozov com a sexta melhor marca na distância.

À sua frente, ficaram apenas alguns dos grandes nomes dos 100 m livre na atualidade, como o australiano James Magnussen (dono da melhor marca do ano, com 47s59), o francês Florent Manaudou (terceiro mais veloz, com 47s98) e o brasileiro Cesar Cielo (dono do quinto melhor tempo, com 48s13).

Matheus Santana mostrou na China que pode dar sequência a uma geração talentosa do Brasil nas provas rápidas da natação mundial e que já dura mais de 20 anos, desde Gustavo Borges e Fernando Scherer, chegando no próprio Cielo, campeão mundial e recordista do mundo nos 100 livre, e Bruno Fratus.

Autor: Tags: , , , , , , , ,

quinta-feira, 21 de agosto de 2014 Pan-Americano | 22:58

Venda de ingressos para o Pan 2015 começa em 15 de setembro. Confira os preços

Compartilhe: Twitter

Toronto 2015Principal competição poliesportiva das Américas, os Jogos Pan-Americanos já começam a esquentar as turbinas para a edição de 2015, que será realizada na cidade de Toronto, no Canadá. E para quem pretende acompanhar de perto a competição, que será realizada entre os dias 7 e 26 de julho do ano que vem, já poderá começar a reservar o dinheiro dos ingressos. O comitê organizador dos Jogos anunciou nesta quinta-feira a tabela oficial de preços.

Os bilhetes estarão à venda a partir do próximo dia 15 de setembro e os pedidos poderão ser feitos diretamente no site oficial do Pan 2015 até o dia 6 de outubro. Neste link você poderá ter maiores informações sobre o processo de vendas dos bilhetes.

Em relação aos preços das entradas, para quem ainda está traumatizado com a verdadeira facada que a Fifa impôs aos torcedores na última Copa do Mundo, até que a lista divulgada pelos canadenses está bem razoável. O preço mínimo para ver uma competição do Pan será de 20 dólares canadenses, algo em torno de R$ 41,00 em valores de hoje. Os organizadores asseguram que 75% dos bilhetes serão vendidos a um preço de CAD$ 45 ou menos (R$ 93,00). Além disso, haverá a cobrança de meia-entrada para pessoas abaixo de 16 anos e acima de 65.

O ingresso mais caro será o da cerimônia de abertura – que terá inclusive uma apresentação do famoso Cirque du Soleil -, que terá um dos setores do estádio ao preço de CAD$ 350 (R$ 721,00). As finais do atletismo, natação e ciclismo pista serão as modalidades que cobrarão o bilhete mais caro: em todas elas, haverá setores nas respectivas arenas custando CAD$ 140 (R$ 288,00).

Confira aqui a relação completa dos preços para o Pan-Americano 2015 e também o calendário completo da competição

 

Autor: Tags: , ,

quarta-feira, 20 de agosto de 2014 Olimpíadas, Paraolimpíadas | 19:14

Quer ser voluntário para a Rio 2016? Então prepare-se…

Compartilhe: Twitter
Voluntário orienta a chegada de público no Parque Olímpico de Londres, em 2012: função vital para o sucesso dos Jogos

Voluntário orienta a chegada de público no Parque Olímpico de Londres, em 2012: função vital para o sucesso dos Jogos

Na próxima quinta-feira, dia 28, serão abertas as inscrições para quem quiser trabalhar como voluntário nos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos do Rio de Janeiro, em 2016. Pode não parecer muito relevante para quem nunca viu uma edição de Olimpíadas ao vivo, mas trata-se de uma das funções mais importantes para o bom funcionamento do esquema de organização dos Jogos.  Seja para orientar e informar o público que irá às arenas, seja para auxiliar o trabalho da mídia que irá divulgar o mega-evento ou mesmo no apoio aos atletas e dirigentes, nas competições ou na Vila Olímpica. Sem voluntário, não tem Olimpíadas.

(Embora, em uma opinião muito pessoal, um evento que movimenta muitos milhões de dólares como são as Olimpíadas, bem que poderia desembolsar um pouco de seu incrível lucro para auxiliar ao menos a hospedagem desta turma, cá entre nós…)

A meta do comitê organizador da Rio 2016 é contar com 70 mil voluntários, sendo 45 mil para as Olimpíadas e 25 mil nas Paraolimpíadas, entre brasileiros e estrangeiros. Os escolhidos – que precisarão passar por entrevistas seletivas, treinamento presencial, online e participação nos eventos testes – serão divididos em duas categorias: generalista (não necessita de conhecimento técnico ou específico para desempenhar sua função) e especialista (necessita de conhecimento técnico ou específico para desempenhar sua função, como profissionais da saúde, profissionais de TI, esportistas ou pessoas vinculadas ao esporte). A fluência em outro idioma não é obrigatória para que a pessoa seja um voluntário nas Olimpíadas.

As únicas exigências são ter no mínimo 18 anos, ensino fundamental completo e disponibilidade de tempo para atuar ao longo de todo o período dos Jogos (Olímpicos e Paraolímpicos). A organização dos Jogos só oferece alimentação e transporte em dia de trabalho na região metropolitana do Rio de Janeiro. Hospedagem e transporte até a sede das próximas Olimpíadas ficam por conta do voluntário.

Os interessados podem conferir mais informações na página especial do site dos Jogos Olímpicos de 2016.

Autor: Tags: ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. Última