Publicidade

sexta-feira, 4 de abril de 2014 Ídolos, Isso é Brasil, Paraolimpíadas, Política esportiva | 18:10

Petrobras assume projeto olímpico que era tocado por Paula

Compartilhe: Twitter

De forma surpreendente, até pelo sucesso que a iniciativa vinha proporcionando, a Petrobras tomou para si a gestão de seu projeto olímpico, lançado em 2011 e que vinha sendo administrado pelo Instituto Passe de Mágica, comandado pelo ex-armadora da seleção feminina de basquete Paula Gonçalves.

Everton Lopes foi campeão mundial de boxe em 2011

O brasileiro Everton Lopes conquistou um inédito título mundial de boxe em 2011, quando o Projeto Petrobras era administrado pelo Instituto Passe de Mágica

A surpresa pela decisão da estatal se dá pelo fato de que desde o seu lançamento, quando mostrou-se uma alternativa interessante para o esporte olímpico brasileiro, com sua proposta de apoio a cinco modalidades como poucos recursos financeiros (esgrima, taekwondo, levantamento de peso, boxe e remo) até os Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de 2016, no Rio de Janeiro. Seria uma forma de não depender exclusivamente dos critérios às vezes discutíveis do COB (Comitê Olímpico Brasileiro) para a distribuição das verbas da Lei Agnelo/Piva.

A decisão surpreende porque os resultados apareceram, mesmo em somente três anos de implantação. Seja pelos títulos mundiais de Everton Lopes, no boxe, ou de Fabiana Beltrame, no remo, seja pelos ótimos resultados de Fernando Reis no Mundial de levantamento de peso no ano passado. Ou seja, não se pode acusar o instituto comandado por Magic Paula de incompetência.

O problema é que a própria Paula não quer se manifestar sobre o assunto. Por email, ela me confirmou que a gestão do projeto será tocada agora pela Petrobras, restando a seu instituto apenas prestar “uma assessoria técnica.”

Já a estatal, por meio de sua assessoria de imprensa, disse que “a companhia passou a patrocinar diretamente as Confederações, tendo em vista o objetivo principal do Programa Petrobras Esporte e Cidadania, que é oferecer aos atletas as melhores condições de treinamento para a melhoria do desempenho técnico, conforme a melhor utilização possível dos recursos disponíveis”. Ainda de acordo com a Petrobras, “não houve qualquer problema contratual ou de relacionamento com o Instituto Passe de Mágica, que continua dando assessoria técnica-desportiva no que diz respeito às cinco modalidades que fazem parte do programa.”

>>> RELEMBRE: Crise põe em risco projeto olímpico da Petrobras

A assessoria da estatal lembrou, por fim, que os valores repassados às cinco modalidades em 2014 são os seguintes: boxe = R$ 3,42 milhões; esgrima = R$ 2,41 milhões; levantamento de peso = R$ 1,78 milhão; remo = R$ 2,10 milhões; e taekwondo = R$ 2,69 milhões.

Independentemente da competência que a Petrobras – que cá entre nós, está às voltas com problemas bem mais complicados atualmente – terá para tocar seu projeto olímpico, acho que o esporte brasileiro, mais uma vez, sairá perdendo com essa decisão.

Autor: Tags: , , , , , , , , ,

4 comentários | Comentar

  1. 54 Eric Walther 05/04/2014 8:36

    Uma Diretoria que compra uma refinaria nos EUA por U$ 1.18 bilhões de dolares, quando o seu valor real era de U$ 42 milhões de dolares, não tem credibilidade para gerir nem uma PADARIA!

  2. 53 Jose maria 05/04/2014 1:02

    A Petrobras não pode pagar a senhorinha que serve cafezinho em seus escritórios, quanto mais patrocinar os esporte olímpicos. Nos engana “qui nóis gosta, né”?

  3. 52 Paulo Gomes 04/04/2014 21:45

    AS OBRAS DA PETROBRAS SUPERFATURADAS …

    AGORA, ALÉM DOS ESTÁDIOS ENTRA O ESPORTE OLÍMPICO.

    TROCOU O BNDES PELA PETROBRAS

    NÃO TENHAM DÚVIDAS,AS VERBAS IRÃO AUMENTAR,OS DESVIOS DE RECURSOS SERÁ CRESCENTE E A CORRUPÇÃO CONSTANTE E ASCENDENTE .

    NUNCA SE DESVIOU TANTO PELO SOCIAL !

    NUNCA SE DESVIOU TANTO PELO ESPORTE !

    ONDE TEM INCOMPETÊNCIA E MARACUTAIA TEM UM PETISTA OU UMA INDICAÇÃO DO PT.

    ESTE E O JEITO PETISTA DE GOVERNAR !

  4. 51 José Roberto Leone 04/04/2014 21:21

    As falcatruas apontadas contra a Petrobras, remonta a valores que poderiam fazer do Brasil o maior ganhador de medalhas em todas as provas esportivas disputadas no mundo. MAS ÚNICA QUE GANHAMOS FOI COM CERTEZA A DA IMORALIDADE.

  1. ver todos os comentários

Os comentários do texto estão encerrados.