Publicidade

sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014 Histórias do esporte, Jogos de Inverno, Olimpíadas | 17:45

O dia em que um 20º lugar valeu mais do que o 1º

Compartilhe: Twitter
A brasileira Josi Santos cai no choro após completar sua prova no esqui aerials

A brasileira Josi Santos cai no choro após completar sua prova no esqui aerials

O salto foi dado na rampa mais baixa da Rosa Khutor Extreme Park, em Sochi. O grau de dificuldade, portanto, o mais fraco entre todas as concorrentes. Ou seja, era natural esperar que o resultado fosse muito ruim. Ainda assim, a última coisa em que a brasileira Josi Santos estava preocupada nesta sexta-feira era com sua performance na prova do esqui estilo livre, modalidade aerials, pelas Olimpíadas de Inverno. O que ela queria mesmo era homenagear a amiga e companheira de treinos Laís Souza.

VEJA MAIS SOBRE AS OLIMPÍADAS DE SOCHI 2014

>>> Começou a briga por medalhas do esporte mais bacana de Sochi 2014
>>> Empresa faz homenagem às mães dos atletas de Sochi 2014
>>> Conheça os locais de competição de Sochi 2014

Se não tivesse sofrido o trágico acidente no dia 27 de janeiro, quando esquiava livremente em um intervalo dos treinos, em Salt Lake City (EUA), era Laís quem provavelmente estaria no lugar de Josi na prova desta sexta. No acidente, Laís teve uma fratura na terceira vértebra da coluna e está sem movimentos nos braços e pernas. A ex-ginasta olímpica, que desde maio de 2013 integrava um projeto da CBDN (Confederação Brasileira de Desportos na Neve) para buscar novos atletas, já passou por três cirurgias e segue internada no Hospital da Universidade de Miami.

Josi Santos, também ex-ginasta, era companheira de treinos de Laís e estava com ela na hora do acidente. Acabou herdando a vaga da amiga, mas chegou a Sochi consciente de que não teria nenhuma chance de brigar por uma medalha. Por isso, sua única preocupação era não cair na hora do salto. Ao completar a aterrissagem, mostrou a letra “L” com os dedos, em homenagem à Laís, caindo no choro em seguida.

A classificação final das eliminatórias do esqui aerials apontou Josi Santos em 20º lugar, com a nota 49,60, tendo ficado à frente ainda de uma suíça e de uma bielorussa. No fundo, isso pouco importa. Ao conseguir superar um drama pessoal sem tamanho, homenagear a amiga que luta por uma recuperação quase impossível e também completar com dignidade sua participação olímpica, Josi Santos conquistou sua medalha pessoal em Sochi.

Autor: Tags: , , , ,

19 comentários | Comentar

  1. 69 ADILSON LEITE 15/02/2014 14:24

    FICO NA DUVIDA SE ESTAS PARTICIPAÇOES DE PAISES SEM NEVE E SEM NENHUMA EXPRESSÃO E TRADIÇÃO INTERESSARIAM A QUEM ? E O PORQUE DELAS ???QUANTO A EMOÇÃO DA BRASILEIRA VI DE MADRUGA “AO VIVO’ E ESCUTEI COMENTARIOS DA EMOÇÃO DA MESMA REPRESENTANDO A DIFICULDADE DE UM POVO SOFRIDO E DA AMIZADE PELA COLEGA ENFERMA E QUIÇA SEM JAMAIS PODER NOVAMENTE COMPETIR POIS ACEITOU AVENTURAR-SE EM IDEIAS OU PROJETOS DE VISIONÁRIOS;; COMO PAREI DE ESCUTAR MUDO E FALAR COM SURDOS . CONGRATULO-ME COM A REPORTAGEM BEM FEITA E REDIGIDA PARABENS

  2. 68 Gilson gomes 15/02/2014 10:41

    Concordo plenamente com vc Naldo. E mais, muito me admira a idiotice destes atletas que se colocam a disposição dos dirigentes do Cob. O narciso que preside o cob, estava todo euforico e bem agasalhado na abertura que parecia um palhaço tipo bozo. Ridicula figura… Até quando vamos aguentar estas figuras fazendo e desfazendo do esporto brasileiro. Dizem que cancer é uma doença que é gerada por um acido que nos temos dentro de nosso corpo, que é acionado quando a nossa raiva, ira é acumulada e não é posta para fora de nosso organismo. Por isso que um grande atleta brasileiro esta com esta doença.

  3. 67 Jean 15/02/2014 7:28

    Caro Naldo, dramas são pessoais e a vida segue o fato de o País investir em um projeto e obter sucesso depende de muitas variáveis, acredito que se a tal Lais, que era uma atleta de altíssimo nível, não tivesse sofrido o acidente e por ventura ganhasse uma medalha qual seria seu ponto de vista? Sinto pelos brasileiros que ainda tem aquela cultura “vira-latas” de que não somos capazes, que “la fora” as coisas são melhores, mas não tem coragem de sair daqui. Todos os países tem suas mazelas mas aqui parece que só se enxerga isso, a Lais teve a coragem de enfrentar um desafio e se acidentou no intervalo dos treinos pois assumiu riscos, Ayrton Senna o maior piloto de todos os tempos morreu fazendo o que sabia de melhor, porém viveu intensamente, agora tem pessoas que só fazem numero em cima da terra e não conseguem progredir, evoluir ou viver pelo simples fato de não enxergar as coisas belas e enfrentar os desafios que a vida lhe impõe, pois td é muito dificil ou desnecessário.

  4. 66 Renato Feitosa 15/02/2014 7:17

    Amigo é amigo, só entende este sentimento quem tem amigo e é amigo de alguém , o Brasil só será uma ¨potência¨ em qualquer esporte, se um dia houver um ¨inicio¨, um ¨começo¨ e todo o a começo é difícil, quanto a Laís, ela foi várias vezes pela própria família que o esporte era de grande risco sendo orientada pela mãe a não seguir este caminho……mas…fazer o quê né ????
    Parabéns a Josi……EXCELENTE MATÉRIA.

  5. 65 Jorge da Silva 15/02/2014 6:36

    Concordo com o comentário do Naldo… que gasto inútil, eu já nem lembro mais dessa atleta, e não sei nem porque ela estava nesta olimpíada, afinal neva no Brasil?. Brasil o pais da bunda, do futebol e do carnaval…

  6. 64 JanainaSemolina 15/02/2014 1:08

    O Naldo pelo visto não foi ao banheiro hoje.

    É Curintiano e burro. Ele quer resultado e não treinamento…

    O Esporte para o Naldo deve ser futebol. Coitado!

    A matéria é uma merda mas fazer o que… a essa hora da madruga.

  7. 63 mauricio 15/02/2014 1:08

    Vocês só podem estar de brincadeira em dizer que um 20º lugar vale mais que um 1º, a Laís acredito eu, que ficaria muito mais feliz se a sua substituta tivesse ganhado a prova ( o que era impossível e nem por milagre iria acontecer). Para Josi Santos, valeu o passeio, o carimbo no passaporte e as fotos nas redes sociais e o preço foi só o de passar uma vergonha mundial, com um salto ridículo, poderia dizer que torceu o tornozelo pelo menos…Esse negócio de pagar pau pra incompetência tem que acabar, se não tem capacidade pra competir de igual pra igual não deveria gastar dinheiro a toa indo dar vexame.

  8. 62 Joubert 15/02/2014 0:54

    Naldo, se fosse vc ficava na sua cara. Se manca viu. PATÉTICO !!!

  9. 61 Mendes 15/02/2014 0:31

    O simples fato de estar lá, inicialmente já é uma conquista ao País. Vivemos em um País Tropical e não possuímos tradição nas competições em neve, formar campeões leva as vezes gerações, mas em alguns momentos somos surpreendidos por alguns talentos excepcionais que se revelam.
    Todo treino e preparação são indiscutíveis, quem dirá o Heptacampeão Schumacher que apesar de sua alta performance na carreira sofreu um acidente trágico e não se sabe como será sua recuperação.
    Acredito que acima de Títulos, Trófeus e Medalhas o que deve prevalecer são os valores humanos, cada vez mais esquecidos e presentes na sociedade que vivemos.

  10. 60 Gustavo 14/02/2014 23:30

    Indignação. Esse é o sentimento após ler o comentário abaixo. Provavelmente de alguém que nunca competiu em nada e não sabe o que se dedicar anos e anos para ir lá e lutar, competir e ainda representar seu pais. O gesto da Josi é a cara do nosso Brasil. Emoção. Esse mesmo Brasil que chorou muito a morte do nosso Senna. Obrigado Josi, com certeza isso da ainda mais força a nossa atleta Laís. Obrigado, mesmo, de coração.

  11. 59 Mariane 14/02/2014 23:02

    Acredito que este comentário acima é do tipo ofensivo e que o IG deveria recusar-se a publicar….

  12. 58 lula 14/02/2014 22:55

    A verdade é o que está escrito na Bíblia “O AMOR DE MUITOS ESFRIARÃO” a reação da atetla foi excepcional. Foi de um tamanho de amor muito grande! Deus abençoe a Laís e que ele se recupere de todo o trauma sofrido. Estou orando e meus irmãos em Cristo Jesus por ela. E que Deus abençoe a Josi Santos. Abraços

  13. 57 fernando 14/02/2014 22:38

    É também por causa de pessoas como vc que este pais esta na merda que tá.
    Gente pequena sem a menor capacidade de enter como se desenvolve um esporte

  14. 56 Marcia 14/02/2014 21:57

    Esse comentário acima, dessa pessoa de nome Naldo é simplesmente triste de ler, como seria o mundo se existissem pessoas somente com esse pensamento? Vc que é patético Naldo!!!

  15. 55 wellington 14/02/2014 21:40

    Naldo vc é um imbecil

  16. 54 Antonio 14/02/2014 19:38

    Concordo com o Naldo. Chega de jogar dinheiro fora. Como se não bastasse o que se está gastando com a Copa e com a Olimpíada, os sanguessugas do esporte ainda gastam dinheiro com causas perdidas tipo “Jogos de Inverno”. Como podem gastar nosso dinheirinho treinando as meninas em rampas de fibra se nem esquiar elas sabem…a Laís se acidentou esquiando…imaginem se fosse competindo? Já teria morrido…aliás não sei o que seria pior…

  17. 53 Cesar 14/02/2014 18:51

    Naldo, seu comentário é ridículo.
    Antes o país gastasse todo seu dinheiro com atletas, pois o esporte tira as pessoas das ruas. Evitando violencia, consumo de drogas, etc. O esporte pode mudar a vida das pessoas, não importa qual!

  18. 52 Cesar 14/02/2014 18:49

    Naldo, seu comentário é ridículo.
    Antes o país gastasse todo seu dinheiro com atletas, pois o esporte tira as pessoas das ruas.

  19. 51 Naldo 14/02/2014 18:43

    Que matéria “MELOSA” esta, quase chorei. A verdade é a seguinte, é uma vergonha o país gastar dinheiro enviando “atletas” de baixíssima performance para uma competição onde só estão presentes atletas de alto desempenho. O caso da Laís é a prova disso, acabou se acidentando enquanto esquiava e agora vai ficar para sempre entrevada numa cadeira de rodas e os mesmos que agora ficam lamentando o acidente e escrevendo bobagens deste tipo, logo irão esquecer-se dela e tocar suas vidinhas adiante. Vocês são PATÉTICOS!

  1. ver todos os comentários

Os comentários do texto estão encerrados.