Publicidade

sexta-feira, 11 de outubro de 2013 Candidaturas, Pan-Americano | 19:39

A maior vitória do esporte do Peru

Compartilhe: Twitter
Visão projetada do Estádio Pan-Americano de Lima, que receberá o Oan de 2019

Visão projetada do Estádio Pan-Americano de Lima, que receberá o Oan de 2019

Só se fala em Copa do Mundo 2014, Olimpíadas 2016, e ninguém nem lembra que existem os Jogos Pan-Americanos. Quer dizer, quase ninguém. Nesta sexta-feira, o Peru festejou sua maior vitória no esporte, com a confirmação por parte da Odepa (Organização Desportiva Pan-Americana) que a capital Lima será a sede do Pan de 2019, evento que ocorrerá na sequência dos Jogos de Toronto, em 2015. Curiosamente, a cidade canadense derrotou os peruanos na disputa pelo próximo evento poliesportivo.

Em Lima – que foi eleita com relativa facilidade na assembleia da Odepa, realizada em Toronto, com 31 votos, deixando para trás a favorita Santigo (Chile), La Punta (Argentina) e Ciudad Bolivar (Venezuela) -, a festa pela eleição foi imensa, pois trata-se do maior evento esportivo que o país irá organizar em sua vida. Até então, as competições mais importantes que tiveram Lima como sede foram dois campeonatos mundiais: o de basquete feminino, em 1964, e o de vôlei feminino, em 1982, quando a brilhante geração peruana de Rosa Garcia e Cecilia Tait fico com o vice-campeonato.

O governo peruano já começa a fazer as contas, e além da já batida conversa do tal legado esportivo, que vem sendo dita no Brasil insistentemente, estima que receberá pelo menos 30 mil turistas a mais na época da competição (entre 26 de julho e 11 de agosto de 2019), que deixarão uma receita de pelo menos US$ 100 milhões para o país.

Autor: Tags: , , , ,

Nenhum comentário, seja o primeiro.

Os comentários do texto estão encerrados.