Publicidade

segunda-feira, 4 de março de 2013 Isso é Brasil, Olimpíadas | 15:04

A "cidade olímpica" e o choro de Monica

Compartilhe: Twitter

A atleta dos saltos ornamentais, Monica Lages, chora ao falar sobre a demolição do Julio Delamare

Aquilo que seria o sonho de qualquer atleta, ter a realização de uma edição dos Jogos Olímpicos em sua cidade, está se transformando em um pesadelo em relação ao Rio de Janeiro, que se prepara para receber as Olimpíadas de 2016. Depois do drama vivido pelos integrantes do ciclismo, com o inacreditável fechamento de um milionário velódromo, e especialmente do atletismo, com a quase certa demolição do tradicional Célio de Barros, o sufoco chega agora aos atletas que treinam no Parque Aquático Júlio Delamare.

Em comum com os colegas do atletismo, os nadadores terão o antigo complexo, também localizado ao lado do Estádio do Maracanã, colocado abaixo para que em lugar seja construído um estacionamento e um shopping. O acordo de privatização do estádio, palco da final da Copa do Mundo de 2014, já prevê a demolição das duas instalações tradicionais do Rio de Janeiro.

Na última sexta-feira, o Comitê Popular Rio Copa e Olimpíadas realizou um seminário na sede da ABI (Associação Brasileira de Imprensa), chamado “O Maraca é nosso”. Entre os depoimentos, destacou-se o emocionante relato da atleta de saltos ornamentais Monica Lages do Amaral, de 17 anos, integrante da seleção brasileira da modalidade. Leia abaixo e reflita.

“Estou há 13 anos treinando diariamente. Tão perto das Olimpíadas na minha cidade, que pode ser a minha primeira, o processo vai ser interrompido. Querem passar a gente para o (Parque Aquático) Maria Lenk, mas lá não tem estrutura para os saltos. Só que não há ninguém preocupado com isso além da gente. O foco para 2016 não está em medalhas, mas no dinheiro”

Diante do que disse a jovem Monica, fica a pergunta no ar: dá pra levar a sério um país (ou uma cidade) que destrói sonhos de seus atletas apenas para atender a interesses nada edificantes?

Autor: Tags: , , , , , , , , ,

7 comentários | Comentar

  1. 56 Tiklos 07/03/2013 2:54

    Tenho vergonha de ser brasileiro. Tenho a impressão de que as Olimpíadas fará mal ao esporte brasileiro. Além dos dirigentes amadores e incompetentes, teremos que ver instalações esportivas serem demolidas e não sendo substituídos. O COB vive uma ditadura e a federações agem como vaquinhas de presépios. O que não faz o dinheiro, não é mesmo?

  2. 55 ZÉ DA PRAIA 06/03/2013 20:02

    EMQUANTOS MIL DOLARES A PARTICIPAÇÃO DA MONICA VAI AUMENTAR OS GANHOS DOS ORGANIZADORES DAS OLIM PIADAS DO RJ (ASSIM MESMO SEPARADO), POISW CASO CONTRARIO AZAR O DELA POR SER ATLETA NUM PAIS ONDE “”NUNCA ANTES SE VIU TANTAS COISAS ABSURDAS AO MESMO TEMPO” (SUPER FATURAMENTOS DE OBRAS PRA COPA E OLIM PIADAS, SUCATEAMENTO DA EDUCAÇÃO E SAUDE, ALEM DA INSEGURANÇA PAIS AFORA, ENTRE TANTOS))

  3. 54 paul 06/03/2013 8:47

    PODERia comentar a decisão do FlAMengo de acabar com as equipes de judô e de ginástica.

  4. 53 Chico Sal 04/03/2013 17:24

    O COB é um antro de pilantras e incompetêntes.

  5. 52 sidnei 04/03/2013 15:30

    Quanto se gastou no maracanã para o Pan? E se pôs tudo abaixo. E agora o Velodromo. Porque quando se construiu o atual já não se utilizou padrões olímpicos. E o Júlio Delamare?
    Incompetentes, cartolas mediocres. Nuzman, pede o boné!!! Voce agarrou o osso e não quer mais largar.

  6. 51 TT 04/03/2013 15:28

    Ela disse: “O foco para 2016 não está em medalhas, mas no dinheiro !”. Parabéns garota !!! Descobriu a América.

  1. ver todos os comentários

Os comentários do texto estão encerrados.