Publicidade

domingo, 21 de outubro de 2012 Ídolos, Isso é Brasil, Olimpíadas, Seleção brasileira | 14:52

Fabiana Murer e a intolerância dos pachecos

Compartilhe: Twitter

Fabiana Murer já começa a treinar forte, de olho na disputa do Mundial da Rússia, em 2013

Pouco mais de dois meses foram necessários para que Fabiana Murer curasse suas feriadas e falasse sobre seu fiasco nas Olimpíadas de Londres 2012, quando nem conseguiu passar pela qualificação do salto com vara, mesmo tendo chegado à competição com o status de campeã mundial e uma das favoritas a brigar pela medalha de ouro. Você pode conferir aqui a entrevista que fiz com Fabiana na semana passada e que está no iG Esporte.

E diante do que falou a atleta e seu técnico/marido Elson Miranda, a impressão que saí do centro de treinamento do Clube BM&F Bovespa, em São Caetano do Sul, pelo qual compete Fabiana e onde foi feita a entrevista, é que se o tal “vento contra” no Estádio Olímpico de Londres teve uma influência decisiva em sua performance (e acho que teve mesmo!),  mais uma vez Fabiana Murer foi vítima de uma palavrinha de quatro letras e que muitos entendem que se trata de uma bela desculpa esfarrapada: azar.

Sim, azar, por que não? Assim como em Pequim, quando deu um baita azara de terem perdido suas varas, em Londres, se o vento prejudicava todas as atletas – e para evitar isso poderiam ter mudado a posição do colchão do salto com vara, como sugeriu Elson Miranda -, com certeza em alguns momentos prejudicou mais umas do que outras, como foi o caso de Fabiana. Por ter um porte físico mais leve, ela sentiu mais este problema do que outras, como a favorita russa Yelena Isinbayeva, que foi bronze nestas Olimpíadas, é bom lembrar.

Mas o que me deixa estupefato é que dois meses depois, o processo de linchamento virtual na brasileira continua a todo vapor. Alguns comentários da reportagem que está no ar no iG Esporte demonstra o quanto os pachecos não se conformam com a falha de Fabiana Murer. “Uma boa terapia vai resolver”, “Hoje está confirmado que amarelou”, “Toda vez uma desculpa: em Londres foi o vento, na China foi a vara e no Rio, qual será?”, foram alguns dos comentários publicados.

É incrível que a intolerância da pachecada ainda apareça com tanta energia. Fabiana Murer fracassou em Londres? Claro que sim, ninguém nega isso. Mas quando o atleta mostra, com argumentos coerentes, as razões que explicam suas falhas, o mínimo que podemos fazer é refletir.

Tentar segurar um pouco a corneta e conhecer mais detalhes de outras modalidades seriam outras coisas importantes a se fazer neste Brasil, onde impera a monocultura esportiva e sofre com a infestação crescente de pachecos intolerantes.

Autor: Tags: , , , ,

27 comentários | Comentar

  1. 77 Jegue do Pantano 25/10/2012 17:58

    O melhor de tudo são pessoas que nunca competiram nem em campeonatos de arroto falando sobre “brio e vontade” de campeão. Olha pro seu emprego miseravel amigo, nem nisso voce conseguiu vencer na vida, só de estar na olimpiada a atleta já foi vencedora…vão carpir um lote que voces ganham mais, pachecada dos diachos!!!

  2. Marcelo Laguna 23/10/2012 22:33

    Oi Diogo,

    em primeiro lugar, obrigado pela audiência. Agora, pode ter certeza que a monocultura esportiva é evidente no Brasil, inclusive por parte de jornalistas. E posso te assegurar que em nenhum momento da entrevista a Fabiana Murer mostrou soberba ou arrogância. Ela pode até não ter a estrutura emocional que os grandes campeões possuem, mas se existe algo que esta moça não tem é arrogância, ao contrário de outros atletas bem famosos, inclusive no atletismo.

    Abs e continue prestigiando o blog

  3. 76 Diogo 23/10/2012 19:25

    Laguna, apelar pra monocultura esportiva é cômodo demais. Gosto muito do seu blog, mas discordo diametralmente de sua opinião.
    Gostaria que discorresse sobre a garra e o espírito de luta dos campeões. O que vimos em Murer em sua entrevista pós prova, foi uma soberba, uma arrogancia, que desencadeou a enxurrada de críticas que voce cita. Ela não se comportou como uma atleta olímpica.

  4. 75 Emerson Bolão 22/10/2012 16:25

    Que isso, a pessoa tem um baita incentivo do governo para treinar, e na hora de mostrar que o investimento é valido, isso mesmo, valido, não foi a primeira pipocada dela, nem a segunda…
    em Pequin ela conseguiu não ter cuidado com as varas dela…como uma atleta pode deixar para ultima hora conferir seu material de competição…imagina se um piloto de F1, deixasse para testar o freio na hora da corrida!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    tem que tirar o patrocinio dela e passar para uma atleta que esta começando agora para não AMARELAR EM 2016…….
    Fabiana Murer AMARELOU SIM!!!!!! E OUTRA EM DUAS OLIMPIADAS

  5. 74 Alan 22/10/2012 16:23

    Laguna pacheco? kkkkkkkkkkkkkkkkkkk… Nem vou ler os outros comentários… rs

    Laguna, eu concordo com vc, linxaram a atleta, como se diz na periferia foi um esculacho da pachecada que há cada 4 anos conseguem me irritar profundamente, mas gostaria de acrescentar, não foram apenas os pachecos que arrasaram a Fabiana… Foi a maioria, pachecos, não pachecos, vira latas, leigos, etc.

    Acho que se eu fosse atleta profissional, tendo oportunidade optaria por outra nacionalidade.

  6. 73 julio fernandes 22/10/2012 15:00

    Como um ex-atleta, fica dificil aceitar o argumento de Fabiana uma vez que atletas são adimirados por sua coragem e impeto de luta. Estranho um atleta no palco principal ( uma final olimpica ), amarelar pq esta ventando.. Com certeza qtos heróis olimpicos não deram seu sangue e expos sua integridade fisica para o reino do olimpo. Como contribuinte e a mesma patrocinada pela governo Federal me sinto no direito de cobrar-lá e dizer que amarelou e não é diguina de nos representar em uma próxima olimpiada, ainda mais com nosso dinheiro.
    ps: e caro jornalista pachecada é…

  7. 72 Maria Carol 22/10/2012 13:23

    Sinto muito, mas não concordo. A questão das varas na China, tudo bem, foi azar. Agora “o vento” foi a desculpa mais ridícula de todos os tempos. A atleta treina anos, para chegar a hora e pipocar?? Como todas as outras saltaram e ela não? O vento prejudicou somente a ela?
    Ah, me poupe. Amarelou.

  8. 71 alfredo 22/10/2012 10:30

    Todo mundo tem direito de dizer o que pensa. Mas seria interessante que se comentasse sobre aquilo que entende. No Brasil virou moda conetar tudo. É todo mundo indo com a maioria, falta opinião própria, analisada, estudada. Aos pachecos de plantão, meu desprezo.

  9. 70 ZÉ DA PRAIA 21/10/2012 22:36

    se fossemos unidos assim contras as “C… ” dos politicos em geral com certeza teriamos um pais bem melhor e igualitario. PENA que essa UNIÂO soseja vista em epoca de COPA do mundo o que ensejou mais uma GRANDE C… e oportunidadede torrarem fortunass de nossos suados impostos pra realizar os desejos de poder de um bebum que teve o poder nas maos e insiste em nao largar mais, principalmente em doar um estadio pro seu time do coração e ….

  10. 69 AMARO XIMENES JUNIOR 21/10/2012 22:34

    Sr jornalista !!?? com que direito chama o povo de pachecada ? O unico pacheco que vejo aqui e o Sr fazendo uma materia muito tendenciosa . Esta atleta nao teve brios , vontade nem estrutura emocional para enfrentar uma olimpiada — simplesmente AMARELOU — o maior ridiculo de toda esta historia e ela nao admitir a AMARELADA — ninguem e bobo — todo mundo viu ……………

  11. 68 marcio 21/10/2012 21:44

    s nao sabe a idade pequise no google e irá descobrir

  12. 67 João 21/10/2012 21:35

    Por que Felipe Massa não ganha uma corrida? São vários fatores que se interpõem na vida do esportista. Num momento é o carro que não rende, noutro é a equipe que falha na estratégia, noutro há demora na troca de pneus, noutro é o azar e por aí vai. No caso de outros esportes também ocorre o mesmo fator. Não importa que o time jogue muito bem e perde no final do jogo. São coisas do esporte. O que aconteceu com a Fabiana, nas duas olimpiadas, também se encaixa num desses fatores. O que não vale é esmorecer, se deixar entregar. Vá à luta, Fabiana, pois seu dia virá. Aos que criticam, será que algum dia praticaram algum esporte, ou se deram bem em algum?

  13. 66 robson 21/10/2012 21:24

    Que bom que posso comentar. Desde as olimpiadas da china que vimos em Fabiana Murer um certo ar de soberba, de poderosa, de que só faz alguma coisa se estiver conforme sua vontade (tem que ser a vara certa, tem que ter o vento certo), tudo mostra uma atleta que não visualiza o Brasil e seus interesses e sim suas meninices e mostra uma atleta rabujenta. Já tinha deixado de torcer para ela desde a China após seus comentários (” nunca mais volto a esse pais”). Competir com seriedade é mais do que desistir quando aparece o primeiro obstáculo.

  14. 65 marcos antonio medeiros 21/10/2012 20:17

    Não se trata apenas de pachecada. Acontece que esses atletas são tratados como grandes estrelas, com várias mordomias por conta da fama e, quando competem em um evento de grande porte, o povo espera que seu brilho seja proporcional.

  15. 64 Hélio 21/10/2012 19:59

    Não concordo com o joranalista da matéria, por mais que ela tenha argumentos na minha opinião ela amarelou sim, olimpíadas é um evento único a pessoa leva seu corpo e sua mente ao extremo, o atleta representa toda uma nação, o espírito olímpico diz isso, basta lembrar a imagem de uma marotonista que chegou ao final da prova em utimo lugar após muito tempo depois, mas chegou, chegou quase rastejando, mas chegou, ela deveria ter tentado sim por ela e por toda a nação, esse é o retrato da maioria da nossa população povo pacato e sem sangue na veia, patriotismo, sem preparo emocional e sem gana, vontade de vencer.
    O nosso esporte reflete bem o que somos, quando queremos ter bons desempenho temos, basta ver o volley que é vitorioso porque é organizado, quando queremos? o problema é que querer não é fazer!!! ficamos só no querer!!!

  16. 63 mario maristelo ferreira 21/10/2012 18:56

    Azar é o nome que se dá a falta de competencia ou planejamento.

  17. 62 Dirval Cruz 21/10/2012 18:53

    O “edy clodio petry jardim”, se este nome é real, deve ser atleta ou especialista, talvez técnico, não parece?

  18. 61 amarelou mesmo 21/10/2012 18:33

    Não entendi o texto… ela amarelou mesmo… e isso é quase uma regra para algumas modalidades… não adianta dizer o contrario…

  19. 60 aureo 21/10/2012 18:15

    Vc e ela podem dar a desculpa q for e pode me chamar de pacheco, mas na verdade foi q faltou coragem ao menos q tentase e na conseguise. Fabiana Arregao!!!!

  20. 59 ROBERTO MEDIANA 21/10/2012 18:09

    Desculpe, a iª “amarelada” foi quando disse que tinha perdido seu equipamento de trabalho, as varas, até cola, vai, mas na 2ª o problema era o VENTO, então nenhuma atleta saltou? Atletas de alto nível tem que sabe lidar com as adversidades no momento da competição, AMARELOU SIM e ela sabe disso, veja o exemplo de superação da judoca piauiense Sarah Menezes que enfrentou os obstáculos financeiros sendo de uma família pobre e foi buscar seu objetivo, essa Fabiana Murer como o senhor no seu texto diz dos torcedores brasileiros “pachecadas” eles estão certos de cobrar mesmo desses “amarelões”
    Amarelou duas vezes e deveria parar !!

  21. 58 Edison 21/10/2012 18:07

    Infelizmente para o jornalista Marcelo Laguna ele esta no BRASIL( onde impera a monocultura esportiva ) porem a discussão não esta no esporte mais sim na atitude anti esportiva da “atleta” Fabiana Murer que representa um pais que tem um povo maravilhoso.Podemos ser ignorantes em muito esportes mas sabemos diferenciar verdadeiros atletas que se superam em varias situações adversas posso citar aqui GUGA,AYRTON SENNA,RONALDO FENOMENO,JOAO DO PULO.A sorte do Marcelo Laguna e que os pachecos são intolerantes somente com atletas medíocres e nao com jornalistas tendenciosos.

  22. 57 edy clodio petry jardim 21/10/2012 17:49

    Não sei que idade tem Fabiana,desculpe se me engano,mas aparenta mais de trinta,
    no atletismo esta faixa esta praticamente acabada,deve restringir-se a fazer propaganda
    usando seu bom nome.Em geral o tempo não perdoa.

  23. 56 jose carlos 21/10/2012 17:42

    hora de aposentar……..chega…….mimada

  24. 55 Daniel de Oliveira Leite 21/10/2012 17:33

    Amarelar faz parte do esporte , quantos atletas sonham com os milhões que são dados ao futebol por exemplo e que nunca tiveram retorno olimpico , se este mesmo valor for aplicado em outros esportes nossos atletas trariam muitas medalhas , esporte é isto , nem sempre o melhor vençe sempre , graças a Deus exietem as zebras o azar a incopetencia e o amarelar , tudo faz parte do esporte , ainda bem !

  25. 54 Luís Carlos 21/10/2012 17:24

    Argumentos coerentes onde??? Assisti hoje de manhã entrevista dela no Esporte Espetacular,
    e continuo não achando nada convincente. Inclusive o Treinador/Marido dela também quis dar
    uma de arrogante dizendo que só ficam criticando as pessoas que não entendem nada do
    assunto!!!! Ela inclusive chegou a criticar a Izinbaeva, só que pelo menos a russa ficou em 3º!!!
    Falaram, falaram e não disseram nada!!! Seria muito + bonito assumir que falhou e pronto!!!!!

  26. 53 Gabriela Santos 21/10/2012 17:22

    Queira me desculpar, mas não adianta defender esta moça. Em minha opinião, ela foi, além de covarde, irresponsável, antiprofissional e antipatriota. Sentir medo ou insegurança não é crime e nem motivo para vergonha, porém este não é o caso dela. Todas as outras atletas saltaram e honraram o seu compromisso com a pátria. Se ela não estava preparada, então, por que foi? Ridículo!
    É por isto, que eu admiro tanto os paratletas, pois fazem tudo para se superar, quebrar preconceitos, mostra amor à pátria e, ainda, provar que eles podem, sim, e não querem assistencialismo de ninguém.

  27. 52 Ionara 21/10/2012 17:15

    Acho que qualquer atleta quer vencer, se não foi possível, paciência, ela fez o que pode, tentou, lutou, é muito cruel denegrir a imagem dela por causa desse acontecimento. Ninguém se empenha tanto, por quatro anos para simplesmente “amarelar”, isso aconteceu com ela, poderia ter sido com qualquer outra. A vida segue e Fabiana ainda tem chances de vencer uma olimpíada.

  28. 51 jose alberto 21/10/2012 17:07

    Caro Marcelo Laguna, antes de ficar chamando os torcedores brasileiros de “pachecos”, gostaria de lembrá-lo do seguinte: atletas como a Sra Fabiana recebem todo o apoio do COB, além de patrocínios significativos e ganham uma grana com propaganda, portanto nada justifica a covardia de se recusar a saltar. Gostaria de lembrá-lo também qua após a competição, em uma entrevista Yelena Isinbayeva foi questionada se faria a mesma coisa que a Fabiana. A resposta da russ foi a seguinte: ” De forma alguma, após treinar e me preparar 4 anos para este momento, eu jamais me recusaria a tentar.” ESPÍRITO OLÍMPICO É ISSO!!
    No Rio qual vai ser a desculpa esfarrapara para a covardia? Talvez dor de barriga….

  1. ver todos os comentários

Os comentários do texto estão encerrados.