Publicidade

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011 Isso é Brasil, Mundiais, Seleção brasileira | 22:30

Handebol brasileiro fez uma campanha brilhante no Mundial. Isso precisa ser valorizado

Compartilhe: Twitter

A brasileira Fernanda vibra após marcar um de seus cinco gols diante da Croácia

Na última quarta-feira, logo depois da sofrida eliminação do Brasil para a Espanha no Mundial feminino de handebol, acompanhei pelo Twitter várias manifestações a respeito do resultado, que tirava a seleção brasileira da briga por medalhas. E algumas delas (de gente que eu respeito demais) variavam entre a chacota com o nome da goleira e críticas à forma como veio a eliminação, levando um gol a 15s do fim e com uma jogadora a menos.

Sinceramente, e sem nenhuma dose de pachequice (todos que me conhecem, sabem como eu abomino os tolos pachecos), são opiniões equivocadas.

É necessário que seja feita uma análise bem distinta entre o que estas meninas do Brasil fizeram até agora no Mundial de handebol com aquele manjado discurso-padrão de atletas brasileiros que fracassam em torneios de ponta.

Não estamos aqui falando de uma modalidade que conta com milhões de estatais patrocinando as respectivas confederações. Trata-se de um esporte que ainda luta para criar raízes mais profundas no universo esportivo brasileiro e deixar de ser uma modalidade para poucos. O que não deixa de ser irônico, pois é o handebol o esporte mais praticado nas escolas do Brasil.

Nesta sexta-feira, ao derrotarem a Croácia por 32 a 31 e se classificarem para decidir o quinto lugar com a Rússia no próximo domingo, as meninas do Brasil fizeram mais do que recuperar o moral depois de uma derrota sofrida. Garantiram antecipadamente o melhor resultado na história da modalidade, superando o sétimo lugar do Mundial de 2005.

Ah, e só mais uma coisinha: o tão badalado e vitorioso vôlei não passava de um simples coadjuvante no final dos anos 70. Em 1980, ficou em quinto lugar nas Olimpíadas de Moscou; em, 1982, vice-campeão mundial; em 1984, garantiu a primeira medalha olímpica, a de prata, em Los Angeles 1984. Com paciência, organização e talento, os resultados apareceram. Quem pode garantir que o mesmo não ocorrerá com o handebol feminino?

Autor: Tags: , , , ,

3 comentários | Comentar

  1. Marcelo Laguna 24/12/2013 10:48

    Valeu, Felipe.Pois é, é só dar tempo ao tempo.
    Abraços

  2. 53 Felipe 24/12/2013 9:52

    Você estava certo, Marcelo. O resultado apareceu.

  3. 52 paul 17/12/2011 10:34

    A campanha da seleção é excelete.
    O brasileiro gosta de criticar os atletas. Ou ele é perdedor ou um heroi sem saber as dificuldade que o atleta passar.
    A TV omitu o evento realizado no páís não transmitindo nenhum jogo nos canais de TV de assinatura. Na TV aberta Globo e Record ignoram o evento. Se fosse o UFC estavam falando.
    Com exceção da Folha de São Paulo os principais jornai do país se omitiram do evento e onde os dois maiores não há nenhuma notíca sobre os jogos
    Com exceção da internet em que site de noticias divulgavam os resultados e até havia tranmissão simutanea com os jogos.
    A maior parte quase da mídia no Brasil ignorou campeonato por completo,
    E se a seleção tivesse chegado na final e fosse campeã como ficaria a imprensa e as TVs?

  4. Marcelo Laguna 17/12/2011 22:13

    Verdade, Alan, há sinais de que o trabalho pode render bons frutos mais pra fente mesmo. Abs

  5. 51 Alan 17/12/2011 0:26

    Laguna, lembra o que eu escrevi no meu último post nesse blog? Pois é, brasileiro é assim, quando começa a ganhar o ufanismo toma conta e “é o nosso Brasil” quando perde eles saem de cena e começam os críticos e piadistas a depreciar o trabalho feito.

    Não acompanhei nenhum jogo da seleção, mas dá para perceber que está ocorrendo um trabalho bem feito e se continuar assim me arrisco dizer que em 2016 pode ficar entre os 4 primeiro lugares.

    Parabéns a elas. As vezes me dá vontade de ter nascido em um país diferente.

  1. ver todos os comentários

Os comentários do texto estão encerrados.