Publicidade

sábado, 22 de outubro de 2011 Pan-Americano | 14:30

Falhas técnicas continuam jogando contra o Pan 2011

Compartilhe: Twitter

Poliana Okimoto comemora a medalha de prata na maratona aquática dos Jogos Pan-Americanos

Os Jogos Pan-Americanos entraram em sua segunda e última semana de disputas e mesmo assim os problemas técnicos e de organização continuam se repetindo à exaustão. Ficaram famosos, por exemplo, os incríveis problemas no placar eletrônico e na cronometragem eletrônica nas provas de natação. Ou mesmo as instalações precárias no pentatlo moderno, criticadas abertamente pela brasileira Yane Marques, que ficou com a medalha de prata.

Neste sábado, mais um exemplo que a correria dos mexicanos para aprontar Guadalajara para o Pan 2011 se transformou num tiro no pé dos organizadores. Na disputa da maratona aquática feminina, os problemas na cronometragem atrasaram a divulgação das marcas oficiais e, mico supremo, erraram no anúncio da ganhadora da medalha de prata: ao contrário da brasileira Ana Marcela Cunha, a ganhadora foi na verdade outra brasileira, Poliana Okimoto.

Incrível: Guadalajara está transformando o Pan do Rio 2007, que não foi nenhuma maravilha, num exemplo de organização esportiva.

Atualização: Na correria ao fazer o post, acabei deixando passar batido outras falhas na organização do Pan, como a cerimônia de abertura esvaziada – que obrigou os organizadores a espalharem o público pelas arquibancadas e cobrir os espaços vazios – e a falha nos coletes eletrônicos nas disputas do taekwondo. Mas a galera do iG Esporte estava esperta e preparou uma galeria de fotos reunindo as grandes trapalhadas deste Pan.

Autor: Tags: , , , , , ,

1 comentário | Comentar

  1. 51 José Monteiro Teixeira 23/10/2011 23:03

    Grande Poliana. Voce provou que está Viva. Parabéns pela Medalha de Prata.
    Sucesso Sempre.

  1. ver todos os comentários

Os comentários do texto estão encerrados.