Publicidade

sábado, 10 de setembro de 2011 Olimpíadas, Pré-Olímpico, Seleção brasileira | 21:08

Um sonho que demorou 5.858 dias para se realizar

Compartilhe: Twitter

Tiago Splitter se emociona ao comemor a vaga olímpico com Marcelinho Huertas

Quem gosta de basquete, em especial do basquete do Brasil, viu muita coisa acontecer por aqui desde o dia 27 de agosto de 1995. Por exemplo:

1) O  fim de carreira de um dos maiores cestinhas do basquete mundial chamado Oscar Schmidt;

2) A chegada ao poder na CBB (Confederação Brasileira de Basquete) de Gerasime Boziks, o Grego, talvez uma das maiores tragédias para a história do basquete nacional;

3) Vimos uma Liga Independente ser criada, por causa da incompetência da CBB, e depois fracassar em sua tentativa de emplacar no cenário nacional;

4) Tivemos o vexame de ver um Campeonato Nacional não terminar também por incompetência dos dirigentes;

5) Incontáveis e sofridas derrotas em Campeonatos Mundiais e Torneios Pré-Olímpicos;

6) Vimos até um jogador a se recusar a entrar em quadra num Pré-Olímpico, Nezinho, em Las Vegas-2007;

7) Vimos inúmeros pedidos de dispensa de jogadores renomados, como Nenê e Leandrinho, e de outros menos badalados, pelas mais variadas justificativas;

Vimos, por fim, o basquete masculino do Brasil tornar-se motivo de chacota e piada de torcedores e até mesmo entre seus fãs.

Neste sábado, 5.858 dias depois daquele 27 de agosto de 1995, quando derrotou o Canadá e se classificou para as Olimpíadas de Atlanta-96, o basquete masculino do Brasil voltou aos Jogos Olímpicos.

Até que enfim!

Autor: Tags: , ,

3 comentários | Comentar

  1. 53 Marcia 12/09/2011 18:57

    Quanto ao item 6, vimos coisa pior: o mesmo Nezinho voltou a ser chamado para a seleção pela CBB (como se fosse um craque indispensável). E pior ainda: o mesmo técnico que ele desrespeitou em rede nacional ao se recusar a entrar em quadra o chamou pouco tempo depois para defender seu próprio time no NBB. Entendeu porque as coisas não iam pra frente no nosso basquete? É o fim… Mas, enfim, veio o Magnano e temos uma seleção de verdade. Agora é lutar pela medalha em Londres!!! Parabéns ao treinador argentino, à comissão técnica e aos jogadores, claro!

  2. 52 WALDEMAR 11/09/2011 1:12

    Voces jogadores de basquete BRASILEIROS de mentira! com certesa estão com inveja de não terem participado desta conquista que levarão os brasileiros em LONDRES 2012,Meus Pesames! Se depender da minha opinião voces não existem! Pois quem não tem PATR IA não EXISTE.

  3. 51 Alan 10/09/2011 23:38

    Conforme prometido retorno aqui para comemorar a classificação do Brasil. Hoje eu me preparei para ver o jogo desde a tarde, já dizendo a mim mesmo que iria me irritar e dizer a mim mesmo que não aguento ver basquete brasileiro disputando jogos importante. Sim, sou resmungão, um rabugento incorrigivel.

    E lá fui eu assistir o jogo ansioso por uma vitoria, enchendo a paciencia do jornalista Laguna no tuiter e resmungando com aquelas malditas bolas de três que não caem. E o primeiro e o segundo quarto escorreram e eu já me prometia não ver mais basquete sabendo que iria descumprir a promessa mais uma vez.

    Brasil comandou o placar, dominou seus nervos (imagino a pressão dos caras) e finalmente conseguiu a vaga. Fiquei que nem um bobo comemorando sozinho aqui. Como em outros tempos.

    O Brasil voltou. Parabéns ao técnico, aos jogadores. Não parabenizo a CBB. Ainda não merece. Quem sabe um dia.

  1. ver todos os comentários

Os comentários do texto estão encerrados.