Publicidade

quinta-feira, 11 de agosto de 2011 Ídolos, Pan-Americano, Seleção brasileira | 23:19

Agosto e as belas lembranças para o basquete feminino

Compartilhe: Twitter

Hortência é cumprimentada por Fidel Castro após a vitória doi Brasil na final contra Cuba

Há uma semana, foi comemorado o aniversário de 15 anos da conquista da medalha de prata olímpica pela seleção feminina de basquete nos Jogos de Atlanta-96. Nesta quinta-feira, completou-se 20 anos de uma outra grande conquista: a medalha de ouro no Pan-Americano de Havana. Definitivamente, o mês de agosto traz mesmo belas lembranças para o basquete feminino do Brasil.

E este triunfo de 1991 teve ainda um sabor especial. Foi a primeira grande conquista da geração de Hortência, Janeth e Paula. Sob o comando da grande treinadora Maria Helena Cardoso, o Brasil superou Cuba na decisão, por 97 a 76. E para os mais novos e os de memória ruim, é bom lembrar que até então Cuba deitava e rolava em cima do Brasil.

A vitória foi tão significativa que o próprio Fidel Castro foi pessoalmente entregar as medalhas às brasileiras, enaltecendo a grande atuação da equipe. E o comandante ainda brincou, dizendo que não entregaria as medalhas para Hortência e Paula, que destruíram o time cubano.

Foi a partir deste título que o basquete feminino brasileiro finalmente encontrou seu caminho de vitórias, classificando-se pela primeira vez às Olimpíadas em 92; conquistando o título mundial de 94; e assegurando a prata olímpica em 96.

E tudo começou num 11 de agosto…

Autor: Tags: , , , , ,

3 comentários | Comentar

  1. 53 laercio 24/09/2011 16:45

    fico emocionados com esta meninas do basquete mas fico muito orgulho quando lembro que fiquei a noite inteira acordado para ver a final do mundial , onde elas se sagraram campea mundial em cima das chinesas com aquela mupalha gigante em cima de nossas rainhas reprisa um poco esta final este passado ajudara nossas meninas hj eu acretido nelas

  2. 51 Alan 11/08/2011 23:40

    Eu nem sabia que hoje fazia 20 anos quando li um tuiter comentando sobre (até estranhei não ter nada no blog sobre) e foi inevitável as lembranças.

    Lembro que um tio morava com a gente e ele adorava torcer junto comigo e a gente foi ver a final de basquete temendo uma nova derrota. Então diante dos meus olhos Hortencia e Paula só não fizeram chover levando o time até a medalha de ouro.

    O melhor ainda estava por vir, Fidel em pessoa foi entregar as medalhas e fez aquele gesto inesquecível, acho que foi uma das maiores demonstrações de espírito esportivo que eu já vi, um gesto de grandeza que me marcou muito.

    Foi apenas um pam americano (competição que sempre fazem questão de menosprezar) mas 20 anos depois ainda me emociono com as lembranças.

    Abs

  1. ver todos os comentários

Os comentários do texto estão encerrados.