Publicidade

sexta-feira, 24 de junho de 2011 Olimpíadas, Pré-Olímpico, Seleção brasileira | 23:37

Nenê fora do Pré-Olímpico de basquete. E agora, Magnano?

Compartilhe: Twitter

Nenê alegou "motivos pessoais" para não disputar o Pré-Olímpico de Mar del Plata

Se já não bastasse carregar o peso de estar sem participar das Olimpíadas desde os Jogos de Atlanta, em 1996, o basquete masculino brasileiro ganhou nesta sexta-feira um problema a mais para tentar carimbar sua classificação às Olimpíadas de Londres: o pivô Nenê Hilário pediu dispensa e não participará do Pré-Olímpico de Mar de Plata, na Argentina, a partir do dia 30 de agosto.

Trata-se de um belo desfalque já garantido para o argentino Rubén Magnano, treinador da seleção brasileira. Já não poderia contar com Anderson Varejão (contundido) e as presenças de Nenê, Leandrinho e Thiago Splitter estavam ameaçadas por causa do risco de locaute da NBA. Isso obrigaria a CBB (Confederação Brasileira de Basquete) a pagar os seguros dos jogadores, que seria complicado, em razão dos altos valores.

Pior é que foi o próprio Nenê quem pediu dispensa, alegando motivos particulares – o nascimento de seu filho bem na época de disputa do Pré-Olímpico.

Assim, aos poucos uma competição que aparentava ser bem favorável ao Brasil – duas vagas em disputa e os EUA não participam do Pré-Olímpico, por já estarem classificados -, vai adquirindo ares de drama. E cujo final todos conhecem há 12 anos: ver as Olimpíadas do sofá da sala.

Veja também:

>>Era uma vez o basquete do Brasil

>>O calendário pré-olímpico do basquete

>>Greve da NBA já afetou um Mundial de basquete

Autor: Tags: , , ,

Nenhum comentário, seja o primeiro.

Os comentários do texto estão encerrados.