Publicidade

segunda-feira, 2 de maio de 2011 Pan-Americano | 23:09

Abre o olho, Guadalajara!

Compartilhe: Twitter

As obras para a construção da Vila Pan-Americana foram embargadas. E agora?

O presidente da Odepa, Mario Vazquez Raña – que por sinal há anos comanda a entidade poliesportiva das Américas – cansou de manifestar seu descontentamento com os atrasos ocorridos em muitas obras dos Jogos Pan-Americanos do Rio, em 2007. Bem, acredito que esteja sendo bem difícil para ele digerir os atrasos que muitas instalações do Pan de Guadalajara estão sofrendo em suas obras. Para piorar, ainda embargam a construção da Vila Pan-Americana.

No último domingo, o juiz Armando García, do estado de Jalicsco, deu à prefeitura de Zapopan, município da região metropolitana de Guadalajara, um prazo de 24 horas para parar a construção das obras da Vila Pan-Americana, alegando suposta violação no uso do solo.

Tudo começou em março, quando os moradores da região do Rancho Contento, vizinha ao local onde a vila está sendo construída, entraram com uma ação pedindo a suspensão das obras, alegando grave dano ambiental por interferir no lençol freático da região.

O prefeito de Zapopan anunciou que cumprirá a ordem judicial, que está sendo considerada sem precedentes na história do judiciário mexicano. Contudo, já há quem duvide que esta paralisação irá durar muito tempo.

“Iremos inaugurar os Jogos Pan-Americanos normalmente, no dia 14 de outubro. As pessoas sabem que se os jogos não acontecerem, os governos municipal e estadual ficarão com uma dívida impagável por N anos”, garantiu Carlos Andrade Garín, diretor geral do comitê organizador do Pan. O dirigente acusou os responsáveis pela ação que paralisou as obras da vila do Pan de “maus cidadãos”

Nestas horas, tenho certeza que Vazquez Raña deve coçar seu bigodão e pensar que não deveria ter cornetado tanto seus colegas cariocas.

Autor: Tags: , ,

Nenhum comentário, seja o primeiro.

Os comentários do texto estão encerrados.