Publicidade

quarta-feira, 23 de março de 2011 Pan-Americano, Seleção brasileira | 18:21

Boxe brasileiro faz opção pragmática e ignora pesos pesados

Compartilhe: Twitter

Quando será que um brasileiro repetirá os feitos do grande cubano Félix Savon (à esquerda)?

Se você é fã de boxe amador, especialmente dos combates entre pesos pesados e superpesados, pode tirar o cavalinho da chuva se sonha em assistir a uma destas lutas envolvendo brasileiros, tanto nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, no próximo mês de outubro, como nas Olimpíadas de Londres, em 2012. Na seleção brasileira de boxe, não há espaço para os pesos pesados e superpesados.

“Não podemos mais sair do Brasil apenas para participar das competições, fazer figuração. Temos que ir sempre em condições de brigar por vagas olímpicas e pan-americanas, além de ter condições de lutar por medalhas”, explica Mauro Silva, presidente da Confederação Brasileira de Boxe (CBBoxe). Desta forma, ele explica a ausência de representantes nas categorias pesado e superpesado no 1º Pré-Pran de boxe, que começa a partir desta quinta-feira e vai até o próximo dia 29, na cidade de Cumana, na Venezuela.

O dirigente não poupa nas críticas aos lutadores que atuam nestas duas categorias, justificando assim a escolha da entidade. “O Brasil não tem nível técnico, tanto olímpico quanto pan-americano. Por isso, decidimos investir em outras categorias”, disse Silva.

Até entendo o pensamento pragmático do presidente da CBBoxe. Muitas modalidades costumam ir às grandes competições poliesportivas apenas para passear mesmo, porque não têm nível técnico para competir com outros países. Mas gostaria de ver também um trabalho de formação competente de formação de lutadores nestas categorias mais “nobres” do boxe, especialmente a dos pesos pesados.

Só para refrescar a memória, Muhammed Ali (então Cassius Clay), Evander Holyfield e os cubanos Teofilo Stevenson e Felix Savón são alguns dos grandes pesados da história olímpica. Será que um dia haverá espaço para um brasileiro ser lembrado por grandes feitos entre os pesos pesados? Por enquanto, isso parece ser somente um sonho mesmo.

Autor: Tags: , , ,

3 comentários | Comentar

  1. 53 Gabriel 12/05/2011 16:25

    Eu tenho 14 anos mas serei o primeiro brasileiro peso pesado da historia

  2. 52 Tudo Errado!! 28/03/2011 12:29

    Existe um sistema neste país que deve ser estirpado como um câncer.
    Enquanto acharem que nós brasieliros só precisamos de comida, novela e futebol, ficaremos assim , vivendo na precariedade.
    O esporte é cultura.o esporte é um dos fatores que pode medir o grau de desenvolvimento de um país.

  3. 51 guilherme 24/03/2011 0:01

    É incrível isto. O brasileiro em matéria de esporte é muito inconpetente. Falar em boxe então é pior, haverá aqueles que acharam o maguila boxeador. Não há formação olímpica neste pais para qq modalidade, tenho falado e lutado contra a porcaria deste futebol que swo atrapalha este pais, mas não adianta, sempre aparece um canalha imbecil fanático por futebol que só ajuda a atrapalhar ainda mais as coisas…veremos o que seremos e geralmente são corintianos, que são torcedores de um baixo nível social

  1. ver todos os comentários

Os comentários do texto estão encerrados.