Publicidade

domingo, 6 de março de 2011 Pan-Americano | 23:51

Jogos Pan-Americanos serão vistos por 150 milhões de pessoas. Pelo menos teoricamente…

Compartilhe: Twitter

Otimismo é o que não falta para Emilio González  Márquez, governador de Guadalajara, cidade-sede dos próximos Jogos Pan-Americanos. Pelas contas do político, um total de 150 milhões de pessoas irão assistir às imagens da competição pela TV, que deverão totalizar 750 horas de transmissão televisiva. O Pan de Guadalajara começa no próximo dia 14 de outubro.

De acordo com Márquez, países das três Américas pagam uma boa quantia ao Comitê Organizador dos Jogos pelos direitos de transmissão e não têm interesse somente em acompanhar a parte esportiva dos Jogos, mas também em conhecer a cidade, a cultura e as tradições da sede do Pan.

É tocante a animação do governador González, nem deveria ser diferente. Mas é necessário que se faça uma boa reflexão sobre a real importância que os Jogos Pan-Americanos possuem no contexto esportivo mundial. O evento está muito longe de seu uma competição de primeira linha, pela própria forma com que os Estados Unidos, maior potência esportiva do continente, encara o torneio.

Em algumas modalidades, como natação e ginástica artística, por exemplo, os americanos enviam sua equipe “C”, justamente para que os atletas peguem experiência de olho em competições mais importantes. Outros países, Brasil entre eles, costumam dar um valor superdimensionado aos resultados positivos obtidos no Pan.

Mas o caro governador Márquez não está nem aí se o Pan-Americano deixou de ter importância ou não no mundo esportivo. E cá entre nós, nem deve ligar para isso mesmo. Que ele comemore a audiência (real ou virtual) dos Jogos de Guadalajara do jeito que quiser , mas que trabalhe bastante para deixar todas as instalações esportivas prontas a tempo. Isso sim é importante.

Autor: Tags: , , , , ,

1 comentário | Comentar

  1. 51 Eduardo Del Picchia 31/10/2011 2:38

    O Pan é a verdadeira olimpíada da América Latina, os EUA não enviam mais sua principal força em alguns esportes desde 1963 e o Canadá faz o mesmo, porém todos os demais paises, incluindo Cuba, levam sua força máxima. Discordo dessa necessidade de diminuir a importância do Pan, ele sempre foi assim, um parâmetro esportivo limitado à América Latina, mas bastante motivador do esporte brasileiro. E nesse parãmetro regional, estamos cada vez melhores e com cada vez mais medalhas de ouro. E muita gente assiste.

  1. ver todos os comentários

Os comentários do texto estão encerrados.